Resenha: Inferno (Robert Langdon #4) - Dan Brown

03 março 2017




Editora: Arqueiro
ISBN: 9788580416299
Ano: 2016
Páginas: 448
Compre: Amazon / Saraiva
Sinopse:
No meio da noite, o renomado simbologista Robert Langdon acorda de um pesadelo, num hospital. Desorientado e com um ferimento à bala na cabeça, ele não tem a menor ideia de como foi parar ali.
Ao olhar pela janela e reconhecer a silhueta do Palazzo Vecchio, em Florença, Langdon tem um choque. Ele nem se lembra de ter deixado os Estados Unidos. Na verdade, não tem nenhuma recordação das últimas 36 horas.
Quando um novo atentado contra a sua vida acontece dentro do hospital, Langdon se vê obrigado a fugir e, para isso, conta apenas com a ajuda da jovem médica Sienna Brooks.
De posse de um macabro objeto que Sienna encontrou no paletó de Langdon, os dois têm que seguir uma série inquietante de códigos criada por uma mente brilhante, obcecada tanto pelo fim do mundo quanto por uma das maiores obras-primas literárias de todos os tempos: A Divina Comédia, de Dante Alighieri.

Oi gente, hoje eu tô aqui trazendo para vocês uma resenha que já foi publicada na minha coluna lá no blog Fundo Falso. A resenha é do livro Inferno do Dan Brown, que não foi a minha primeira leitura do autor, já tendo lido O Código da Vinci e Anjos e Demônios anteriormente, mas é a minha primeira resenha de uma obra e eu espero que proporcione a vocês uma opinião agradável, uma vez que os livros dele são sempre complexos e levantam muitas questões paralelamente.


Inferno é definido logo na capa como o maior e último desafio de Robert Langdon, e a trama começa com o nosso querido professor desmemoriado em um hospital num lugar estranho, que ele logo percebe se tratar de Florença na Itália, para onde ele não se lembra de ter viajado e nem o motivo. Em seguida o hospital sofre um atentado e ele descobre que está sendo perseguido por alguém que não faz ideia de quem seja e tampouco o porquê, e assim embarca numa eletrizante aventura ao lado de Sienna Brooks, a jovem médica que estava cuidando dele. Em busca de descobrir o que aconteceu e porque ele está ali.

Nessa aventura eles descobrem que alguém planeja controlar de alguma forma a superpopulação mundial que coloca em risco a continuação da humanidade e que essa pessoa se baseou no Inferno de Dante Alighieri para desenvolver seu plano, então Robert Langdon passa a ter uma ideia do porque está ali.

Digam o que quiserem os haters, mas eu acho a escrita do Dan Brown fantástica!
Ele consegue construir narrativas complexas, sobre temáticas fortes, que valem a pena serem refletidas e amarra tudo isso incrivelmente bem e de maneira coerente (na medida do possível). Seus personagens são sempre bem estruturados e complexos, onde de longe o mais simples deles é o protagonista da série (ainda que eu goste dele) que teima em se comportar como se nunca tivesse vivido nada parecido com aquela situação. Algo que acaba me incomodando pois depois do que ele passou nos outros livros ele teria uma base, para não cometer os erros óbvios que ele continua cometendo, ou achar toda essa situação surreal (depois de explodir o vaticano? Tem dó né?). O comportamento do protagonista faz parecer que cada um dos livros foi estrelado por um Langdon de um universo paralelo diferente. Tirei meia estrela (no skoob) por isso.

Assim como nos livros anteriores temos em mãos um enredo cheios de descrições maravilhosas de obras de artes lugares, pontos turísticos, narrado de uma maneira tão intensa que é como se te levasse até lá, tudo isso enquanto a narrativa nos dá verdadeiras aulas de história da arte. 
Tudo isso, é lógico, sempre regado a muito mistério e doses cavalares de teoria da conspiração porque ninguém é de ferro. E estamos falando de Dan Brown.

Inferno tem uma pegada bem Black Mirror e aborda um tema extremamente atual, forte e que me deixou meio que encarando a parede e me questionando como se posicionar em relação aquele assunto, que envolve questões éticas e a continuação da raça humana. No final das contas eu me surpreendi, com a obra e com as minhas próprias conclusões.

Até onde é justo que a ciência vá para garantir a sobrevivência de toda a nossa espécie?

Leia o livro e me conte depois.

O trabalho gráfico da editora Arqueiro tá bem legal, a capa dessa nova edição é o poster do filme que esteve em cartaz. a diagramação proporciona uma leitura agradável, mas pede uns pontinhos por eu não gostar de capítulos que começam grudados ali com o que acabou. Não percebi erros de revisão ao longo da leitura. Sem dúvidas eu recomendo a leitura, principalmente para os leitores mais maduros por se tratar de uma obra mais intrincada.

