Resenha: A Dama Oculta - Ethel Lina White

27 junho 2016



Edição: 1
Editora: Vestígio
ISBN: 9788582862919
Ano: 2016
Páginas: 272
Tradutor: Rogerio Bettoni
Sinopse: Livro que deu origem ao clássico homônimo de Alfred Hitchcock, A dama oculta é por si só uma obra envolvente e extraordinária. Sua força está na maestria com que Ethel Lina White constrói atmosferas sinistras e perturbadoras, que pairam até mesmo sobre as cenas aparentemente mais corriqueiras. Iris Carr é uma jovem e bela socialite que retorna para a Inglaterra após um período de férias no continente europeu. Sentindo-se só e intimidada durante a viagem de trem, ela encontra conforto na companhia de uma estranha que conhece apenas como “srta. Froy”. O conforto logo se transforma em pânico quando a srta. Froy some sem deixar vestígios. Questionando a própria sanidade e desconfiando das reais intenções das pessoas a sua volta, Iris tenta desesperadamente desvendar o súbito desaparecimento de sua companheira de viagem – uma mulher que ninguém mais se lembra de ter visto!
Não é difícil perceber por que Hitchcock adotou este clássico e se viu compelido a imprimir-lhe, em 1938, sua marca cinematográfica.



Resenha

       A trama de A Dama Oculta inicia-se em algum país, creio eu que da Europa Oriental e nos apresenta inicialmente a jovem Iris Car. Uma jovem e solitária herdeira, apesar de estar sempre cercada de pessoas a quem chama de amigos, mas que vivem de parasitar a sua fortuna e influência. Devido a um lastimável acontecimento envolvendo um casal desses "amigos", durante as férias, Iris decide separar-se do grupo e acaba por prolongar a sua estadia no hotel, enquanto eles voltam para a Inglaterra, não sabe ela que essa atitude terá uma grande influência na sua vida e na de várias pessoas.

        Eu poderia me aprofundar no resumo da obra, mas acredito que essa minha breve síntese seja o suficiente, para não roubar ao leitor o deleite da inenarrável surpresa dessa leitura. Confesso que ao ler a obra eu ainda não havia assistido ao famoso filme dirigido por Hitchcock e sendo assim, não sabia o que iria encontrar nessas páginas. E isso me fez amar o que eu encontrei.

        Sem dúvidas um dos fatores mais marcantes dessa obra é a psicologia do crime, a descrição dos diversos fatores que compactuaram para que houvesse essa "Teoria do Caos" que levaram a ocultação dessa dama e é isso que torna completamente perceptível o interesse de Hitchcock em adaptar essa obra que sem dúvidas alguma, corresponde as suas principais características.
Toda a narrativa desenvolve-se como um misto de tensões, tanto pelo fato dos personagens estarem confinados num superlotado trem em movimento, quanto pelo gaslight* sofrido pela protagonista, que leva a ela e até a nós leitores à questionarmos a sua sanidade. Assim como a demais detalhes em relação aos personagens coadjuvantes que corroboram a criação dessa trama de intrigas.
        A obra ainda levanta várias questões sociais ao longo da narrativa, tais como o preconceito de classes, a xenofobia (algo que eu posso dizer era um tema bem recorrente nos romances da época), a julgamentos errôneos baseados em opiniões preconceituosas, o livro faz uma nítida crítica a burguesia inglesa e a tendência do ser humano a dar às costas ao próximo em beneficio próprio.

         A Escrita da Ethel é incrivelmente clara e de fácil leitura, não trazendo para os leitores nenhuma das dificuldades com a linguagem, algo que muitos temem ao ler um livro escrito há tanto tempo. E a narrativa é complexa de uma forma tão divina que nos prende de modo a não querer largar o livro antes de chegarmos ao final, e quando lá chegamos, ele é exultante. A Dama Oculta é uma obra de mistério diferente das que eu estou habituada. Como fã da Agatha Christie estou habituada ao jogo do "Who done it?" - Quem fez isso? - e a Dama Oculta deixa claro quem são os prováveis criminosos, porém planta a dúvida: "Ouve realmente um crime?". E era disso que Hitchcock gostava, pois esse tipo de roteiro o permitia manipular o suspense nos seus vários elementos cinematográficos. Mas, isso é assunto pra outro post. Vou deixar Hitchcock pra lá e voltar pra Ethel.
        Eu adoro quando descubro autoras antigas que já escreviam há décadas (quase um século) atrás, sobre mulheres empoderadas, isso me faz criar uma ligação com a autora a sua escrita e a sua estória. Eu fiquei inclusive muito interessada em ler outros títulos da autora e adoraria que a Vestígio os publicassem também, fica aqui meu pedido.

