Resenha: Um Beijo Inesquecível - Julia Quinn

18 outubro 2016


Edição: 1
Editora: Arqueiro
ISBN: 9788580414851
Ano: 2016
Páginas: 272
Tradutor: Claudia Costa Guimarães
Sinopse:Toda a alta sociedade concorda que não existe ninguém parecido com Hyacinth Bridgerton. Cruelmente inteligente e inesperadamente franca, ela já está em sua quarta temporada na vida social da elite, mas não consegue se impressionar com nenhum pretendente.
Num recital, Hyacinth conhece o belo e atraente Gareth St. Clair, neto de sua amiga Lady Danbury. Para sua surpresa, apesar da fama de libertino, ele é capaz de manter uma conversa adequada com ela e, às vezes, até deixá-la sem fala e com um frio na barriga.
Porém Hyacinth resiste à sedução do famoso conquistador. Para ela, cada palavra pronunciada por Gareth é um desafio que deve ser respondido à altura. Por isso, quando ele aparece na casa de Lady Danbury com um misterioso diário da avó italiana, ela resolve traduzir o texto, que pode conter segredos decisivos para o futuro dele.
Nessa tarefa, primeiro os dois se veem debatendo traduções, depois trocando confidências, até, por fim, quebrarem as regras sociais. E, ao passar o tempo juntos, eles vão descobrir que as respostas que buscam se encontram um no outro... e que não há nada de tão simples e de tão complicado quanto um beijo.



Resenha

Oi, gente! Hoje eu estou aqui para trazer à vocês, a resenha de mais um livro da Série Os Bridgertons, da Julia Quinn. Essa resenha saiu um pouco atrasada por aqui, pois assim como as outras dessa série, pois ela foi inicialmente publicada em outro blog do qual eu era colunista. 

Um Beijo Inesquecível é o sétimo volume da série Os Bridgerons e conta a história de amor de Hyacinth, a caçula da família Bridgerton, uma personagem que assim como Gregory, vemos crescer ao longo da série. Se tem algo de que não se pode chamar Hyacinth é de uma moça comum. Apesar de ser de família nobre e ter sido criada sobre os rigorosos costumes da corte, onde as mulheres devem ser corteses e comedidas, expondo o mínimo possível ao que pensam. A Jovem desde pequena nunca teve freios na língua e sempre agiu com muita sagacidade, esboçando a sua inteligência e seu humor ferino e sempre falando aquilo o que pensa sem se importar muito com o que a etiqueta recomenda.
Porém, se existe algo que assusta a muitos homens é uma mulher mais inteligente do que eles. E é provavelmente por isso que Hyacinth estava adentrado em sua quarta temporada na corte, tendo recebido nas anteriores pouquíssimas propostas de casamento. Mas ela não se importa, está disposta a casar-se apenas com um homem que conseguir tocar seu coração e nenhum jamais se atreveu a tanto. Até ela aproximar-se de Gareth St. Clair, como tradutora do antigo diário de sua avó paterna que foi escrito em Italiano. Juntos, eles mergulham nessa aventura em busca de descobrir os segredos do passado dos St. Clair. O que de tão obscuro esse diário pode esconder?

A cada leitura da série, fica mais difícil de resenhar a obra sem parecer redundante. Falar da construção dos personagens da Julia Quinn é chover no molhado, pois desde a resenha de O Duque e Eu, eu sempre toco nessa mesma tecla. Porém eu senti que a perfeição nessa construção chegou ao ápice em Um Beijo Inesquecível, pois essa é uma protagonista que nós vemos crescer ao longo das leituras e ao lermos a história dela, nos sentimos como se estivéssemos acompanhando o crescimento de uma pessoa de verdade. Gareth é o neto de Lady Danbury, outra personagem carimbada da série Os Bridgertons e dona de uma personalidade bem semelhante a de Hyacinth, uma das minhas personagens favoritas desde o primeiro contato. E ela faz um grande papel de cupido nessa história, não que eles precisassem. A Construção desse personagem masculino também é muito bem desenvolvida, desde os problemas com o pai, até seu comportamento na vida adulta, como eu já disse em outras resenhas a Julia desenvolve muito bem, psicologicamente, os seus personagens.
A Trama é muito interessante e consistente, achei que um Beijo Inesquecível veio com uma linha “romance de época” mais clássica do que a obra anterior, então a Júlia nos mostra que pode passear de histórias de amor mais clássicas a com uma pegada mais “contemporâneas” (se é que eu posso usar esse termo pra me referi a romances de época) com muita facilidade.
Como era de se esperar, para quem já conhecia Hyacinth, a trama vem recheada de muito bom humor, como é clássico na escrita da Júlia Quinn que mescla sempre com primazia humor, romance e erotismo na medida certa.

