Resenha: Espero Por Você - J. Lynn

30 março 2017




Edição: 1
Editora: Novo Conceito
ISBN: 9788581638201
Ano: 2017
Páginas: 384
Sinopse:Algumas coisas valem a pena esperar. Algumas coisas valem a pena experimentar. Algumas coisas não devem ser mantidas em silêncio. E, por algumas coisas, vale a pena lutar. Avery Morgansten precisa fugir. Ir para uma faculdade a centenas de quilômetros de casa foi a única forma que encontrou para esquecer o acontecimento fatídico que, cinco anos antes, mudara a sua vida para sempre. O que não estava em seus planos era atrair a atenção do único rapaz que pode mudar totalmente a rota do futuro que Avery está tentando construir. Cameron Hamilton tem um metro e noventa de altura, impressionantes olhos azuis e uma habilidade notável para fazer com que Avery deseje coisas que ela acreditava terem sido roubadas irrevogavelmente dela. Envolver-se com ele é perigoso. No entanto, ignorar a tensão entre eles — e despertar um lado dela que nunca soube que existia — é impossível. Até onde ela estará disposta a ir e o que fará para esquecer o passado e viver aquela relação intensa e apaixonada, que ameaça ruir todas as suas certezas e fazê-la conhecer um mundo de sensações que julgava estar negadas para sempre?


 Oiee gente, já estou melhorando e sendo assim trago para vocês a resenha da minha ultima leitura. Espero por você da J. Lynn que é o pseudônimo da Jennifer L. Armentrout, uma autora de quem eu já conhecia a escrita em outro estilo o YA e sou muito fã da sua Saga Lux. 
Em espero por você conhecemos Avery Morgansten uma jovem que decide sair do Texas e se matricular na universidade de uma cidade pequena e bem distante da sua casa, com a clara intenção de fugir de todo o que lhe rodeava e deixar tudo para trás.
Uma vez lá ela só espera conseguir estudar e conseguir voltar a viver como uma pessoa normal, mas ela acaba criando novas amizades e conhecendo um cara muito especial, 
Cameron Hamilton, e essas coisas as faz pensar que talvez ela ainda possa ter tudo o que um dia lhe foi tomado.

Primeiramente devo frisar que esse livro deveria vir com um selo onde desse pra ler bem explicito:  ALERTA DE GATILHO EMOCIONAL  e não só pelo que a personagem passou, mas pela forma que a sua família lidou com isso e lhe negou assistência. 

Desde o início da obra dá pra perceber que a protagonista Avery sofreu algum tipo de abuso no passado e que isso acabou refletindo em suas atitudes atuais, porém não é claro o quê e como aconteceu até mais da metade do livro, mesmo que a narrativa seja feita pelo ponto de vista da Avery, isso não nos é apresentado com clareza. E Sendo assim a narrativa corre em banho-maria nos apresentando os personagens da trama e como eles se encaixam nela.

Se há algo que eu não posso reclamar da obra é da construção dos personagens, principalmente dos dois protagonistas que são bem complexos e trazem suas histórias de vida anteriores ao momento em que se conheceram e vão nos apresentando isso muito bem ao longo da história.
Avery merecia receber um prêmio por ter os piores pais da literatura e como era de se esperar, é uma jovem que começa a trama reprimida e sem se envolver muito com os outros personagens, mas acaba tendo essa resistência minada através da insistência de três personagens Jacob e Brittany seus amigos e figuras muito importantes no desenvolvimento da personagem por representarem para ela as primeiras amizades, depois de um longo tempo. E Cameron Hamilton o jovem responsável por entrar de repente no mundo de Avery e mudar tudo de pernas para o ar com a sua insistência.
Cameron é um jovem lindo, popular, inteligente, entre outros adjetivos, com quem Avery tromba literalmente no seu primeiro dia de aula e acaba despertando nele um interesse e desde então ele passa a tentar convence-la a qualquer custo a sair com ele e se vale, uma boa parte do tempo, dos seus dotes culinários para isso. Avery, por sua vez, sente um forte interesse pelo garoto, mas os seus traumas devido ao passado não a deixam se envolver. 

