Resenha: Um passeio no Jardim da Vingança - Daniel Nonohay

10 janeiro 2017




Ficha Técnica
Editora: Novo Século
Edição: 1ª
Ano: 2016
ISBN: 9788542809275
Páginas: 302
SinopseSeja bem-vindo ao nosso futuro!
As grandes cidades convivem com a divisão entre as “zonas vigiadas” e suas periferias. O uso de drogas e medicamentos é disseminado, sendo controlado por laboratórios. Implantes cibernéticos são uma realidade, aumentando capacidades e aptidões, como a de memória, para aqueles que conseguem arcar com os custos. Religiões e grupos terroristas alimentam-se do descontentamento e das diferenças sociais.
Venha acompanhar a história de Ramiro, um advogado que perdeu o prazer de viver. Depois de quase ser morto, tenta retomar a rotina profissional e dar sentido ao que restou da sua vida. Em litígio com os sócios do escritório, parte como caçador em busca de uma vingança que o acabará transformando em caça.
Perseguido, doente e sem recursos, a sobrevivência de Ramiro dependerá da sua capacidade de improvisação, do seu conhecimento de sistemas de dados e das aptidões adquiridas com dois implantes cerebrais, que lhe permitem acesso à “rede” e aumentam a sua memória.
Um Passeio no Jardim da Vingança é um suspense denso, com personagens marcantes e amorais, que dão à narrativa múltiplos pontos de vista e linhas cronológicas, e onde a ficção científica é um pano de fundo para uma história na qual o personagem principal é a natureza humana.

Oi Povo!
Feliz Ano Novo e etc.
Na expectativa de que 2017 seja menos pombo do que 2016, pelo menos na minha vida literária, venho aqui resenhar o primeiro livro do ano, e já comecei bem, porque estou atrasada.
Hahahahahha.
(Que lástima!)


Resenha

Um passeio no Jardim da Vingança é um título interessantíssimo, e até onde sei, com um tema um tanto inusitado na literatura nacional. O Porto- alegrense Daniel Nonohay investiu num interessante mix de trama policial com pitadas de sci-fi para apresentar a história de Ramiro, um advogado viciado que sofre um atentado, e se põe a tentar desenrolar uma trama de mistérios que envolvem seus colegas do escritório de advocacia, bem como líderes religiosos e grupos criminosos.
Não é uma leitura fácil. Dividida em dois livros, (Presente e Passado e Futuro) cada um subdividido em duas partes, a narrativa é um tanto arrastada em seus primeiros capítulos, e não ajuda em nada o fato de Ramiro ser um anti-herói, dificultando a ligação com o personagem principal.
Essa lentidão inicial, entretanto, se dissipa com o desenrolar dos mistérios apresentados lentamente, e com o aprofundamento de alguns personagens, como Amanda, a esposa de Ramiro, 
Num futuro distópico, mas não improvável, a divisão acentuada de classes e o uso constante de drogas são incômodos bastante presentes na história, e reforçam a sensação de falta de heróis e de certo desconsolo na história.

Achei bastante interessante o conceito de uso de chips de memória, algo como a expansão de memória de nossos celulares, mas também um dispositivo que apresenta outras utilidades.
A trama, passado o marasmo inicial, é daquelas de cair o queixo, não acreditar no que está lendo, voltar tudo pra conferir se leu direito. Pra quem curte tramas policiais e mistérios e conspirações, o livro é um prato cheio, apresentando uma boa diversidade de linhas cronológicas e focando a narrativa em personagens diferentes a cada momento da história, permitindo que a fluência da história melhore através dos capítulos.

Não posso terminar de falar sobre esse livro sem chamar a atenção para o trabalho gráfico e de diagramação. A capa está lindíssima e chama muito a atenção para a leitura, a diagramação está muito boa e torna a leitura bastante agradável, assim como o uso das páginas amareladas, que são extremamente confortáveis.

Um super acerto da Novo Século, que eu espero que tenha algum tipo de sequência ou spin off. 
Fiquei bastante feliz em ver um autor nacional produzindo algo tão bacana e pouco explorado na nossa literatura. Vale muito à pena.


7 comentários:

  1. Olá!

    Me encantei com a sinopse, quem passa no blog sabe que gosto pra caramba de livros com tramas policiais. Achei o título super inteligente e ao mesmo tempo poético. Fiquei feliz que tenha gostado do livro, vou anotar o título.

    Abraços, Heitor
    shakedepalavras.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. Oi Amanda!!
    Essa mistura de policial, com sci-fi e distopia me chamaram bastante atenção!
    Bem diferente de tudo o que li recentemente, e gostei de saber que apesar do início lento ela causa essa reação!!
    Bjs

    ResponderExcluir
  3. Opa! Já gostei. Lendo aqui sua resenha me pareceu que a leitura é daquelas que flui e deixa a gente com gostinho de quero mais. Curti a trama e fiquei aqui doidinha pra saber algo mais detalhes.srsr

    Feliz 2017 pra ti. Que venham boas leituras! =D

    ResponderExcluir
  4. Fiquei bem curiosa com a premissa, e a mistura inusitada que o autor escolheu para contar sua história. Mas essa coisa de o início ser um pouco arrastado me preocupa um pouco. É que eu sou daquelas que se um livro não me ganha logo de cara, raramente eu continuo, mesmo sabendo que as coisas podem melhorar....
    Não sei se é por ter muita coisa para ler ou se só ando um pouco mais seletiva... Mesmo assim, quem sabe não dê uma chance?
    Beijinhos,
    Lica
    Amores e Livros

    ResponderExcluir
  5. Amo um bom trama policial, mas não sou muito próxima da ficção. Então essa leitura seria para me tirar um pouco da minha zona de conforto. Mas pela visão ser diferente do que geralmente vejo, daria uma chance para conhecer melhor a trama, espero realmente gostar.
    Bjim!
    Tammy

    ResponderExcluir
  6. Mandy, que massa que esse livro me pareceu ser.
    Primeiro eu já leria por causa dessa capa, que tu sabe que adoro uma caveira e depois essa tua resenha que acaba despertando muito a atenção, fora que se tem alguém em quem eu confio pra me indicar livro é tu, já quero.

    ResponderExcluir
  7. Recebi esse livro hoje e to bem curiosa porque tem essa pegada meio black mirror, uma das motivações que tive ao pedir e isso me deixou bem intrigada, e tu resenha reforçou bem isso em mim, e concordo contigo de que é bem possível de ocorrer mesmo isso com a gente.

    ResponderExcluir

Seja Bem-Vindo,
Interaja conosco, é um prazer poder saber a sua opinião.


Deixe seu link que retribuiremos a visita.
Não serão aceitos comentários ofensivos ou de span.

Volte sempre ♥