Espero que tenham curtido. Beijos

Avaliei no Skoob: 

9 comentários:

  1. Ainda não li nada do Dan, nem assisti os filmes rs curiosidade não falta, só que sempre recuo no último segundo
    Gostei da resenha, é a primeira que vejo do livro e me animou a ler ou pelo menos ver o filme

    ResponderExcluir
  2. Oi, Kris!
    Nunca li nada do Dan Brown, ainda que seja visivelmente interessada em tramas de investigação e tal, o que parece ser um pouco o estilo dos livros dele, ainda que com essa pegada das teorias de conspiração, rsrs. Chato isso do personagem parecer começar todas as histórias do zero, como se já não estivesse acostumado a enfrentar essas situações. =/ Tenho um certo interesse em O Código da Vinci do autor, mas ainda fico meio na dúvida se gostaria de sua narrativa/história ou não. Bom, darei a chance em algum momento, veremos quais as conclusões que irei tirar da leitura, rs. Enfim, ótima resenha também!
    Beijos!

    ♥ Sâmmy ♥
    ♥ SammySacional.blogspot.com.br ♥

    ResponderExcluir
  3. Kris!
    Li os dois livros anteriores e sou fã, assim como você.
    O Dan usa sempre a ambientação original existente na vida real e cria um enredo intrincado, carregado de descobertas e muito mistério que envolve o leitor que se vê preso a toda a trama.
    A questão do protagonista parecer inexperiente em relação aos acontecimentos... acredito que seja pela visão que ele tem de si próprio, de ser apenas um estudioso e não um policial...
    Quero ler.
    “Todos os homens, por natureza, desejam saber.” (Aristóteles)
    cheirinhos
    Rudy
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/
    TOP Comentarista de MARÇO, livros + KIT DE PAPELARIA e 3 ganhadores, participem!

    ResponderExcluir
  4. Também gosto muito dos livros do Dan, já li Inferno, Ponto de Impacto, Fortaleza Digital e O Símbolo Perdido. É incrivel como ele consegue colocar um monte história nas suas obras junto com cenas de ação e perseguição de tirar o fôlego.
    Engraçado, que eu nao tinha me atentado a esse detalhe, do Robert ficar achando a sua situação completamente surreal comparado a tudo o que ele já passou, é verdade! E, os questionamentos abordados no livro são mesmo muito interessantes, respondemos uma coluna (Pare e Pense) lá no blog para falarmos apenas deles de tanto que eles mexeram com a gente. Uma pena que o filme tenha mudado tanto a história, fiquei chateada.
    Beijos

    ResponderExcluir
  5. mlr, eu vi o codigo da vinci e até achei legalzinho o filme,tentei ler o livro e... não deu...xD
    talvez eu lesse Inferno pela referência que ele faz a Dante[sou apaixonada pela Divina Comédia]... achei interessante o fato dele descrever bem os cenários e as obras de arte...mas fora isso, me animei muito pra ler não... =T
    bjs...

    ResponderExcluir
  6. Oi.

    Comecei a ler O Código da Vinci, mas não consegui continuar. Não me interesso muito pelos livros, não sei porquê. Até hoje só assisti ao primeiro filme e a metade do segundo. Talvez eu nunca venha a ler os livros.

    ResponderExcluir
  7. Nunca li nada do autor, mas vejo muitos comentários positivos em relação a suas obras.
    O livro em questão parece ser incrível, que consegue prender do início ao fim o leitor.
    A historia parece ser muito bem desenvolvida, com personagens incríveis.
    Fiquei bem curiosa em relação a aventura, quero muito ler o livro e assistir ao filme.
    Beijos,
    Caroline Garcia

    ResponderExcluir
  8. Oi.
    Eu tenho muita curiosidade em conhecer a escrita do autor, já que só vejo "elogios" quero começar pelo livro O código da Vince, por que foi o que mais me chamou a atenção, adorei a pergunta que fez, espero que depois de ler o livro tenha uma resposta para ela, não imaginava que ele faz referencia a Dante, simplesmente adorei.
    Bjs.

    ResponderExcluir
  9. Olá, nossa eu nem sabia que existia o livro do filme...mas eu fui no cinema ver esse filme, cara é incrivel, super legal, tem ação e tudo mais, a historia e meia que complicada porque teve certas coisas que não entendi nada..mas acho que lendo livro possa entende melhor....adorei sua resenha, super interessante!!

    ResponderExcluir

Seja Bem-Vindo,
Interaja conosco, é um prazer poder saber a sua opinião.


Deixe seu link que retribuiremos a visita.
Não serão aceitos comentários ofensivos ou de span.

Volte sempre ♥