Resenha: Tudo é Possível - Carlos Henrique de Oliveira

09 janeiro 2017



Edição: 1
Editora: Vida e Consciência
ISBN: 9788577225002
Ano: 2016
Páginas: 352
Sinopse:Maria Tereza é dona de um dos maiores impérios de comunicação do país e tem duas filhas, as gêmeas Luciana e Cristina. Embora sejam idênticas na aparência, as duas irmãs têm personalidades bem distintas.
Com o passar dos anos, as tramas do destino conduzem as irmãs até Louise, uma transexual linda, sensível, inteligente e amante das artes, desencadeando profundas transformações na vida de todas elas.
Por meio de acontecimentos que permeiam a vida dessas personagens, o leitor é convidado a refletir se a vida é de fato justa e se realmente existe justiça na sociedade.

Oi gente, 
Hoje eu tô aqui pra trazer para vocês a resenha de mais um romance espiritualista muito lindo. Diferente dos livros do gênero a obra não é uma psicografia e sim um romance autoral. Tudo é Possível foi o meu primeiro contato com a escrita do Carlos Henrique de Oliveira e foi uma maravilhosa surpresa. A obra aborda de uma maneira muito profunda e bela temáticas muito importantes na nossa atualidade, como violência contra a mulher e a transexualidade.

A obra foi desenvolvida num estilho folhetinesco e envolvendo diversos núcleos de personagens separadamente, para em seguida liga-los à trama principal. O começo da leitura nos mostra Maria Tereza, uma mãe desesperada a chorar e culpar-se pela morte de sua filha preferida. E então somos transportados para anos antes, onde a vemos, uma Jovem e gananciosa Maria Tereza casada Alfredo e capaz de tudo para conseguir o que quer e manter o status de vida que acredita que merece. Até que um dia ela descobre que seu marido pretende se separar, pois está apaixonada por outra mulher, Albertina. E sendo assim ela decide usar das mais sórdidas artimanhas, para separar da jovem, inclusive matar uma criança se for preciso...
Esses fatos levam ao nascimento de outros personagens importantes na trama, Luciana, Cristina e Rômulo, que desde criança se reconhece como Louise e assim a história vai se desenvolvendo, de uma maneira muito intensa, que eu prefiro não retratar aqui para não roubar aos que desejarem ler, a oportunidade de se surpreender com a leitura.



Eu preciso deixar claro aqui, como eu nunca vi em nenhuma obra uma construção tão profunda em relação ao desenvolvimento de uma pessoa transexual desde a infância. É muito bonito e ao mesmo tempo reflexivo ler como foi a infância do pequeno Rômulo que ao se olhar no espelho, não se identificava com aquela figura. Acho que a leitura da obra é muito boa, pra ajudar as pessoas que não tem proximidade com uma pessoa trans a entenderem como ela se sente. Pra ajuda-las a compreender que sexualidade e identidade de gênero, coexistem, mas são duas coisas distintas. Na trama o Carlos Henrique ainda nos permite vislumbrar como é pra essas pessoas não serem aceitas para família, os danos que a transfobia e a falta de apoio podem causar a eles.
E tudo isso é desenvolvido à luz do espiritismo, algo que eu também achei muito bonito, pois eu sei que mesmo algumas pessoas não acreditando, na doutrina ou até mesmo em um deus, várias outras carregam sempre no peito a necessidade de ter um amparo religioso e espiritual e é esse tipo de alento que eu acho que essa obra vem a trazer, por isso eu sem duvidas a recomendo, aos amigos trans, sejam eles religiosos ou não.

Como eu comentei, a obra também aborda a temática de relacionamentos abusivos, e não só numa esfera, romântica, mais familiar também. Enquanto eu lia, pude refletir no quanto nós mães podemos ser super-protetoras ao ponto de não permitirmos as nossas filhas, principalmente, mas isso se encaixa aos filhos também, tomarem suas próprias decisões, desenvolverem uma personalidade própria. E isso acaba os tornando pessoas submissas, fracas, sem voz ativa, ou capacidade de dizer não. Seja pelo simples medo de desagradar ou não corresponder as expectativas lançadas sobre eles e isso os leva a escapar de um relacionamento abusivo dentro da própria família, para outro relacionamento abusivo com um parceiro amoroso, muitas vezes. E a obra analisa e lança a luz sobre isso por várias perspectivas, da filha vítima, da mãe abusiva, do agressor e até mesmo da irmã que se torna telespectadora e não tem muitos meios para agir. É por via dessa irmã que a obra ainda adentra na questão do feminismo e eu fiquei maravilhada, porque eu nunca vi um livro, voltado para religião, falar sobre os direitos da mulher e embasar essa nossa luta por igualdade. Isso é algo tão importante para algumas garotas que eu fiquei muito feliz por elas e desejando que elas tenham a oportunidade de fazer essa leitura.

