Resenha: Tudo E Todas As Coisas - Nicola Yoon

04 abril 2016



Autor(a): Nicola Yoon
Gênero: Romance
Páginas: 304
ISBN: 9788581637884
Sinopse: Minha doença é tão rara quanto famosa. Basicamente, sou alérgica ao mundo. Qualquer coisa pode desencadear uma série de alergias. Não saio de casa nunca sai em toda minha vida. As únicas pessoas com quem convivo são minha mãe e minha enfermeira, Carla.
Eu estava acostuma com minha vida até o dia que ele chegou. Pela janela olho para o caminhão de mudança, e então o vejo. Ele é alto, magro e está vestindo preto da cabeça aos pés. Seus olhos são de um azul como o oceano.
Ele me pega observando-o e me encara. Encaro-o também. Descubro depois que seu nome é Olly.
Talvez eu não possa prever o futuro, mas posso prever algumas coisas. Por exemplo, estou certa de que vou me apaixonar por Olly. E é quase certo que será um desastre.


Resenha

Oi gente,

Hoje eu trago pra vocês a resenha do ultimo lançamento da Novo Conceito e eu vou deixando de antemão, que essa resenha sairá em duas versões: A Clássica, sem spoiler e a Exclusiva, com spoiler que será na verdade uma análise da leitura onde eu cuspirei tudo o que eu senti durante a leitura. Porque infelizmente eu não posso nem dizer aqui os sentimentos que a leitura me despertou, pois isso já seria dar spoiler a vocês.

Tudo e Todas as Coisas é um Young Adult, "sick-lit" (assim entre aspas mesmo) e conta a história de Madeline Whittier, uma jovem que nunca saiu de casa pois ainda bebê foi diagnosticada com a "doença da criança na bolha", umas das minhas primeiras atitudes assim que peguei o livro foi pesquisar sobre essa doença, pra ter certeza se ela realmente existia ou se havia sido uma licença fictícia da autora e descobri que sim, a Imunodeficiência Combinada Grave existe (Vocês podem conhecer um dos casos mais famosos lendo esse link). Basicamente essa doença é super rara e faz com que os seus portadores não desenvolva um sistema imunológico, como o nosso, o que faz que eles sejam super vulneráveis a todas as doenças e que até o simples convívio com outras pessoas tragam risco de vida para eles e por isso Maddy nunca saiu de dentro de casa e só mantém contato físico com duas pessoas: Sua Mãe e Carla, a enfermeira. E isso para ela estava tudo bem, ela tinha a sua rotina regrada e um dos seus passatempos além de ler é manter um blog literário. 
Tudo vai bem em sua vida monótona, até que uma nova família se muda para a casa ao lado e Maddy começa a observa-la pela janela, e ela descobre rapidamente que aquela não é uma família comum, Maddy sempre vê muitas brigas, porém quem mais lhe chama atenção é um garoto estranho, que normalmente se veste de preto e gosta de se pendurar nas coisas, Olly. E é questão de tempo até que a misteriosa vizinha desperte a tenção dele e eles comecem a manter contato, contato esse que logo evolui para uma amizade, que por sua vez evolui para algo mais.
E é por aqui que eu paro de contar a história pra vocês.

Se tem uma coisa que eu gostei bastante no livro foi a dinâmica da escrita da Nicola, o livro é muito dinâmico, a escrita é jovial e não e flui muito rapidamente, de modo que você pode mergulhar nela sem perceber e quando der por si está na ultima página. A narrativa é escrita em primeira pessoa pelo ponto de vista de Madeline em sua maior parte em prosa, mas também encontramos poesia concreta, haicais, limeriques, ilustrações, entre outras coisas. É basicamente lermos o diário da nossa protagonista e talvez por esse motivo acabamos criando um vínculo muito grande com ela. 

Maddy é um personagem muito interessante, por quem é quase impossível não criar empatia, imagina como deve ser passar a vida toda sem poder sair de casa, ter amigos, tocar em alguém, fazer todos os dias a mesma coisa e ainda se mostrar uma adolescente comum, simpática e até mesmo feliz. 
Olly também é um personagem que acaba nos despertando empatia, seja pelo contraste em relação a como ele aparenta ser, com quem ele realmente é, mesmo com todos os problemas que ele enfrenta dentro de casa. Por isso quando eles começam a se aproximar a gente acaba torcendo muito por eles e sofrendo, pois acompanhamos os problemas de contato entre Maddy e o mundo exterior.
Se tem uma coisa que esse livro mostrou, ainda que nas entrelinhas é como adultos podem ser problemáticos e irresponsáveis, salvo Carla, a enfermeira de Maddy, que é a única dos outros personagens da trama que conseguiu ganhar minha simpatia, os exemplos de adultos que temos na história são de pessoas com graves falhas de caráter, os típicos exemplos de adulto em quem vocês não deve se espelhar.

Tudo e Todas as Coisas é um livro de poucos personagens e logo no início da leitura nós vamos conhecendo eles e nos identificando com alguns, nos desentendemos com outros. Esse é outro ponto em que eu não posso me aprofundar, mas se vocês leram/lerem o livro irão me entender.

