Resenha: Imperfeitos (Flawed #1) - Cecelia Ahern

24 fevereiro 2017



Edição: 1
Editora: Novo Conceito
ISBN: 9788581636535
Ano: 2016
Páginas: 320
Compre: Amazon - Saraiva
Sinopse: Celestine North vive em uma sociedade que rejeita a imperfeição. Todos aqueles que praticam algum ato julgado como errado são marcados para sempre, rechaçados da comunidade, seres não merecedores de compaixão.
Por isso, Celestine procura viver uma vida perfeita. Ela é um exemplo de filha e de irmã, é uma aluna excepcional, bem quista por todos do colégio, além do mais, ela namora Art Crevan, filho da autoridade máxima da cidade, o juiz Crevan.
Em meio a essa vida perfeita, Celestine se encontra em uma situação incomum, que a faz tomar uma decisão instintiva. Ela faz uma escolha que pode mudar o futuro dela e das pessoas a seu redor.
Ela pode ser presa? Ela pode ser marcada? Ela poderá se tornar, do dia para a noite Imperfeita?
Nesta distopia deslumbrante, a autora best-seller Cecelia Ahern retrata uma sociedade em que a perfeição é primordial e quem cometer qualquer ato falho será punido. A história de uma jovem que decide tomar uma posição que poderá custar-lhe tudo.



Olá, soi Dora leitores hoje eu tô aqui para trazer para vocês a resenha de uma leitura que eu adiei durante algum tempo e que no final das contas me arrependi muito disso. O livro em questão é Imperfeitos da Cecelia Ahern, uma Distopia Young Adult, maravilhosa, que foi publicado aqui no Brasil pela Editora Novo Conceito. Como vocês devem saber a Cecelia é uma autora de Romance/Drama de grande renome e foi justamente por isso que eu fiquei um pouco receosa de começar essa leitura, pois já havia tentado ler outros livros da autora e não tido grande sucesso, mas com Imperfeitos foi completamente diferente, depois que comecei não consegui mais parar.

A história se passa num país que não é nomeado, onde após uma grave crise econômica e uma forte recessão, a oposição ao governo da época adotou um método para livrar-se desses governantes e também evitar que pessoas com as mesmas "falhas de caráter" chegassem ao poder novamente. E assim foi criado um comitê chamado Tribunal, e seria uma solução temporária para punir transgressões éticas, mas que acabou se tornando permanente. O sistema desse tribunal visa punir severamente as pessoas que não correspondem as regras impostas pela sociedade, condenando-os ao ostracismo social e a humilhação pública, por meio de marcas queimadas à ferro em brasa nas suas peles.
"Para quem toma decisões ruins, é na têmpora.
Para quem mente, na língua.
Para quem trapaceia, na palma da mão direita.
Para quem é desleal com o Tribunal, no peito, sobre o coração.
Para quem não segue as regras da sociedade, na sola do pé direito.
Eles também têm de usar uma braçadeira com a letra I marcada em vermelho o tempo todo, para que sempre sejam identificados pelo público e sirvam de exemplo."
Celestine, a protagonista é uma jovem de 17 anos, completamente perfeita. Ela namora Art, o filho do Juiz Crevan, o principal Juiz do Tribunal. Ela acredita piamente na idoneidade do Tribunal e apoia cegamente o trabalho do sogro.
Porém tudo isso começa a mudar quando no dia da terra, uma pessoa próxima a Celestine é presa e acusada de ser imperfeita, de uma maneira que leva a todos questionarem se a prisão foi justa, E esse acontecimento acaba levantando questionamentos interiores nela: "O quão clara e justa essa lei é?" E é ai que uma semente é plantada e devido a essa semente Celestine acaba reagindo impulsivamente em uma ocasião e põe em cheque toda a sua imagem de jovem perfeita.

