Resenha: A Mamãe é Rock - Ana Cardoso

13 julho 2016



Edição: 1
Editora: Belas-Letras
ISBN: 9788581743288
Ano: 2016
Páginas: 112
Livro cedido pela editora em parceria com a Lilian Comunica

Sinopse:Este é um livro sobre a maternidade e todos os sentimentos loucos que as mães têm em relação a quem de alguma forma criam, seja um filho natural, adotivo, neto ou sobrinho. É sobre família e é sobre as mães também, esses seres que falam uma língua estranha e chata que só entende quem entra para o clube e se torna uma delas. Não se preocupe, não é um livro de lamentações. É o contrário: tem histórias engraçadas, singelas e verdadeiras. Aqueles que leram O papai é pop estão convidados a conhecer o lado mais in/tenso da experiência. A mamãe é rock é um recorte sem filtro dos divertidos e comoventes malabarismos que um casal moderno faz todos os dias para criar suas filhas.



       Como não amar???

       Acho que não haveria outra frase melhor para começar a minha resenha. O Título de A Mãmãe É Rock poderia muito bem ser : "A Mamãe é feminista." - Adooooro!
       Ana, caso você chegue a ler a minha resenha fica aí a ideia pra mais um livro, pois precisamos sempre de mais obras que incentivem as mulheres a se empoderar e criar filhas empoderadas e filhos que respeitem as meninas/mulheres. Mas, calma minha gente, o livro não é só sobre isso, não. A Ana Cardoso nos conta através das suas crônicas, muito sinceras e eloquentes sobre a sua experiência materna e nos mostra que:

  1. Não existe receita de sucesso para ser mãe.
  2. Não existe mãe perfeita.
  3. Não, você não está sozinha no mundo, nós não estamos sozinhas no mundo, existem outras mães tão loucas quanto nós! 
      As crônicas da Ana variam entre os mais diversos temas como: A Vida Escolar, A Alimentação, O Convívio Social e até mesmo sobre o medo que algumas mães quando ficam solteiras têm de se relacionar novamente. 
       Quando eu solicitei a obra eu imaginei que iria me identificar, mas não acreditei que seria tanto. Posso afirmar inclusive que compartilho de experiências muito parecidas com as descritas em alguns dos textos da Ana. E isso foi capaz de me cativar mais ainda, durante a leitura.

       A Escrita dela flui maravilhosamente e nos leva a sentir que estamos mantendo uma conversa entre amigas, diferente de alguns livros de crônicas em A Mamãe É Rock você não vai encontrar chororô, cagação de regra e nem tão pouco uma receita milagrosa pra felicidade do seu lar. Não, você vai ler sobre o dia a dia de uma mãe que provavelmente vive numa realidade muito diferente da sua, mas que compartilha algumas vivências que são muito comuns no seu dia-a-dia também. E assim, somos capazes de devorar todas as páginas do livro em uma única sentada, enquanto as crianças estão entretidas em outra coisa.

      É provável que alguma mãe com uma visão mais arcaica conservadora, venha a discordar de alguns pontos de vista, em algumas das crônicas, mas o que fazer? É quase impossível nos dias atuais, agradar-se a gregos e troianos. Eu sei que me agradou e muito! Deixo aqui para vocês um pequeno trecho entre tantos da obra que me chamou atenção. E uma prova de como uma boa educação pode ser libertadora. A menina do vídeo é a Anita filha mais velha da autora.

" Meninas são difamadas todos os dias. Suicidam-se. Têm que mudar de cidade. Ninguém quer isso para quem ama. Enquanto isso, imagens de crianças e adolescentes tiradas às escondidas rodam sem obstáculos pela internet.
Nossas filhas precisam saber que as suas vidas só dizem respeito a elas mesmas e que não podem ser registradas, que isso não é seguro. Nossos filhos precisam saber o mesmo e ainda mais, que é importante respeitar as meninas, não coloca-las em situações de perigo e jamais achar que estão dizendo sim quando falam não."

 

       O Trabalho gráfico do livro está maravilhoso, desde a capa super moderna e atrativa às ilustrações, no interior da obra. O papel utilizado  e a tipografia escolhida proporcionaram uma experiência de leitura bem agradável e nem um pouco cansativa.