Eu vi muitas pessoas sustentando as 5 estrelas do livro na maravilha do Cameron, mas eu não me sentiria justa se fizesse isso. O personagem é sim maravilhoso (demais até, para o meu gosto), lida muito bem com os fatos quando apresentados e dá a maior força do mundo a protagonista, isso é incrível, mas não é só disso que vive o livro. Como falei anteriormente, já sou fã da autora pelo seu trabalho com YA's e acho que é justamente por isso que eu vi aqui que a autora não conseguiu se desvincular de um gênero para se aprofundar em outro. A premissa da obra é muito boa, mas eu senti que ela arrastou demais o drama, prolongou infinitamente a expectativa da descoberta do segredo da protagonista, sem necessidade (tanto até, que o leitor já sabia, só faltava ter os detalhes do ocorrido) e isso foi tornando a leitura cansativa. 
Eu percebi durante a leitura que partes irrelevantes da narrativa se estenderam por capítulos a fio, enquanto partes importantes que mereciam ser mais aprofundadas, não foram, muitas até pareceram que nem receberam um desfecho na verdade e isso me decepcionou muito na leitura. Pois acabou se tornando um livro bem longo que levantou várias temáticas importantes e no final das contas não levou a lugar nenhum.

Portanto, eu gostei da leitura, encontrei um romance bonitinho, com casal fofo e sexy, que dá pra ler sem muitas expectativas, além de uma boa história de amor, mas conhecendo o potencial da autora, eu esperava mais. Pelo que eu li por ai, os outros livros da série são protagonizados por alguns personagens que já foram apresentados nesse primeiro volume e existe também um livro com outro POV dessa mesma história.

Então é isso, eu espero que tenham curtido a resenha,
Beijos.

5 comentários:

  1. Oi kris.
    Te Entendo, me sentir assim também, e apesar de achar esse livro maravilhoso por que sim, ele é, a narrativa ao meu ver deixou um pouco a desejar, gostei de como a autora lidou com o fato da mocinha ter sofrido abuso, e a reação do mocinho em tudo, enfim adorei.
    Bjs.

    ResponderExcluir
  2. Oi, Kris!
    Não sabia que esse livro era publicado com um pseudônimo da autora de Lux, interessante. Não cheguei a conferir a outra série dela, apesar de me interessar levemente pela leitura, mas esse em especial eu não dei muita atenção porque new adults, em geral, não fazem o meu estilo de leitura, curto mais young adults mesmo. Uma pena que, nesse caso, a autora não tenha conseguido migrar de um público para o outro tão bem sucedida, mas que bom que, apesar das ressalvas, parece ser uma boa leitora, ainda que o aviso sobre o gatilho tenha faltado. Não tenho nenhum problema real com esses gatilhos em si, mas particularmente me irrito demais ao ver 'pais literários' que são tão ruins como você citou serem os pais da protagonista, então aliando isso ao fato de ser new adult, não seria uma dica que eu levaria em conta, ao menos não por enquanto, apesar de que isso de ter um outro livro com um ponto de vista diferente dessa mesma história soe bem desnecessário para mim, mas, enfim, valeu a dica mesmo assim.
    Beijos!

    ♥ Sâmmy ♥
    ♥ SammySacional.blogspot.com.br ♥
    ♥ DandoUmadeEscritora.blogspot.com.br ♥

    ResponderExcluir
  3. Uma pena que tenha alguns pontos negativos e que a história tenha deixado um pouco a desejar.
    Confesso que gosto da escrita da autora e continuo bem curiosa em relação a esse livro.
    Parece ser uma história emocionante, com um tema importante.
    Bom, gostei bastante da sua opinião. Mas espero ler o livro em breve e tirar as minhas próprias rs
    Beijos,
    Caroline Garcia

    ResponderExcluir
  4. Ola Kris, eu já vi esse livro mas não li nenhuma resenha falando sobre ele. Quando eu vi a capa imaginei que seria uma historia de romance, mas há algo nesse historia porque pra mim tem um misterio que esta sendo escondido entres eles..Gostei bastante da resenha, quero pode ler esse livro!!

    ResponderExcluir
  5. Kris!
    Bom ver que já está melhor.
    E que resenha mais delicinha.
    É um daqueles livros para lermos após livros mais densos e pesados, onde podemos nos deleitar com as personagens e toda trama amorosa que os envolve.
    Já anotei para leitura.
    “Não há nada bom nem mau a não ser estas duas coisas: a sabedoria que é um bem e a ignorância que é um mal.” (Platão)
    cheirinhos
    Rudy

    ResponderExcluir

Seja Bem-Vindo,
Interaja conosco, é um prazer poder saber a sua opinião.


Deixe seu link que retribuiremos a visita.
Não serão aceitos comentários ofensivos ou de span.

Volte sempre ♥