Resenha: Uma Noite em casa de Amália

06 junho 2016




Edição: 1
Editora: Chiado
ISBN: 9789895107285
Ano: 2013
Páginas: 133
Sinopse: Dezembro de 1968. Dezanove de dezembro. Vinicius parte amanhã para Roma onde irá passar o Natal. Esta noite em Casa de Amália há uma pequena festa de despedida. Por entre a penumbra que está na sala começo a distinguir alguns rostos: a Amália, o Vinicius, a Natália Correia, o Oulman, o José Carlos Ary dos Santos... mas nem há tempo para saudações; é justamente o Ary dos Santos quem vai recitar...




Olá leitores, 

Hoje eu trago para vocês a resenha dessa obra incrível, que misturou elementos culturais deslumbrantes como a música e a poesia, para criar um dos maiores clássicos da literatura moderna portuguesa. 
Uma Noite Em Casa de Amália mescla elementos biográficos de ilustres personagens como Amália Rodrigues, Vinicius de Moraes, David Mourão-Ferreira, Natália Correia, José Carlos Ary dos Santos entre outros para contar em forma de teatro e música o retrato do que era uma noite de conversa, cantoria e amizade na casa de Amália.

Eu confesso que solicitei o livro a chiado, porque o título e a capa me chamaram a atenção, não sabia a fundo do que o enredo se tratava e por isso tive uma grande surpresa, da qual muito gostei. O Livro é escrito no formato de um roteiro teatral, o que faz com que a leitura do livro flua bem rapidamente, uma vez que a narrativa é composta basicamente por dialogo e músicas. 

O enredo nos apresenta muito sobre a Portugal, e até mesmo sobre a Europa, da época durante as conversas fala-se até mesmo sobre a ditadura militar que assolava o Brasil, quanto da repressão que passeava por lá. A Escrita do Filipe La Féria nos permite conhecer um pouco mais desses personagens históricos, pela maneira com que eles interagem entre si e nos mostram as suas características. 

Foi muito interessante poder ter esse vislumbre de um Vinicius de Moraes diferente desse contexto 'brasileiristico' que já é tão nosso conhecido, poder ver como um artista brasileiro pode ser amado e respeitado pela sua arte também em terras estrangeiras. Porém é lógico que a maior atenção da obra recai sobre a Deusa Amália Rodrigues, mulher forte, guerreira e virtuosa, bem a frente do seu tempo, sem dúvidas um belo prospecto do que era uma mulher empoderada naquela época, assim como sua amiga Natália Correia.


Sem dúvidas essa é uma leitura que eu amei e recomendo, principalmente aos que fazem parte desse ramo artístico, há muito o que se absorver entre essas páginas. Como sempre a edição da chiado está impecável, essa capa é linda e chamativa, o corpo do livro é muito bem diagramado, fonte em tamanho agradável, papel amarelado que facilita a leitura e traz em si uma textura que facilita o manuseio. No final do livro, ainda temos uma parte que nos apresentam fotografias da peça de teatro que esteve em cartaz de 5 de julho de 2012 a 31 de janeiro de 2013 e fez um estrondoso sucesso na terrinha. 

Vocês podem ver algumas dessas fotos no vídeo abaixo: 



Então gente, é isso espero que vocês tenham curtido mais essa resenha e não deixem de me contar o que acharam nos comentários.
Beijos.

19 comentários:

  1. Oi Kris, confesso que a capa e a sinopse não chamaram a minha atenção, mas sua resenha me fez compreender pontos da trama que eu poderia gostar. Como não conhecia a obra, já inclui na minha lista de desejados. Imagino mesmo que há muito a se absorver, e gostei do vídeo também.
    Beijos, Fer

    ResponderExcluir
  2. Olá!
    Adorei sua resenha, mas confesso que os elementos que chamaram a sua atenção levaram a minha bem para longe.
    Primeiramente a parte de ser escrito em forma de roteiro de teatro, não curto muito livros assim.
    Mas que bom que você gostou da história!
    Beijos.
    http://arsenaldeideiasblog.wordpress.com/

    ResponderExcluir
  3. Gente, que lindo esse livro!
    Nunca tinha ouvido falar dele, mas admito que me encantei com essa resenha! Adoro livros em formato de peças teatrais e faz um tempo que não pego um assim pra ler. Além disso, sou apaixonada por música e poesia e me parece que essa narrativa mistura muito bem os dois. Gostei também do ponto de vista português, principalmente sobre Vinícius de Moraes!
    Obrigada pela dica, ótima resenha :)
    Beijos!

    www.beyondbluedoors.com

    ResponderExcluir
  4. Oi, Kris, tudo bem?

    Parabéns pela resenha, muito bem escrita.
    Achei a capa um primor, de muito bom gosto. Uma pena que a proposta da história não tenha me conquistado. Acredito que esta seja uma obra para um nicho bem específico. Entretanto, senti curiosidade, por exemplo, de ver como Vinicius de Moraes foi retratado.

