Resenha: Codinome Lady V (Os Sedutores de Havisham #1) - Lorraine Heath

16 fevereiro 2017



Edição: 1
Editora: Gutenberg
ISBN: 9788582354193
Ano: 2017
Páginas: 256
Compre na Amazon
Sinopse:Cansada de rejeitar pretendentes interessados apenas em seu dote escandalosamente vultoso, Minerva Dodger decide que é melhor ser uma solteirona do que se tornar a esposa de alguém que só quer seu dinheiro. No entanto, ela não está disposta a morrer sem conhecer os prazeres de uma noite de núpcias e, assim, decide ir ao Clube Nightingale, um misterioso lugar que permite que as mulheres tenham um amante sem manchar sua reputação.
Protegida por uma máscara e pelo codinome Lady V, Minerva mal consegue acreditar que despertou o desejo de um dos mais cobiçados cavalheiros da sociedade londrina, o Duque de Ashebury. E acredita menos ainda quando ele começa a cortejá-la fora do clube. Por mais que ele seja tudo o que ela sempre sonhou, Minerva não pode correr o risco de ele descobrir sua identidade, e não vai tolerar outro caçador de fortunas.
Depois de uma noite de amor com Lady V, Ashe não consegue tirar da cabeça aquela mulher de máscara branca, belas pernas e língua afiada. Mesmo sem saber quem ela é, o duque nunca tinha ficado tão fascinado por nenhuma outra mulher antes.
Mas agora, à beira da falência, ele precisa arranjar muito dinheiro, e rápido. Sua única saída é se casar com alguma jovem que tenha um belo dote, e sua aposta mais certeira é a Srta. Dodger, a megera solteirona que tem fama de espantar todos os seus pretendentes.

Olá pessoas!
Vocês lembram que eu falei que tava louca nos romances de época, né? Pois é! A resenha de hoje é de mais um que li nessa crise. Codinome Lady V da Lorraine Heath, que um dos mais recentes romances de época publicados pela Editora Gutenberg. E eu amei de paixão.
Codinome Lady V é um romance de época extremamente original diferente de qualquer um que eu já tenha lido. A história é protagonizada por Minerva, uma jovem que já passou da época de casar para o padrão da época, não por falta de pretendentes e sim, por falta de uma proposta decente. Ela não é uma jovem que tem uma aparência muito atraente, é extremamente franca e idealista e não pertence à nobreza, mais é a dona do mais alto dote de Londres o que acaba atraindo para ela, todos os maiores caça-dotes e nobres falidos do país. Porém Minerva desistiu de encontrar o algo mais que ela espera, de algum pretendente e assume a possibilidade de tornar-se uma solteirona, porém ela não quer deixar de experimentar o ato conjugal. E sendo assim, elabora um plano, para perder a virgindade no Nightgale, um clube secreto, que possibilita encontros com garantia de anonimato para as pessoas de alta casta de Londres.

Nosso mocinho, é Nick, o Duque de Ashebury, mais conhecido como Ashe, um jovem que ficou órfão muito cedo ao perder os pais num terrível acidente de trem e foi criado juntamente com Albert e Edward, que também perderam os país no mesmo acidente, na Mansão Havisham, aos cuidados do Marquês de Marsden, que ficou completamento louco após a perda da esposa. Ali eles conheceram Locksley, o filho do Marquês e cresceram livres e sem os limites que a maioria das crianças dispõem. Quando tornaram-se adultos, continuaram juntos se envolvendo em várias aventuras pelo mundo e ganharam o apelido de os Diabos de Havisham.
Porém, Ashe sempre carregou consigo o trauma da morte dos pais e acabou desenvolvendo uma arrebatadora paixão pela fotografia, em especial do corpo humano, como meio de usar a beleza, para apagar as imagens assustadoras que a sua mente criou sobre o acidente. E esse é um dos intuitos que o levam ao Nightgale, onde ele acaba encontrando Minerva.

Porém, a identidade das mulheres é preservada no clube, minerva está mascarada e ao conversar com Ashe ela se apresenta como Lady V e fica encantada de pela primeira vez na vida estar recebendo a atenção de uma das figuras masculinas mais importantes da corte, mas será que ele lhe daria atenção sem a máscara?
Ashe, por sua vez, está encantado por aquela mulher de temperamento forte e língua afiada, aonde ela se escondia que ele nunca conversou com ela, em nenhum dos bailes tediosos da corte?

Essa foi a minha primeira experiência com a escrita da Lorraine e como eu já falei eu adorei. A escrita da autora é bastante fluída, original e os fatos que ela aborda na sua narrativa são normalmente baseados em um fato real. Como o acidente de trem que vitimou os pais do Duque, que de fato aconteceu e a base para o Clube Nightgale, que foi o Parrot Club, "(...)uma casa estabelecida em 1950 por três mulheres que queriam um lugar para encontrar e compartilhar amantes".

Outro ponto que me chamou muito a atenção foi a construção dos personagens, Minerva é uma mocinha icônica, pois por mais empoderada que as mocinhas de romance de época sejam, nenhuma ainda havia tido essa brilhante ideia. Ela acabou me lembrando duas outras protagonistas femininas "Catarina", a megera domada e "Sevérine" a Belle de Jour, porém sem ser domada e nem se prostituir. A Lembrança veio devido aos ideias e a ousadia.
Paralelamente, Ashe também se mostra um mocinho a frente do seu tempo, pois ele se interessa por Minerva justamente por causa daquilo que todos os outros a temem, que são a sua inteligência e atitude. Em momento nenhum ele a julga por ter ido ao Nightgale, pelo contrário ele a admira pela determinação de ter ido lá, mesmo com todos os riscos que ela corria.
E eu me encantei por eles, a autora criou um casal maravilhoso, cheio de química e encantador, capaz de me fazer sentir falta deles ao fechar o livro. E é claro que eu não poderia deixar de mencionar que a personalidade maravilhosa dessa mocinha é graças a criação de seus país. Acho que pela primeira vez num romance de época, eu não vi uma personagem sendo pressionada pela própria família para casar, isso talvez pode ser explicado, pelo fato de o pai dela não ser um nobre, ter crescido nas ruas e construído o seu patrimônio com muito trabalho. Isso o fez criar uma filha forte e independente. E Veio dele, Jack Dodger o trecho do livro que eu escolhi compartilhar.