A premissa desse livro me pareceu muito a história recente do Brasil e eu alguns momentos eu até mesmo pensei se ela não serviu de inspiração pra autora, mas ai me lembrei do recente resultado das eleições nos EUA e lembrei que essa doença é global evários países do mundo, tem passado por situações semelhantes a nossa. Onde erros de uma gestão e a corrupção acaba alimentando no povo um desejo de mudança tão forte, que faz com que a massa não pense e abrace um governo sádico, perverso e autoritarista. Foi isso o que aconteceu na Alemanha e colocou Hitler no poder, foi isso que aconteceu nos EUA em 2016 e é isso o que querem que aconteça aqui, mas lutamos a cada dia para que não!

A trama se desenvolve toda em torno de Celestine, e ela é uma personagem muito bem construída. No início ela chegou a ser irritante, tamanha era a sua perfeição para seguir as regras da sociedade. Vivendo dentro da caixinha do que pode e do que não pode e acreditando que o fato de seguir as ordens alheias cegamente e nunca questionar faziam dela alguém melhor que os outros. 
Mas, tudo muda bruscamente quando ela age certo e é acusada e julgada como imperfeita apenas por ter agido com compaixão e quebrado uma, das várias regras absurdas do tribunal e ajudado um imperfeito. E quando se recusa a mentir, a ser hipócrita ela acaba despertando nas pessoas sentimentos a muito adormecidos. Em alguns a esperança, em outros a empatia e acaba dando o primeiro passo em direção as grandes mudanças na sua sociedade. E isso a coloca no olho do furacão. Em meio a uma disputa de interesses políticos, onde ambas as partes querem usa-la. E a condução da Cecelia nessas questões politicas e filosóficas foram maravilhosas.

"Aprendi que ser corajosa significa sentir medo o tempo todo. A coragem não nos domina, ela luta e enfrenta as dificuldades por meio das palavras e das atitudes que você toma. É uma batalha ou uma dança que vai se impregnando. É preciso coragem para vencer, mas é preciso muito medo para ser corajoso."

A Escrita da autora em Imperfeitos é fluída, intrínseca e profunda. Ela acertou em cheio na construção dos personagens e no desenvolvimento do enredo, abordando temas sociais sérios e atuais, e prendendo tudo isso numa narrativa intensa, dinâmica e extremamente reflexiva, culminando num final surpreendente e me pegando de surpresa porque eu não sabia que haveria uma sequência.

O trabalho gráfico da Novo Conceito está maravilhoso. A Capa é linda e tem um detalhe holográfico que é um mimo à parte. A diagramação da obra está organizada e agradável e os erros ortográficos que percebi foram ínfimos.


Sem dúvidas eu recomendo a leitura, aos adolescentes, aos fãs de distopias sociais e aos professores, pois acredito que essa leitura seria maravilhosamente trabalhada em sala de aula. Para mim foi uma maravilhosa surpresa. Beijos ♥

14 comentários:

  1. Achei esse livro da Cecelia bem diferente das outras histórias dele. E sim, é um ótimo livro ♥
    Beijinhos, Helana ♥
    In The Sky, Blog / Facebook In The Sky

    ResponderExcluir
  2. Oi, tudo bem?
    Durante esse tempo, li apenas dois livros da Cecelia Ahern! Que foram: "A Lista" e "O Presente", achei bacana a nova proposta dá autora e amo demais livros deste gênero! Achei bem bacana o cuidado dá NC com o livro! Que aliás, está lindo! ❤ Adorei sua resenha!

    Beijos,
    Lu - www.justificou.blogspot.com

    ResponderExcluir
  3. Oi Kris!!
    Li esse livro semana passada e também adorei ele, esse livro é um tapa na cara do leitor mostrando coisas que muitas vezes vemos e em alguns casos fingimos que não vemos, a autora consegue fazer você repensar em várias coisas do mundo atual, acabei ele quase em desespero pelo segundo que espero muito que a Editora publique logo.
    Adorei a resenha
    Beijinhos :*

    ResponderExcluir
  4. Olá!
    Adorei a resenha e a comparação com as gestões de presidentes de outras nações. Bem pensado! Pelo que vejo, essa trama é bem diferente das demais abordadas pela autora e isso me atraiu demais. Uma distopia bem elaborada que nos farar questionar e reavaliar nossos casos na vida real. Gostei da premissa e tudo aqui apresentado. colocando o livro na minha lista de desejados.
    Valeu
    Ni
    Cia doLeitor