        Dessa vez não poderei fazer a comparação sobre a relação Livro - Filme, pois ainda não tive tempo de assistir ao filme, estou no fim do periodo na universidade e está chovendo trabalhos atrasados na minha cabeça, eu inclusive estou escrevendo resenha, quando deveria estar estudando, mas tudo bem. Por isso prometo que em breve eu trago uma resenha exclusiva do filme e a minha opnião em comparação dos dois.

       Espero que vocês tenham gostado da resenha, qualquer dúvida, opinião, elogio, ou crítica, deixem ai nos comentários, que eu tentarei responder.
Beijooos, amores!



*Gaslighting ou gas-lighting é uma forma de abuso psicológico no qual informações são distorcidas, seletivamente omitidas para favorecer o abusador ou simplesmente inventadas com a intenção de fazer a vítima duvidar de sua própria memória, percepção e sanidade.

26 comentários:

  1. Oi Kris

    Eu não conhecia essa obra, mas achei a premissa bem interessante, especialmente por ser de um gênero que eu adoro. Fiquei bem curiosa a respeito do desenvolvimento, dos personagens, das questões sociais que são levantadas, e da psicologia do crime, entre outros aspectos que você citou.

    Beijos, Fer
    www.segredosemlivros.com

    ResponderExcluir
  2. Oi, Kris. Eu não conhecia a obra e pelos seus comentários eu já fiquei completamente interessada. Acredito que seja uma leitura muito intensa e que realmente nos transporte para dentro da trama. Eu gostei muito de saber sua opinião e de saber que também existe um filme. Uma ótima dica e que eu espero poder realizar a leitura.

    ResponderExcluir
  3. Oi, eu ainda não conhecia o livro e já fiquei bem curiosa. Tenho o mesmo sentimento que você, quando descubro autoras que já falavam de feminismo em uma época que isso era mais utópico que hoje.
    Quero ler e conferir o filme também.
    Bom final de período na facul!!!
    MEU AMOR PELOS LIVROS
    Beijos

    ResponderExcluir
  4. Olá Kris,
    Que livro mais... misterioso.
    Confesso que ainda não tinha conhecimento dele e fiquei bem curiosa em relação a obra, pois acho que é uma leitura extremamente viciante e que deixa o leitor com o coração na mão.
    Uma das coisas que mais gostei que você disse em sua resenha foi que está claro quem são os possíveis criminosos e o leitor se pergunta se, de fato, houve crime. Outro ponto que me agradou foi esse abuso psicológico sofrido pela protagonista.
    Anotei essa dica para ontem.
    Beijos,
    Um Oceano de Histórias

    ResponderExcluir
  5. Olá!
    Não sabia que tinha um filme inspirado nessa obra! Ainda mais pelo Hitchcock, deve ser maravilhoso! Eu fiquei com muita curiosidade, exatamente por você citar que é diferente dos livros de Christie, que eu também estou acostumada a ler. Adoro personagens femininas empoderadas! Mais um motivo para achar que essa obra deve ser sensacional.
    Beijos.
    htpp://arsenaldeideiasblog.wordpress.com

    ResponderExcluir
  6. Oi Kriss, tudo bem?
    Eu ainda não vi o filme, mas não tenho dúvidas que quando o Hitchcock escolhe um livro para fazer uma adaptação o livro é bom e sua resenha comprova isso. Adorei a premissa, estou super curiosa para saber o que fez a Iris se afastar dos "amigos" dela e conhecer toda essa tensão se houve ou não um crime. Já adicionei o livro a minha lista de leituras futuras e já estou desejando-o. Obrigada pela dica!
    Beijos

    ResponderExcluir
  7. Olha eu ainda não conhecia o livro, mas achei bem interessante a proposta e espero poder ler em algum momento, porque gosto de conhecer coisas novas. Eu sou muito focada no romance e pelo jeito tem, mas acho que se fosse para ler, eu teria que dar uma olhada ainda em outras resenhas para saber um pouco mais da obra pra ver se me agrada sabe? Mas mesmo assim gostei do seu ponto de vista e me parece uma obra que não deixa a desejar.