"Case-se com um açougueiro, um padeiro, um fabricante de velas. Ou não se case. Eu não ligo. Nem sua mãe. Tudo o que nós sempre quisemos é que você seja feliz."

Codinome Lady V também é uma obra com muita representatividade, uma vez que é protagonizado por uma garota que não corresponde aos padrões e que acaba sofrendo por isso. Minerva é uma mulher segura em vários aspectos da sua vida, mas não quando se trata da sua imagem, o que deixa bem claro a sua baixa auto-estima e ao longo da obra a autora trabalha bem essa questão.

Enfim, como vocês podem perceber a leitura me ganhou mesmo, eu não tenho nada a reclamar da obra. Salvo algumas ressalvas quanto a tradução, porque eu achei que o título escolhido para o livro ficou comercial, mas bem destoante para um livro de época e também preferia que a série houvesse recebido a tradução fiel de "Os Diabos de Havisham", mas isso são questões pessoais que não influenciam na leitura.

O trabalho gráfico da Gutenberg está incrível. A Capa do livro é maravilhosa e correspondeu perfeitamente a trama, a diagramação segue a linha dos romances de época da editora, super clara e agradável e nessa obra eu não percebi erros de revisão.
Enfim, eu adorei a leitura e recomendo muito, aos fãs de romances de época que não conhecem a autora e também as pessoas que não são fãs, mas estão pretendendo se aventurar nesse tipo de leitura. Codinome Lady V é uma ótima porta pra mergulhar nesse universo.




Nas minhas pesquisas pós leitura, descobri que também existe o livro dos pais da Minerva e eu fiquei louca para ler, pois parece ser uma história muito interessante. E eu desejo muito que a editora traga também essa série anterior para nós, fãs da Lorraine, porque eu já virei fã.

Espero que vocês tenham curtido a resenha e não deixem de me contar o que acharam nos comentários. Vocês curtem o gênero? Já conheciam a autora ou ficaram com vontade de conhecer? Me digam, é sempre um prazer trocar figurinhas com vocês.
Beijos ♥

9 comentários:

  1. Oi Kris!
    Caramba até eu que não curto romances de época fiquei com vontade de ler, só da família não se tradicional e a mocinha ser bem pra frente da sua época já me ganharam.
    Parabéns pela resenha tá demais.
    Beijinhos :*

    ResponderExcluir
  2. Eu amei esse livro Kris, adorei todos os personagens, a situação em que eles se metem de forma inusitada é muito bom! Curiosa para ler os demais livros. Bjkas

    ResponderExcluir
  3. Olá, tudo bem?
    Bom, vamos primeiramente falar dessa capa: QUE LINDA!
    A sua resenha está impecável, e me deixou mega curiosa sobre como será a leitura, dica anotada!
    Essa foto deu um charme a mais a resenha ♥
    Um beijo.

    ResponderExcluir
  4. Oi, Kris.
    Eu tô louca pra ler esse livro!
    Li outra resenha sobre ele antes de ler a sua e já tinha gostado muito da proposta, agora mesmo, com seus elogios, decidi que preciso ler.
    Acredito que eu vá adorar a protagonista.
    Beijos

    ResponderExcluir
  5. Oi, Kris
    Eu também super amei esse livro. A Minerva é uma mocinha e tanto, né? Adorei esse empoderamento que ela tem. E o pai dela, que fofo! Esse quote que você escolheu é um dos melhores. Concordo com você. Estou doida pela continuação. Linda resenha.

    ResponderExcluir
  6. Olá!
    Gosto muito de romances de época, ainda mais quando contam com protagonistas de personalidade forte, como Minerva parece ser.
    A premissa da obra é bastante interessante. Espero ter a oportunidade de ler em breve.
    Ótima resenha.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  7. Oieee menina que livro lindo e que foto maravilhosa.
    adoro romances de época e esse tem cara de ser bem o tipo que eu gosto de ler, principalmente pela forma que você descreveu a protagonista, já acrescentei o título aos meus desejados, beijoos

    ResponderExcluir
  8. Estou louca por esse livro desde o lançamento dele e a cada resenha positiva que leio tenho mais certeza que irei ficar apaixonada quando o ler. Fiquei muito feliz por você ter dado nota dez ao livro como um todo. Com certeza será uma das minhas próximas compras!!!

    Leituras, vida e paixões!!,

    ResponderExcluir
  9. Adoro a capa desse livro e, desde que lançou, estou doida pra ler! Fiquei feliz em saber um pouco mais agora! Amei seu blog/resenha. Parabéns!

    Blog: http://literarte.blog.br
    Insta: instagram.com/blogliterarte
    Twitter: twitter.com/yasmimsaks

    ResponderExcluir

Seja Bem-Vindo,
Interaja conosco, é um prazer poder saber a sua opinião.


Deixe seu link que retribuiremos a visita.
Não serão aceitos comentários ofensivos ou de span.

Volte sempre ♥