    Beijos

    ResponderExcluir
  5. Duas coisas me chamaram bastante a atenção: as descrições de Portugal, porque é um pais que pretendo conhecer e também, sobre conhecer o Vinicius e o quanto ele é amado, mesmo em outro pais. É um livro que eu leria sorrindo!!!
    Meu Amor Pelos Livros
    Beijos

    ResponderExcluir
  6. Ola Kris lindona gostei da narrativa diferente a que estou acostumada com certeza será uma leitura de aprendizado. Sendo apresentada como Teatro, fiquei bem intrigada e já anotei a dica. beijos

    Joyce
    www.livrosencantos.com

    ResponderExcluir
  7. Olá Kris,
    Confesso que, de início, não havia me interessado pela leitura, entretanto, conforme fui lendo sua resenha fui ficando bem intrigada e interessada. Achei muito legal conhecermos um outro lado do Vinicius, um que é amado por outro país, por outras pessoas.
    Como você disse, acho que é bastante indicado para quem gosta de arte. Vou anotar essa dica e comprar meu exemplar.
    Beijos,
    http://mileumdiasparaler.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  8. Oi!
    Adoro esses livros da Chiado pois nos trazem várias histórias ricas em detalhes de autores portugueses.
    Eu amo o país e sempre quis saber um pouquinho mais sobre a cultura de lá, e pelo livro ser em forma de peça de teatro fiquei ainda mais encantada a ler
    Espero ter a oportunidade

    ResponderExcluir
  9. Oie!
    Eu não lembro de já ter lido algum livro como roteiro teatral, lembro de já ter conferido um livro que foi escrito em forma de cartas. Eu não sei se leria esse livro, pois a história não me atraiu, mesmo com uma temática tão interessante. Vou deixar para outro momento.
    Bjks!
    Histórias sem Fim

    ResponderExcluir
  10. Olá

    Ao primeiro momento não tinha interessado pelo livro não, mas lendo sua resenha fiquei encanta pois adoro música e ainda por ter alguns elemnetos culturais me deixou curiosa, não conhecia o livro mas já entrou pra lista dos que quero ler.

    Bjos
    http://lovereadmybooks.blogspot.com.br/2016/06/resenha-confissoes-de-uma-garota.html

    ResponderExcluir
  11. Olá!
    Ainda não sei dizer ao certo se a premissa me agrada ou não, mas achei muito interessante o fato do livro ser escrito em forma de roteiro teatral, seria algo que eu adoraria ver em um livro. Não sei se leria esta obra no momento, mas talvez futuramente eu reserve um tempo para ela...
    Beijos!

    ResponderExcluir
  12. Oie, tudo bon? Apesar do livro ter uma premissa bem interessante eu não sei se o meria pelo fato de ser narrado de forma teatral. É uma forma de escrita que eu não gosto muito. Mas por questões culturais talvez eu dê uma chance ao livro.
    Bj

    ResponderExcluir
  13. Olá,
    A capa não me chamou muito a atenção como você, mas gostei da sua resenha. O livro parece ser ótimo e trazer grandes conhecimentos. A leitura certamente fluí mais rápido pelo modo como o livro é escrito, isso é ótimo. Espero ler em breve.
    Beijos!
    http://www.virandoamor.com/

    ResponderExcluir
  14. Oi Kris,
    Gostei muito da sua resenha, mostrou bem o que o livro traz. Apesar de amar essa mistura de música e poesia, não sou muito chegada a escrita estilo roteiro teatral. Às vezes que tentei ler, simplesmente demorei meses para concluir o livro. Mas ainda assim, é uma excelente indicação,principalmente pelos excelentes elementos que a história conta.

    ResponderExcluir
  15. Amei demais tua resenha! E já fiquei curiosíssima para conferir essa leitura; essa mistura toda de elementos... acho que irei amar. E a edição parece mesmo bem caprichada, com foto e tudo! Quero! haha
    Beeijos

    ResponderExcluir
  16. Oii!!!

    Eu não conhecia essa obra !!! Que pena! Mas adorei conhecer por suas resenhas.
    A obra parece ser muito boa e muito bem trabalhada e envolvente, o conteúdo é algo que ainda não li. Dica anotadinha!!

    Beijinhos

    ResponderExcluir
  17. Olá, eu não conhecia a obra ainda e devo admitir que chamou muito minha atenção, é bem diferente do que estou acostumada a ler e curti saber que tem referências de Portugal e dessas pessoas incríveis. Com certeza colocarei o livro em minha lista!

    Beijos

    http://www.oteoremadaleitura.com/?m=1

    ResponderExcluir
  18. Essa semana essa guerra BR X PT me cansou, ainda bem que existem os livros e a linda da Chiado, que pode deixar pertinho de escritores influenciados pelos "puuurtugueses" que iniciaram a escrita aqui no nosso brasilzao. Quero o livro, gostei do entendo, da resenha, do que você falou do livro e da editora, Chiado é linda apesar dos pesares HAHAHA. E Não dá pra perder essa história tão amor se ela tem 133 páginas, não é mesmo? Beeeeijos

    ResponderExcluir
  19. Gostei de você ter recomendado a obra para quem está no meio artístico, pois adoro livros que tenham um bom foco no lado artístico portanto é uma dica anotada. Fiquei curiosa em como se referencia Vinicius de Moraes principalmente por ser uma obra portuguesa e ter um outro ponto de vista!
    Espero que o livro tenha um bom desenvolvimento, pois 133 é bem pouco!

    http://deiumjeito.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

Seja Bem-Vindo,
Interaja conosco, é um prazer poder saber a sua opinião.


Deixe seu link que retribuiremos a visita.
Não serão aceitos comentários ofensivos ou de span.

Volte sempre ♥