    Olha acho legal você estar trazendo coisas bacanas aqui em seu blog.
    Ainda não conhecia esse site, mas estou abrindo aqui pra dar uma olhada, porque adoro tudo sobre livros e se eu gostar vai ser um problema rs
    Mas mesmo assim parabéns pela sua iniciativa, porque vejo poucos blogs trazendo lojas ou até mesmo coisas sobre livros. Traga, porque isso vai chamar muita atenção. =]

    http://lovereadmybooks.blogspot.com.br/2016/06/resenha-guardia-do-tempo.html

    ResponderExcluir
  8. Oi!
    Não conhecia o livro e nem a adaptação cinematográfica dele e fiquei bem curiosa, pois adoro histórias do gênero, cheia de intrigas psicológicas que deixam o leitor vidrado até a última página.
    Ps: parabéns pela resenha; bem descritiva mas sem liberar spoilers.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  9. Eu curto de monte esse tipo de livro, mas ainda não li esse. Fiquei extremamente intrigada com a história, e saber que a personagem não é uma tonta me anima ainda mais *o*
    Como estou numa fase 'não posso ler nada que já não esteja na minha estante' acho que vou procurar o filme para saciar minha curiosidade rsrsrsrs
    Boa sorte com os trabalhos (fim de periodo é um inferno) o/

    http://blogmundodetinta.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  10. Oi Kris, tudo bem?
    Apesar de ter ouvido falar muito bem dos filmes de Hitchcock e de amar suspense, assisti somente o seu filme mais famoso, Psicose, e claro que amei e assisti várias vezes depois. Esse livro me chamou a atenção por ser um clássico e por você comentar que a escrita da autora é de fácil entendimento, e ainda abordar assuntos sérios, os preconceitos e o empoderamento feminino. Estou super curiosa agora para conhecer a obra!

    Beijos! ♥

    ResponderExcluir
  11. Oi, Kris!
    Apesar de conhecer vários dos filmes de Hitckcok, este eu ainda não assisti, como você e não sabia que era baseado em um livro (mas também eu sou devagar, qual filme dele que não foi?). Adoro esses suspenses psicológicos que nos fazem questionar sobre a real veracidade do crime. Gostei do fato de ser um livro antigo com linguagem acessível de de fácil leitura. Procurarei nos sebos! Obrigada! Até + ver! Nu.
    As 1001 Nuccias | Curte aí!

    ResponderExcluir
  12. Olá, tudo bem? Não conhecia o livro, mas sua resenha foi MUITO animadora. Apesar de não costumar ler esse tipo de história, parece de fato intrigante e instigante a leitura, suas palavras e saber que realmente gostou da obra, me deixaram com uma incrível vontade de ler este livro e provavelmente irei pesquisar mais sobre e colocar na minha listinha.

    ResponderExcluir
  13. Oi tudo bem?
    Eu sou um tipo de leitora que adora suspenses, esses livros que te prendem na história até você ler a última página e solucionar todos os mistérios que tinha. Não conhecia o livro, mas sua resenha foi maravilhosa e só me deixou com mais vontade ainda de ler, não curto muito ler sabendo algo a mais da história e como você só nos deu um paragrafo falando da história, me deixou mais curiosa ainda, espero comprar logo o livro!

    garotareading.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  14. Oii Kris!!
    Eu amo esse livro, realmente muito intrigante e cheio de pontos importantes, como você eu também sinto uma ligação com as autoras antigas que escrevem sobre mulheres empoderadas e cheias de garra... a resenha ficou perfeita, sem revelar os pontos mais importantes, deixando para o leitor saborear as partes mais intrigantes dessa estoria... parabéns flor...
    Beijocas...
    https://westfalllivros.blogspot.com

    ResponderExcluir
  15. Oie Kris!!!
    Menina, preciso te falar que esse tipo de livro não se encaixa muito em meu perfil, mas apesar disso, sua resenha me deixou bem curiosa; Gosto de livros que me surpreendam, e esse me parece ser bem o caso de Dama Oculta. Guardarei a indicação para futuramente. Acredito que temos o nosso próprio tempo para determinadas leituras.
    bjs

    ResponderExcluir
  16. Oi Kris, eu ainda não conhecia a obra mas ao ler sua resenha minha curiosidade já foi aguçada para a leitura. Achei bacana a chamativa que deu para o livro sem revelar muita coisa e não estragar as surpresas que podemos encontrar ao longo da trama. Dica anotada.
    Bj

    ResponderExcluir
  17. Olá!! :)

    Nao conhecia mas fiquei bastante interessado! :) Nao sou muito de romances de epoca ate agora, mas este livro interessou-me muito!