Enfim, Tudo é Possível é uma leitura rica e muito reflexiva nos mais elevados aspectos e de uma consciência social maravilhosa, que aborda várias temáticas importantes na atualidade, cujas quais é necessário que estejamos sempre lendo e nos inteirando sobre no intuito de nos posicionar e ajudar aos que necessitarem. É sem sombra de dúvidas que eu recomendo a leitura, até mesmo aos que não tem o hábito de ler romances espiritualistas, mas tem interesse em conhecer um pouco da temática, essa é sem dúvidas uma obra que só tem a somar aos que se proporem a ler.

Espero que vocês tenham gostado da resenha.
Beijoos

10 comentários:

  1. Oie! Tudo bem? Não sou muito fã desse tipo de livro, mas de vez em quando leio alguns livros desse gênero sim, se você gostou desse ponto de acompanhar a mudança de uma pessoa transexual desde a infância, tenho certeza que se procurar outros livros desse tipo onde mostram a ligação entre uma mãe e um filho antes de nascer você também vai se emocionar. São livros que nos fazem refletir tudo o que está acontecendo na nossa sociedade, e querendo ou não acabamos mudando nossos jeito de pensar e agir depois que começamos a ler eles. Pois são livros que nos mostram a realidade nua e crua, não romantizam nada só nos mostram a verdade como ela é!
    Bjss http://resenhasteen.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. certamente deve ser uma narrativa agradável, ainda mais por abordar tantos temas importantes e de maneira enriquecedora... eu costumo gostar de enredos que costuram histórias de personagens que a princípio possam não ter ligação nenhuma...

    ResponderExcluir
  3. Oi Kris!!
    Não conhecia a obra e achei essa capa tão bonita!
    Gosto muito de histórias que tem vários núcleos que se entrelaçam e algum momento e me interessei pelo fato de ter um personagem trans, já que nunca li nenhum livro em que tivesse.
    Bjs

    ResponderExcluir
  4. Oi Cris. Muito interessante a premissa deste livro. Me pareceu bem cativante. o tema abordado por si só já me deixa curiosa!
    Valeu pela dica e parabéns pela linda resenha! ^^

    ResponderExcluir
  5. Gente, que livro é esse?
    Amei a capa e sua resenha ficou maravilhosa.
    Amei, amei e já coloquei ele em minha lista.
    Beijo e muito sucesso para você.

    ResponderExcluir
  6. Gosto de romances espíritas, e sempre me surpreendo como os personagens com histórias tão diferentes conseguem ver suas vidas ligadas depois. Este eu ainda não li, e estou anotando a dica.
    Bjs

    ResponderExcluir
  7. Olá, primeira vez que vejo esse livro, fiquei contente e surpresa ao ler na sua resenha que a obra aborda temáticas como a transexualidade, o feminismo e os relacionamento abusivos, só por isso eu já leria o livro.

    ResponderExcluir
  8. Olá, esse livro me pareceu muito lindo, já me conquistou pela sua resenha, fora que essa capa fica bem em qualquer estante, é muito linda! Parabéns pelo post!

    www.livrosemretalhos.com.br

    ResponderExcluir
  9. Olá,
    Essa é a segunda resenha que leio sobre a obra.
    Confesso que é certeza que a obra me tiraria da zona de conforto pelo fato de nunca ter lido nada do gênero.
    A premissa é bem interessante e achei inusitado que o autor consegue abordar a transsexualidade desde a infância e aparentemente com maestria. Ainda não li nada que tratasse sobre o tema e, portanto, adorei a dica. Sem contar que a capa é magnífica.

    LEITURA DESCONTROLADA

    ResponderExcluir
  10. Eu ainda não li nenhum livro espirita, mas foi por falta de oportunidade, a história me agradou, quem sabe esse ano eu consiga ler.

    Beijos

    Viviana

    ResponderExcluir

Seja Bem-Vindo,
Interaja conosco, é um prazer poder saber a sua opinião.


Deixe seu link que retribuiremos a visita.
Não serão aceitos comentários ofensivos ou de span.

Volte sempre ♥