Resenha: Concerto A Quatro Mãos - Paulo Viegas

24 agosto 2016




Edição: 1
Editora: Chiado
ISBN: 9789895114849
Ano: 2014
Páginas: 342
Sinopse: Rita, uma promissora violinista, desaparece quando se prepara para viajar para o Algarve, onde atuaria como solista num concerto.
A narração do desaparecimento de Rita é feita a duas vozes.
Existe a história contada pela mão assassina, que prevê o seu ato, que expõe o crime, tudo fazendo para ocultá-lo e não ser incriminada. Intercalada com este relato, surge a narração nas palavras que descrevem o sentimento da perda da Rita, o sofrimento causado pelo seu desaparecimento e a necessidade de perceber o que aconteceu.
As duas narrativas alternam até ao desenlace. Um duelo entre a procura da verdade e a tentativa desesperada de esconder provas; entre a busca da explicação para o crime e a auto-justificação desse mesmo crime.
Poderão estas duas vidas cruzar-se, quando uma delas se perde em zonas escuras que a mantêm na ignorância de alguns factos? Quando a outra não consegue descortinar nada no branco da tela que lhe oculta momentos passados? Poderia esse encontro permitir que a verdade fosse realmente descoberta?

Resenha


Olá pessoas. Estou por aqui novamente trazendo mais uma resenha para vocês.

Rita é uma jovem e talentosa violinista que teve a oportunidade de atuar como solista em um concerto. Porém, para isso ela precisaria fazer uma longa viagem.
Como a sinopse já revela, a narrativa é feita em duas vozes. Uma delas é a voz de alguém muito apaixonado que por medo de perder o seu amor (Rita) acaba cometendo um ato de desespero e a mata. A outra, de alguém também apaixonado mas que não sabe o que aconteceu com a Rita, a companheira que tanto ama.

A estória consegue nos fazer ficar dos dois lados. Torcemos para que o assassino de Rita consiga se safar e não ser descoberto, mas por outro lado para que o seu companheiro descubra toda a verdade sobre o assassinato.
O livro não tem muitas surpresas. Consegui desvendar o principal mistério da estória logo nos primeiros capítulos. Porém de alguma forma ele lhe instiga a continuar a ler para descobrir o que irá acontecer. A escrita do Paulo Viegas é incrível. Ele consegue transmitir as emoções dos narradores de uma forma única. A voz assassina, metódica, é quase poética, descrevendo repetidamente cada detalhe de suas ações e dos seus sentimentos. Já na outra voz percebemos claramente o desespero e a angústia em que o personagem se encontra por causa da perda.

O trabalho editorial está bem legal. Não encontrei problemas na diagramação e nem de revisão. A linguagem pode incomodar a alguns por se tratar de um autor português (não tenho esse problema). A capa está bacana para o contexto da história, simples.
Enfim, eu superindico o livro a qualquer pessoa que goste de romances policiais e suspense. E até a quem não gosta também, pois a história é bastante leve e não deixa aquele clima tenso que os livros desse gênero costumam deixar.
Então, isso é tudo pessoal. Espero que tenham gostado da resenha e até a próxima.

13 comentários:

  1. Olá
    Uau, não conhecia o autor ainda, gostei demais da premissa do livro e a narrativa parece bem intrigante, parece ter dado uma tensão muito grande na trama e isso é uma coisa que me chama muito a atenção quando escolho um livro

    ResponderExcluir
  2. Olá!!

    Eu gosto muito de romances policiais e já coloquei este na minha lista.
    Achei interessante isso de ficar dos dois lados da história, já me senti assim em um livro que li.
    Não tem problema que o livro não tenha muitas surpresas, fiquei curiosa e vou levar a dica.

    bjs
    Fernanda
    http://pacoteliterario.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Oiii Maycon, como vai?
    Rapaz essa obra está entre as minhas queridinhas da Chiado e quero solicitar assim que puder, gostei de saber que a edição está bela.
    Beijinhos

    ResponderExcluir
  4. Oie.
    É impressionante o que a literatura consegue fazer com a gente, lendo sua resenha eu notei uma coisa que já venho comentando a um bom tempo como alguns autores conseguem colocar a gente em situações difíceis a ponto de torcer para que um assassino saia ileso.
    Eu não conhecia esse livro fiquei bem curiosa e com certeza vou fazer a leitura.
    Bju
    Mary Reis

    ResponderExcluir
  5. Olá!

    Nunca tinha ouvido falar no livro, nem no autor, mas fiquei interessada com esta trama.
    O que eu acho mais engraçado em livros com português de portuga, é as pegadinhas para nós, pois às vezes as palavra que são parecidas com as que usamos não tem o mesmo significado para eles hahaha. Enfim, gostei bastante da história e já anotei o nome para ler futuramente.

    Beijos,
    entreoculoselivros.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  6. Olá!
    Eu não conhecia a obra e confesso que apesar de gostar de livros do gênero, a premissa dele não me chamou a atenção.
    Ainda assim, gostei de saber que a escrita do autor é boa e que ele consegue transmitir as emoções dos narradores de uma forma única.
    Passo a dica, mas gostei da resenha!
    Beijos!

    ResponderExcluir
  7. Olá.
    Nunca tinha ouvido falar no livro antes. Agora que lance é esse do leitor torcer pelo assassino hahahaha fiquei curiosa.
    Acho bem chato quando descobrimos algum mistério logo de cara, realmente me incomoda. Espero que comigo seja diferente.

    ResponderExcluir
  8. Olá,
    Desconhecia a obra e fiquei muito curiosa para me aventurar nela.
    Porém, acredito que iria me incomodar com a linguagem pelo fato de ser um escritor português, só não sei se iria atrapalhar muito minha leitura.
    Adorei saber que as narrativas alternam e que existe o duelo entre a procura da verdade e a tentativa desesperada de esconder provas.

    http://leitoradescontrolada.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  9. Oi.

    Não sou grande fã de romances policiais, alguns que vejo por aí não conseguem despertar meu interesse. Vou deixar esse livro para ler depois.

    Beijos.

    ResponderExcluir
  10. Oi!!
    Minha nossa olhando a capa eu não imaginava nada disso, eu quero ler esse livro, só fiquei um pouco decepcionada quando você diz que desvendou o mistério bem rápido, eu gosto de livros que fazem a gente ficar até o final imaginando, tentando descobrir algo.
    Eu vou colocar ele na minha lista, pois gosto de romances policiais.
    Beijão!

    ResponderExcluir
  11. Oiiiii

    O livro não tinha me chamado atenção em nada, mas vc ter falado que o leitor torce pro assassino fiquei curiosa, depois disso fiquei fisgada ahhahahah Enfim, parece mesmo ser muito bom e até vou dar uma olhada pra ler.

    Bjos
    http://rillismo.blogspot.com.br/2016/09/claquete-14-serie-stranger-things-1.html

    ResponderExcluir
  12. OOi!
    Confesso que o livro não chamou minha atenção, acho que por não curtir muito o gênero. Mesmo com sua resenha positiva, Vou passar a dica. :)

    Beijoos!

    ResponderExcluir
  13. Olá
    eu gosto bastante de ler esse gênero ás vezes e esse livro me chamou atenção, ainda não conhecia mas tem um enredo bem legal, quem sabe uma hora eu arrsique

    Beijos
    http://realityofbooks.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

Seja Bem-Vindo,
Interaja conosco, é um prazer poder saber a sua opinião.


Deixe seu link que retribuiremos a visita.
Não serão aceitos comentários ofensivos ou de span.

Volte sempre ♥