    Talvez por essa psicologia do crime toda! :) Pelas questoes sociais levantadas, algumas ainda persistentes nos dias de hoje! :)

    Boas leituras!! ;)
    no-conforto-dos-livros.webnode.com

    ResponderExcluir
  18. OIe!
    Primeiro que não sabia que tinha um filme sobre esse livro, então anotei a dica para procurar futuramente, e te entendo sobre a sua falta de tempo, passo pelo mesmo problema. Não é um título que eu conhecia, e fiquei intrigada para ler. Muito interessante.
    Bjks!
    Histórias sem Fim

    ResponderExcluir
  19. Oi, Kris! Eu amei essa sua frase: "a narrativa é complexa de uma forma tão divina" haha raros os livros que encontramos que são assim. Não é o tipo de livro que geralmente leio, mas a narrativa e a personagem empoderada, mesmo em livro mais antigo, me deixaram bastante curiosa. Acho que vou conferir o filme antes, mas o livro fica pras próximas leituras sim!

    Bjs, Cass | www.livroseoutrascoisas.com.br

    ResponderExcluir
  20. Oi Kris, tudo bem?
    Eu não conhecia esse livro ainda e confesso que me interessei muito nele, tem uma proposta muito bacana e diferente, bem do tipo que eu gosto e que estou procurando. Gostei muito da sua resenha e de conhecer o livro, já adicionei na minha lista!

    Beijos

    http://www.oteoremadaleitura.com/

    ResponderExcluir
  21. Olá gatona!
    Eu não vim ler aqui até escrever a minha para não me influenciar, já que normalmente pensamos parecido. E realmente, foi igual de novo kkk
    Eu amei esse livro tb. Fisicamente sem comentários, e a tradução ficou muito boa, nem parece um livro escrito à quase um século.
    Tb notei o fator "confinamento", adorei isso. Depois que vc me falou do filme "plano de voo" (que eu amei) me despertou mais interesse e acabei lendo de um dia pra outro.
    Suas resenhas sempre são perfeitas!

    Bjus
    Blog Fundo Falso

    ResponderExcluir
  22. Nossa, nunca tinha ouvido falar nesse termo gaslighting, que coisa mais horrorosa fazer a vítima duvidar da própria sanidade. Isso me intrigou, mas não acho que conseguiria ler esse livro, deve ser tenso demais para mim, ou não teria atraído a atenção do Hitchcock. Também estou mais habituada a esse jogo estilo Agatha Christie do quem fez, acho que isso de pensar se houve realmente um crime ia me deixar extremamente agoniada.

    Beijo.

    Ju
    Entre Palcos e Livros

    ResponderExcluir
  23. Oi!
    Confesso que não conhecia esse livro, e achei bem incrível na sua resenha o suspense que a obra trás, parece ser daqueles livros que te prendem e que você fica pensando por vários dias depois, principalmente por tratar de vários temas importantes como a xenofobia.
    Já quero conhecer mais livros dessa coleção

    ResponderExcluir
  24. Oii!
    Ainda não conhecia o livro, mas sua resenha me deixou muito interessada! Adoro dramas psicológicos, daqueles que deixam a narrativa ainda mais interessante. Gosto principalmente quando além de você se questionar sobre quem cometeu o crime, você questiona a sanidade da personagem principal e se, afinal, ocorreu o crime, como você disse.
    É toda uma coisa meio estilo Ilha do Medo, né? Mas admito que nunca li um livro com essas características, sempre foi mais marcante pra mim em filmes! Isso me deixou mais curiosa ainda, quem sabe eu não começo esse estilo de leitura pelo livro que você indicou? :)
    Beijos!

    www.beyondbluedoors.com

    ResponderExcluir
  25. Também não vi o filme, mas você me conquistou no momento em que falou dos componentes psicológicos, de personagem empoderada e gaslight. Já quero muito ler esse livro!
    Gislaine | Paraíso da Leitura

    ResponderExcluir
  26. Não conhecia o livro, mas adorei suas considerações. Apesar de não está habituada a este tipo de leitura, me intrigou bastante. Obrigada pela dica.

    ResponderExcluir

Seja Bem-Vindo,
Interaja conosco, é um prazer poder saber a sua opinião.


Deixe seu link que retribuiremos a visita.
Não serão aceitos comentários ofensivos ou de span.

Volte sempre ♥