Resenha: A Casa da Frente - Patrícia da Fonseca

28 janeiro 2017





Edição: 1
Editora: Independente
ISBN: B01MSKI16C
Ano: 2016
Páginas: 397
Sinopse:Samanta e Marcelo são o casal perfeito. Flávia vive um casamento de fachada com Renan. Quando os quatro se tornam vizinhos em um condomínio de alto padrão, algo não muito convencional começa a acontecer por lá. Você emprestaria seu marido para a vizinha gostosa?


Olá amores ♥
Hoje eu trago para vocês a resenha de mais um romance nacional, a obra da vez, é A Casa da Frente e foi publicado de forma independente pela autora Patrícia da Fonseca e contou com a assessoria da Agência editorial AZO.


Nessa obra conhecemos dois casais: Samanta e Marcelo e Flávia e Renan e de cara eu consegui notar que os dois relacionamentos são abusivos.
Samanta é uma modelo, muito simpática que chama a atenção de todos por onde passa. Marcelo é um advogado em ascensão, extremamente inseguro e muitas vezes até grosseiro. Antes de conhecer Samanta ele foi traído e trocado pela noiva por um homem mais rico e é esse o argumento para justificar a sua insegurança. Após esse ocorrido ele fez uma vasectomia, mas casou-se com Samanta e nunca a contou, mesmo sabendo que o sonho dela era ser mãe.
Flávia é arquiteta e paisagista porém ela não atua na área, pois o marido não permite. Ela é a ex-noiva de Marcelo, é aquela mesma que trocou ele pelo cara rico. Renan é o cara rico, um herdeiro muito cheio de si, que acredita que lugar de mulher é dentro de casa cuidando dos filhos e perfeitamente asseada à espera do marido. 
Marcelo e Samanta compram uma tão sonhada casa num condomínio de luxo e só depois da mudança feita e deles já estarem instalados, eles descobrem quem são os vizinhos da frente. Nem Samanta e nem Renan sabem que os seus parceiros já tiveram um relacionamento, mas nem Flávia e nem Marcelo conseguem disfarçar que esse encontro mexeu com eles. Só que entre Samanta e Renan também desenvolveu-se um interesse mútuo e daí você consegue imaginar aonde essa história vai parar...

A Casa da Frente me proporcionou uma leitura rápida, agradável e mesmo achando a temática de poliamor abordada muito interessante, não gostei do rumo dado a relação aqui, pois ela não acontece de uma forma natural, mas parece forçada.
Acho que boa parte disso deve-se ao fato de que os personagens não despertarem empatia, se algum chegou perto disso foi Samanta, mas no decorrer da história ela se igualou aos outros. Achei-os imaturos ao relacionamento a que se propuseram. 
Se teve um ponto que eu mais gostei na obra foi o protagonismo de uma mulher negra, bonita, independente e bem sucedida. Essa é a minha segunda leitura com protagonismo negro esse ano, e eu fico extremamente feliz de ver mais autores apostando nessa representatividade, porque ela é muito importante, sim!
O erotismo da obra é sutil pois se desenrola de uma forma bem leve, poucas coisas acontecem a olhos vistos e na maior parte do tempo a leva o leitor a usar a imaginação.

A escrita da Patrícia é muito boa, cheia de clareza e coesão, ela usa uma linguagem fácil e agradável que facilita e dá ritmo a leitura, eu acho que talvez a narrativa pudesse ser um pouco mais condensada para que a leitura se tornasse mais objetiva. 
O trabalho gráfico do livro está maravilhoso. A capa é muito bonita e condiz perfeitamente com ao enredo. A diagramação e organizada e permite uma leitura muito agradável  e não notei erros de revisão.

Enfim, A Casa da Frente é uma obra agradável e que eu recomendo para os leitores que gostarem de romances sensuais, talvez os pontos que não me agradaram tanto na leitura, agradem mais você, pois cada leitura é diferente de pessoa para pessoa e você só vai saber lendo.