      Espero que vocês tenham gostado da resenha e não deixem de deixar as suas opiniões nos comentários, beijos ^_^

19 comentários:

  1. Olá, tudo bem?
    Gostei bastante de conhecer a obra, eu estou sempre acompanhando a lutas das mulheres na sociedade, inclusive com a igualdade, também vejo a ignorantes de umas em relação ao assunto. Sobre a sua resenha... Gostei bastante, mesmo não conhecendo o livro e nem a autora, percebi que ela tem um grande dom em abordar temas diferentes dos que estamos acostumados a ler (posso estar enganado).

    https://desencaixados.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Oie, adorei a sua resenha e não sou mãe mas fiquei morrendo de vontade de ler. tenho uma amiga cega que escreveu um livro sobre maternidade que eu também quero ler porque sempre acompanho as crônicas dela no face e aprendo muito. gostei de ver que a autora aborda vários temas e pelo quot já vi que é uma leitura bem leve. Espero poder ler logo!

    ResponderExcluir
  3. Olá
    Eu também recebi esse livro essa semana e estou bem ansiosa para conferir as crônicas. Sua resenha ficou maravilhosa e despertou ainda mais o meu interesse na obra. Também achei o trabalho gráfico maravilhoso e pelo que andei conferindo o conteúdo deve ter ficado incrível.

    Beijos, Fer
    www.segredosemlivros.com

    ResponderExcluir
  4. Já tinha ouvido falar do livro, mas acredita que nem sabia do que se tratava? caramba, leitura obrigatória para a família, para a sala de aula, para o grupo de amigas e principalmente, de AMIGOS. Gente, infelizmente esse tema ainda não desgastou porque ainda vivemos em um mundo machista, mas eu acredito que pela educação e esclarecimento, isso terá um fim!!!
    MEU AMOR PELOS LIVROS
    Beijos

    ResponderExcluir
  5. Olá
    Adorei duaa resenha e fiquei muito contente por conhecer a obra e ver o quanto você se identificou com ela. Acho essencial as mães empoderarem seus filhos. Ainda não sou mãe, mas acredito que me identificarei com as crônicas, quando for.
    Como você disse, é impossível agradar a gregos e troianos e quem não gostou, não leia simples.
    Dica anotada.
    Beijos

    ResponderExcluir
  6. Acho que quando voc~e fala sobre mães mais arcaicas tem que ser pensado a forma como elas também foram criadas, porque é todo um contexto que é válido, não sou mãe, ainda bem porque não tenho muita paciência, mas hoje a coisa esá tão moderna que em um piscar de olhos os filhos podem se afogar em um mar de problemas, por isso estes livros são ótimos para as mães criarem mais valores para repassar aos filhos.

    Beijos,

    Greice Negrini

    Blogando Livros
    www.blogandolivros.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Então, quando falo arcaicas, falo no sentido de mães que não se permitem evoluir em qualquer sentido, pensar de uma maneira diferente, fora da caixa que a sociedade nos impôs.
      Eu também fui criada pra isso, na verdade poucas de nós não foram, já que vivemos numa sociedade extremamente machista, mas eu me permito sempre evoluir e estar aberta a mudanças. Sei que a criação que eu recebi teve seus erros, e que esses não foram voluntários, mas estavam lá, e tento não passar isso aos meus filhos.
      Foi nesse sentido que o termo foi utilizado.
      Obrigada pela vizita, Beijos

      Excluir
  7. Adorei.
    Sou mãe recente, meu filho tem 2,5 anos, então muita loucura aconteceu comigo recentemente, de mães xiitas dando pitacos e mães nem aí rindo do meu esforço, tem de tudo nesse mundo, até mesmo eu chegar no mercado de calça social e pantufa 😅
    Uma coisa que eu determinei a mim mesma é que eu não leria nada sobre "como educar seu filho" "como alimentar seu filho" "como fazer ele parar de chorar" etc, mas esse livro aí é oooooutra história e eu quero ler sim!
    Beijos
    www.meuvicioliterario.com.br

    ResponderExcluir
  8. Oiii
    Adorei a analogia kkk a obra parece super divertida e descontraída, gostei mesmo, ainda não sou mãe mas cuidei dos meus afilhados então acho que vou me identificar com algumas situações kkk que bom que você gostou, amei a resenha, super bacana e chamativa...
    Beijocas...
    https://westfalllivros.blogspot.com

    ResponderExcluir
  9. Kris, esse é um livro que me chamou a tenção pelo título, e depois de ler essa sua resenha tão empolgante, fiquei super interessada em fazer a leitura. Tenho certeza de que esse livro é daquele tipo que todos deveriam ler e passar a diante. Estou super curiosa agora, e espero ter a oportunidade de conferir a obra em breve.