A Edição da Arqueiro continua como impecável como as anteriores, a capa é linda, apesar de muita gente não ter gostado devido à dificuldade de assimilar a garota da capa a Hyacinth que apesar de ser ruiva, teria os cabelos mais escuros. Ao meu ver essa capa se encaixaria melhor ao volume 4 da série, Os segredos de Colin Bridgerton, pois ela lembraria mais Penélope, ainda assim a capa é linda. A diagramação continua perfeita. A única coisa que me deixa triste é que a série está chegando ao fim e o próximo livro será o último.

O ultimo livro é protagonizado pelo Gregory, o último dos rapazes Bridgertons solteiros: A Caminho do Altar, já foi lido e resenhado lá no FF, em breve eu trarei a resenha aqui para vocês.
Espero que tenham gostado da resenha, vocês acompanharam a série ou já leram algum dos livros? Tem vontade de ler? Me contem nos comentários, adoraria saber a opinião de vocês. Beijooos

20 comentários:

  1. Olá
    Nossa já está no 7, que bom que a autora conseguiu segurar a série todo esse tempo de um jeito a encantar todas as fãs. Infelizmente não sou muito de ler romance de época.

    ResponderExcluir
  2. Oi, tudo bom?

    Nunca li nenhum livro dessa série, sei lá eu tenho a impressão de que não vou gostar por ainda não ter me acostumado com romances históricos. Mas prometo que vou tentar dar uma lida. Amei sua resenha!

    Beijos:*
    treslivrolatras.blogpot.com

    ResponderExcluir
  3. Oi Kris!
    Estou no quarto volume dessa série, meu favorito até agora, e é impossível não se apaixonar pela Julia Quinn, suas histórias e seus personagens que, como você reafirmou, são sempre muito bem construídos. A Hyacinth é um personagem que gosto muito e fiquei bastante empolgada com os seus relatos sobre o livro que ela protagoniza pois, pela sua resenha, parece ser ótimo e mal posso esperar para chegar nele.
    Beijos!
    Por Livros Incríveis

    ResponderExcluir
  4. oie, eu li esse livro recentemente, agora só falta o oitavo e o lançamento do mês que vem, mas confesso que não gostei muito. talvez as tramas já estejam ficando repetitivas, mas não consegui me conectar direito com os personagens, apesar de ter gostado de conhecer garet e seus problemas com o pai, mas concordo com você que a julia faz ótimas construções.

    ResponderExcluir
  5. O nome da protagonista me fez lembrar Esposas e Filhas, onde o médico viúvo se casa novamente e o nome da esposa é esse... e todo mundo acho ridículo, menos ela... kkkkkkkkkkkkkkk... Bem, sobre Julia Quinn, não tenho muito interesse em ler, apesar de amar romances de época. Consegui pegar um ranso dessa mulher que só vendo. Tenho os três primeiros livros da série e vou adquirir os outros assim que o ultimo for publicado, mas não vou ler tão cedo.

    Raissa Nantes

    ResponderExcluir
  6. Olá, Kris!
    Primeiramente, parabéns pela resenha! Ainda não li nenhum livro da série (o que me faz pensar que estou perdendo tempo, pois realmente todos falam muito bem das obras da Julia Quinn), mas confesso que possuo muita vontade! Gosto de romances de época, e esta série em especial parece ter algo a mais, um diferencial perante outras do gênero; é muito bacana também ver personagens femininas tão fortes, indo contra suas épocas e costumes, por mais que isso possa lhes trazer problemas. Essa mistura de humor, erotismo e romance bem dosada também faz qualquer leitor ficar curioso! De qualquer forma, vou esperar ter um pouquinho mais de tempo livre para poder acompanhar todos os livros desde o início!

    Um beijo!
    Débora
    http://amorlivronico.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  7. Oie!
    Eu já li essa série completa e gostei de cada um dos volumes, tanto que não sei qual é o melhor entre eles. Cada um me conquistou de uma maneira diferente e todos são perfeitos.
    Bjks!
    Histórias sem Fim

    ResponderExcluir
  8. Muito amor por essa autora, eu ainda não li este livro mas logo irei ler, amei sua resenha e a forma como elaborou, gostei de saber que a autora trás uma escrita mais clássica digamos assim.