Espero que vocês tenham gostado da resenha. Ficaram curiosos para conhecer a obra? Já leram algum livro que lidasse com esse tipo de relacionamento poliamoroso?
Não deixem de me contar tudo nos comentários.
Beijooos

13 comentários:

  1. Uauu...que capa linda!
    Amei sua resenha e adorei a forma que descreveu o livro. Ele com toda a certeza, ira para a minha lista de desejados.

    ResponderExcluir
  2. Tem como não seguir esse blog? NÃO TEM! A lista de livros só cresce... ❤

    ResponderExcluir
  3. Oi Kris, tudo bem? Eu me propus a conhecer mais autores nacionais esse ano e achei esse um tanto interessante.
    Beijos
    [SORTEIO] Aniversário de 1 Ano: Livro - Perdida
    Quanto Mais Livros Melhor

    ResponderExcluir
  4. Adorei a resenha!! Fique muito interessada pela história, além dessa capa linda!

    ResponderExcluir
  5. Oii Kris, tudo bem menina?
    Eu fiquei louca por essa capa, sério! Que coisinha mais linda, as cores tão simples mas encantadoras. Em relação ao enredo não sei se leria, sua opinião é muito importante para mim, pois antes de ter o meu blog já te acompanhava e admirava suas resenhas, quem sabe eu leia por curiosidade mesmo, mas fico na dúvida, se conseguir terminar minha meta, eu leio. Mesmo assim, anotei.
    Beijinhos da Morgs!

    ResponderExcluir
  6. Olá,
    Desde que vi o lançamento da obra achei a premissa intrigante com a abordagem do poliamor e como os quatro personagens iriam se relacionar após o encontro entre eles.
    Uma pena que você achou forçado, me deixou um pouco decepcionada saber disso.
    A capa é bem bonita e agora estou em dúvida se leio ou não.

    LEITURA DESCONTROLADA

    ResponderExcluir
  7. Olá, nossa que premissa mirabolante? Tive que reler a resenha para entender direito. Gostei muito da resenha, mas premissa não me atraiu muito, e também por vc falar que os personagens não despertaram empatia. Esse eu passo...Bjs

    www.livrosemretalhos.com.br

    ResponderExcluir
  8. Bom saber que temos uma protagonista negra, gostei. Coisa rara na literatura. Nunca li uma obra que falasse sobre o poliamor, mas acho que a imaturidade dos casais e esta parte do machismo eu não vou gostar.
    Bjs

    ResponderExcluir
  9. Olá tudo bem?
    Achei fascinante a sua resenha, mas confesso que não leria, esse negócio de troca de casais nunca funciona bem comigo e mesmo possuindo uma linguagem de fácil entendimento e uma leitura que flui tranquilamente vou deixar essa dica passar.

    beijinhos

    ResponderExcluir
  10. Oi, Kris!!! Sou a autora de A Casa da Frente! Obrigada pela resenha, viu? Gostei muito de saber do teu ponto de vista. Com certeza irá me ajudar a escrever meus próximos livros. Beijos!

    ResponderExcluir
  11. Ainda não li um livro que trate sobre poliamoroso, mas acredito que eu não ia gostar muito, até triângulo tudo bem, mas quatro envolvidos já começo a ficar com receio...
    Apesar disso o livro parece ser uma boa leitura e tem uma ótima premissa, pena que a autora não explorou de uma maneira diferente.
    Desejo muito sucesso a autora e tenho certeza que irão ter muitos leitores que irão gostar!

    Beijos e até logo! ;)

    ResponderExcluir
  12. Olá, acho que dessa vez vou passar a dica, o livro não me empolgou tanto, quem sabe em um outro momento.

    Bjs
    www.livrosdabeta.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  13. Oi Kris, acho que a construção dos personagens um elemento chave para ser ter uma boa história, sua crítica mostra que a autora não conseguiu nos cativas com os personagens apesar de abordar um tema bem atual como é o poliamor. Adorei sua resenha. Bjs

    ResponderExcluir

Seja Bem-Vindo,
Interaja conosco, é um prazer poder saber a sua opinião.


Deixe seu link que retribuiremos a visita.
Não serão aceitos comentários ofensivos ou de span.

Volte sempre ♥