Resenha: As Piores Decisões da História e as Pessoas que as Tomaram - Stephen Weir

19 maio 2016




Edição: 1
Editora: Sextante
ISBN: 9788543101132
Ano: 2014
Páginas: 256
Sinopse:A história está repleta de erros memoráveis. Muitos foram cometidos por pessoas bem-intencionadas que simplesmente tomaram decisões equivocadas e acabaram sendo responsáveis por grandes tragédias. Outros, gerados por indivíduos motivados por ganância e poder, resultaram de escolhas egoístas e provocaram catástrofes igualmente terríveis.
Desde o momento em que Eva resolveu que valeria a pena morder a maçã até a crença de que o Titanic jamais afundaria, do rapto de Helena de Troia ao suicídio em massa em Jonestown, você vai conhecer alguns dos maiores equívocos da humanidade.
Partindo da antiguidade e chegando até os tempos modernos, Stephen Weir analisa esses e outros grandes desastres da história como o incêndio de Roma, o tsumani da Indonésia, o acidente de Chernobyl , mostrando os erros que estão por trás de cada um deles e o impacto que deixaram no mundo em que vivemos hoje.



Resenha

As Piores Decisões da História e as Pessoas que as Tomaram me enganou. Porque antes de possuir o livro em mãos, eu havia imaginado que ele seria uma obra no estilo de Saber Horrível, só que voltada para o público adulto. E não foi isso o que eu encontrei.
Muito pelo contrário, a obra é séria, bem embasada, tudo isso justificado por uma extensa bibliografia. Ela nos narra grandes erros político-econômicos da história, e esses são categorizados pelas motivações: Ira, Caridade, Inveja, Fé, Gula (surpreendentemente), Ganância, Esperança, Luxúria, Orgulho e Preguiça, ou seja, praticamente cometidos seguindo os pecados capitais.

Stephen Weir destrincha em sua obra literária os erros que ocasionaram mais danos à humanidade, desde os primórdios com Adão e Eva (com certa deliciosa ironia), passeando por diversos desastres causados por Orgulho na Segunda Guerra, até terminar com milhares de mortes que não foram evitadas por Preguiça, nos Tsunamis no Sul da Ásia. 
Não sei se sou eu, que ultimamente ando achando dificuldade até em ler o gibi da Mônica, mas achei que o livro pecou um pouco pelo excesso de didatismo ( não me levem a mal os didáticos pedagogos, mas aquela sensação de aula da professora Tomazelli na oitava série não ajuda muito a fluência da leitura).

Um livro tem uma leitura um tanto arrastada, mas é extremamente gratificante para os estudiosos e entusiastas de história, que gostem de ir mais a fundo nas causas que antecedem os grandes acontecimentos históricos. Por isso recomendo muito a leitura, em qualquer tempo, mas principalmente para  tempos como o nosso presente, onde as pessoas estão com uma bela amnésia seletiva, e onde todos corremos o risco iminente de uma catástrofe capaz de entrar numa versão futura desta obra.

Um comentário:

  1. Eu até me interessei para solicitar esse livro. Mas sempre tenho medo quando é algo relacionado a história então não peço. Vejo que esse não seria um livro para mim por ser um pouco arrastado (coisa que me incomoda muito em um livro), mas fiquei curiosa para ler sobre esses erros, principalmente porque ele envolve os pecados capitais haha
    Vou esperar o momento certo para lê-lo.
    bjs, bjs

    ResponderExcluir

Seja Bem-Vindo,
Interaja conosco, é um prazer poder saber a sua opinião.


Deixe seu link que retribuiremos a visita.
Não serão aceitos comentários ofensivos ou de span.

Volte sempre ♥