    ResponderExcluir
  5. Oi tudo bem, adorei a premissa desse livro, bem diferente de tudo o que estou habituada a ver da autora, parece ser uma leitura incrível, sem dúvidas eu quero muito poder fazê-la.
    beijos

    ResponderExcluir
  6. Oi, Kris!
    Já li algumas outras resenhas sobre esse livro. Como é diferente de tudo o que já li da Cecelia! Li algumas distopias e andava meio saturada delas, porque a impressão é de que era tudo meio igual. Mas não sei, pelo menos pela sua resenha eu achei que a autora conseguiu abordar algumas coisas novas. Gosto de livros que fazem a gente pensar, fazer um link com as coisas da nossa realidade e questionar o que acontece ao nosso redor.

    Beijos, Entre Aspas

    ResponderExcluir
  7. Oi Kris!
    Eu tenho esse livro aqui e não sabia que era tão incrível assim, eu fiquei com medo de ler exatamente pelo contrário de vc, pois estava com medo dessa mudança de gênero da autora culminar em algo que eu não gostasse, mas pelo jeito vou me surpreender.

    ResponderExcluir
  8. Li uma resenha desse livro e ela não foi tão positiva quanto essa, por isso fiquei meio em dúvida de ler, mas mesmo assim anotei a dica na época. Agora tive certeza de que preciso ter esse livro. Primeiro porque a capa e a sinopse me instigaram e segundo, porque já li obras distópicas e nunca me arrependi.

    ResponderExcluir
  9. Olá,
    Logo na sinopse do livro me veio a cabeça um episódio de Black Mirror, e já me interessei. Adorei a temática do livro, espero poder lê-lo pois é um gênero que me interessa muito.
    Ótima resenha.
    Beijos.
    Meu Livro Fantástico | Facebook

    ResponderExcluir
  10. Nossa, a Cecelia traz um enredo inovador. Logo no inicio, não pude deixar de comparar com a trilogia o teste, que tem um governo totalitário e o mundo foi destruido por ele. Celestine parece ser uma jovem impulsiva, ainda bem! Porque mostra o quão somos imperfeitos. Devo concordar que parece muito com o nosso atual governo, e que de certo modo a autora pode ter se inspirado. Haha
    Estamos vivendo um momento histórico de muitas mudanças, como também incertezas. Quer lê a obra para tirar as minhas próprias impressões Kris, seu ponto de vista foi justo e despertou o desejo em mim, de conhecer outra obra da autora.
    Beijos,
    facesemlivros.com

    ResponderExcluir
  11. Essa sinopse me pegou em cheio. O tema é extremamente interessante e atual. Fiquei muito animada ao saber da boa construção dos personagens, pois muitas vezes o livro tem uma história e universo bons, mas os personagens não convencem e você acha que ficou faltando algo.
    Gostei muito do seu estilo de resenha e classificação!
    Livro anotadíssimo :)

    ResponderExcluir
  12. Oie
    a autora é ótima, e todos os livros dela me chamam a atenção, espero poder ler esse e os últimos lançados pois ainda não tive oportunidade, gosto muito do gênero e o enredo está amor, como sempre

    beijos
    http://realityofbooks.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  13. Oi Kris!
    Como a Cecelia é muito conhecida pelos dramas eu também esperava algo assim.
    Eu nunca li nada dela e fiquei surpresa por este livro ser uma distopia, e realmente não está muito longe do real não.
    Bjs

    ResponderExcluir
  14. Nossa, Kris, estou louca pra ler! O enredo me interessou muito, sua resenha colaborou na ansiedade para ler hahaha! Beijos!

    Blog: http://literarte.blog.br
    Insta: instagram.com/blogliterarte
    Twitter: twitter.com/yasmimsaks

    ResponderExcluir

Seja Bem-Vindo,
Interaja conosco, é um prazer poder saber a sua opinião.


Deixe seu link que retribuiremos a visita.
Não serão aceitos comentários ofensivos ou de span.

Volte sempre ♥