    Beijos,
    Dai | Blog Virando a Página

    ResponderExcluir
  10. Que legal a premissa!
    Outro dia li uma resenha de outro livro dessa série, O papai é rock e me animei pra conhecer, agora lendo sua resenha me animei mais ainda!
    Saber que a mamãe é feminista me animou mais ainda, viu? Adoro essas mães fortes e determinadas.
    Não gosto de crônicas, mas leria esse livro!

    Virando Amor

    ResponderExcluir
  11. Oie. Gente, eu estou lendo O Papai é Pop 2 e amando mais uma vez conhecer as aventuras de Piangers com suas filhas, mas não vejo a hora de conhecer a escrita da Ana e descobrir a história através da figura materna. Realmente, várias coisas que são descritas nos livros podem ser criticadas, mas eu estou achando lindo a forma como o casal está ensinando e, ao mesmo tempo, aprendendo cada dia mais com as duas fofuras que eles têm em casa. Depois da sua resenha, fiquei ainda mais ansiosa para iniciar logo a leitura de A Mamãe é Rock. *-*

    Beijos,
    Fernanda Goulart.

    ResponderExcluir
  12. Oie Kris!!!!
    Menina acho o trabalho gráfico da Belas-Letras um charme só. Principalmente dessa obra; Confesso que apesar de ter achado tudo muito lindo, a proposta do livro não me atrai muito. Mas quem sabe no futuro isso não possa mudar não é. Adorei sua resenha linda!
    Bjs

    ResponderExcluir
  13. Oi querida, tudo bem?

    Concordo com você, essa capa é super moderna e atrativa, leria o livro só de olhar para ela. Bem, eu não sou mãe, estou bem longe disso, na verdade, mas só de detectar a empolgação das suas palavras, me vi desejando ler esse livro. Imagino que deva ser crônicas bem divertidas e válidas. Acho que nunca li nada do ponto de vista de uma mãe, acho que seria uma experinência muito válida.

    Obrigada pela dica.
    Ingrid Cristina
    Plataforma 9 3/4

    ResponderExcluir
  14. Gosto da proposta do livro, mostrar com sinceridade como é a maternidade e a dificuldade de se criar uma criança hoje em dia, com tanta violência, a capa é linda e amei o fato da autora ser feminista rssr, a escrita parece fluir e nos fazer refletir sobre muitos conceitos

    ResponderExcluir
  15. Oi, tudo bem?
    Eu não tive oportunidade de ler esse livro, mas desde que o vi fiquei curiosa e imaginei que seria algo bacana. Lendo sua resenha fiquei bem animada, interessante ver que a autora nao veio ditar regras como geralmente acontece em livros que abordam a maternidade, né? E é muito importanteo empoderamento das meninas mesmo. Enfim, é um livro que toda mãe devia ler.

    Beijos :*

    ResponderExcluir
  16. Oie!!!
    Mesmo não sendo mãe eu fiquei curiosa e com votade de ler este livro!
    Deve ser bem interessante ler uma obra que primeiro fala tudo "às claras", segundo não é uma sucessão de regras e terceiro é escrita em formato de crônica, o que torna até mais fácil a releitura de certa parte que achamos interessante.
    Valeu a dica!
    Bjinhos;)
    Elaine M. Escovedo
    Http://www.caminhandoentelivros.com.br

    ResponderExcluir
  17. Oi Kris, tudo bem?
    Eu estou com esse livro para ler aqui em casa e vai ser uma das minhas próximas leituras. Estou bem animada para ler essas crônicas que tenho certeza que irão me surpreender. Adorei ver que você gostou e que recomenda, estou muito animada e com certeza irei adorar!

    Beijos

    http://www.oteoremadaleitura.com/

    ResponderExcluir
  18. Oi,
    Apesar de estar lendo comentários super positivos a cerca desse livro já faz algum tempo, confesso que nunca tive muita vontade de lê-lo, fico feliz que tenha lhe agradado, mas vou deixar passar a dica por hora, primeiro porque não chega a me chamar a atenção e segundo por que já ando bem enrolada com minha lista de leitura.

    Abçs
    Nosso Mundo Literário

    ResponderExcluir

Seja Bem-Vindo,
Interaja conosco, é um prazer poder saber a sua opinião.


Deixe seu link que retribuiremos a visita.
Não serão aceitos comentários ofensivos ou de span.

Volte sempre ♥