    Beijos

    ResponderExcluir
  9. Olá,
    Ainda não conheço a escrita da autora, mas estou louca para me aventurar nela. Afinal Julia escreve romances de época e é um gênero que gosto muito!
    Adorei a resenha e vejo que provavelmente irei gostar muito dos personagens.

    http://leitoradescontrolada.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  10. Olá,

    Sou apaixonada por romances de época, pelos livros da Julia, pelos irmãos Bridgertons, pela escrita da autora, por suas história, deus personagens e a forma como o tempo passa rápido quando estamos lendo esse livros. Até agora eu já li os quatro primeiros livros e não vejo a hora de finalizar essa série, é muito viciante!

    Beijos,
    entreoculoselivros.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  11. Oi, Kris!

    Essa série está na minha lista há um tempinho, sou apaixonada por romances de época! Assim que eu efetuar a leitura volto para contar como foi.


    Sucesso com o blog sempre!
    Beijos, Belle.
    floraliteraria.blogspot.com

    ResponderExcluir
  12. Kris, me diz o que eu faço com essa resenha? hahaha
    Eu amo essa série e ainda não tive a oportunidade de ler esse livro! Ahhhhh amei essa resenha e minha nossa, foi totalmente injusta com a minha curiosidade para o fim da série!!!

    beijos
    Mayara
    Livros & Tal

    ResponderExcluir
  13. Olha, eu já coloquei no carrinho esses livros umas 500 vezes e sempre desisti no final. Não curto muito romance de época, mas esses especificamente me chamam muita atenção!
    Preciso ler logo de uma vez!!! rs

    #Ana

    https://literakaos.wordpress.com/

    ResponderExcluir
  14. As edições da arqueiro são incríveis e todos os livros que li são ótimos,entendo quando diz que não quer parecer redundante rsrsrrr adorei sua resenha, bem escrita e objetiva!

    ResponderExcluir
  15. OI
    Estou doida para completar a coleção! Julia Quinn foi a minha primeira experiência com romance histórico e eu comecei muito bem! Ela conseguiu elevar o gênero a um dos meus favoritos e com toda a razão! Adorei a resenha, bjs
    Talita - www.viciadosemleitura.blog.br

    ResponderExcluir
  16. Julia Quinn é especial mesmo, não é fácil segurar uma série longa como esta, mantendo o sucesso por tanto tempo. Eu sou um pouco suspeita para falar, pois sou fã desse gênero literário. Eu faço parte do time que curte a capa, acho lindíssima, como todas, aliás.

    Tatiana

    ResponderExcluir
  17. Oioi...
    To louca pra terminar de ler a serie da Julia Quinn.
    Gostei do que falou do livro e imaginei tudo que falou.
    A cada livro fica mais dificil resenhar mesmo, hehe... acaba que os livros tem coisas parecidas e tal.
    Mas nao tem como nao se apaixonar por essa famiia linda.
    Beijos

    Livros e SushiFacebookInstagramTwitter

    ResponderExcluir
  18. Oie
    não tenho muita curiosidade em romances de época mas bem legal a dica, o enredo está atraente pra quem curte e adorei a capa

    Beijos
    http://realityofbooks.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  19. Ooi! Eu amei esse livro. Hyancinth é maravilhosa e sempre gostei muito dela, porque nunca foi dessas de ficar calada em situações absurdas e tal. Parabéns pela resenha! ❤
    Bjs

    ResponderExcluir
  20. Olá, Kris!

    Adorei sua resenha e concordo com tudo o que você disse. Pode parecer chover no molhado escrever sobre as obras da JQ, principalmente no que se trata dessa série. Mas o fato é que ela escreve realmente muito bem, e cria personagens que são construidos e desenvolvidos de maneira tão humana que é impossível não se identificar.

    Esse foi um dos livros que mais gostei, por toda a ironia e diversão que caracterizam a história/personagens. É sempre muito bom ler um livro que, além de nos divertir e nos fazer suspirar, trabalha toda uma questão de empoderamento feminino.

    Ficarei de olho nas próximas resenhas, pois esse foi o último da série que li.

    Beijo

    Leitoras Inquietas

    ResponderExcluir

Seja Bem-Vindo,
Interaja conosco, é um prazer poder saber a sua opinião.


Deixe seu link que retribuiremos a visita.
Não serão aceitos comentários ofensivos ou de span.

Volte sempre ♥