Eu recomendo sem dúvidas a leitura de Tudo E Todas As Coisas, é uma obra adolescente e ao mesmo ponto muito reflexiva sobre diversos assuntos, sem dúvidas é uma leitura em que você quando chegar ao fim, vai te fazer sentir de uma forma específica e vai te fazer pensar sobre o assunto que é levantado. Infelizmente o romance é o verdadeiro foco da autora e rouba a cena, deixando a outra questão da história que deveria ter mais importância sem receber a devida atenção, senti falta de um pouco de aprofundamento da autora no debate dessa questão, infelizmente achei que ela tratou esse assunto de uma forma muito superficial, mas isso não chega a comprometer de maneira alguma a qualidade literária dessa leitura é só uma opinião pessoal.

O trabalho gráfico da Novo Conceito nesse lançamento foi estonteante, a diagramação da obra está incrível, cheia de detalhes encantadores, a capa está maravilhosa e não notei erros de ortografia durante a leitura. 
Espero que vocês tenham curtido essa resenha, desculpem se acabei sendo muito superficial, mas é que eu não quero roubar de quem for ler o direito de se deliciar e surpreender com essa leitura. Se você já fez essa leitura, te convido à em breve vir aqui debater conosco sobre as questões que eu não pude colocar aqui. Beijos e não deixem de deixar suas opiniões nos comentários. 
Beijos ♥

23 comentários:

  1. Somos parceiros da da Novo Conceito e desde que ouvi falar deste livro estou querendo lê-lo, depois da tua resenha, só aumentou ainda mais a minha vontade. Eu não sabia que essa doença existia, imagine que coisa terrível, achei essa de se intitular alérgica ao mundo uma sacada genial. Acho que me envolveria demais com a personagem também... estou ansiosa por ler esse livro! Obrigada pela excelente resenha e por disponibilizar um link sobre a doença, é muito importante esse tipo de intertextualidade.
    beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oiee espero que você curta muito a leitura. Eu realmente gostei bastante. ^_^

      Excluir
  2. Oi Kris, eu estou muito ansiosa para ler esse livro e com certeza pretendo adquirir em breve. É o tipo de livro que me chama a atenção, especialmente por saber que pode ter mensagens relevantes nas cenas. Penso que essa leitura é reflexiva e ao mesmo tempo descontraída, tudo na medida certa.
    Beijos, Fer

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. oiee tem sim, o livro tem uma discussão bem interessante, acredito que vai te surpreender, beijos

      Excluir
  3. Pela capa do livro, eu deixaria a dica passar fácil, mas sua resenha me deixou mega curiosa em relação a varias coisas. Primeiro em função da doença da protagonista e como é esta logística no dia a dia e claro, o romancinho que o livro traz. Espero poder conferir o mais rápido possível.
    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E pra mim a capa do livro influenciaria em 60% a leitura. O trabalho gráfico tá incrível e essa capa ao vivo é de arrancar suspiros hauhauha

      Excluir
  4. Vi a resenha desse livro recentemente em um canal no Youtube e fiquei louca para ler ele! Normalmente não é o tipo de livro que me faz surtar e me faz querer ir ler correndo, mas achei a proposta do livro tão legal,que realmente me vi desejando a leitura. Espero poder ler o mais rápido possível.
    Abraços,
    ~Duda~ www.dudaecami.com

    ResponderExcluir
  5. Olá.
    Que resenha maravilhosa. Simplesmente amei.
    Pela capa pensei que fosse um daqueles livros de colorir, mas me enganei feio.
    Eu sou apaixonada por YA e sick-lit e esse livro parece ser daqueles que me conquistam de primeira. Adorei a premissa, e fiquei mega curiosa para saber mais, mas pulei os spoilers... Claro kkkkkkk
    Que bom que a leitura é jovial e flui rapidamente e ainda traz reflexões para o leitor, mais perfeito... Impossível. Quero esse livro para ontem.
    E parabéns pela resenha.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que spoilers você pulou??? O.o
      Tem nenhum spoiler na resenha, não.

      Excluir
    2. Pois é. Reli sua resenha e realmente não tem spoiler. É que no inicio da resenha vc diz que a resenha ia ser divida em suas partes. Clássica, sem spoiler e a Exclusiva, com spoiler, e aí já viu meu medo de pegar spoiler, pois realmente gostei da trama do livro e quero muito ler, mas tenho pavor de spoiler e em algumas partes eu só li por cima na primeira vez.
      Mas enfim... Ainda assim sua resenha ficou ótima.
      Fiquei curiosa para conhecer mais sobre a Maddy e ao contrario de vc eu gostei de saber que a autora foca no romance hehehehe, mas uma pena que ela ter focado muito no romance e ter deixado o restante tão superficial como você mesma disse, isso não é bom mesmo.
      E fico feliz de você não ter encontrado erros na revisão.
      Beijos e Desculpe minha confusão.

      Excluir
  6. Oi Kris

    Estou nos primeiros capítulos desse livro e adorando!
    Com certeza o que mais me cham ou atenção até agora foi a dinâmica e a escrita da narrativa. Estou bem no comecinho, mas a impressão que estou tento agora é ótima!
    Espero gostar tanto quanto você
    Beijinhos
    Rizia - Livroterapias

    ResponderExcluir
  7. Oi, tudo bem?
    Não conhecia o livro ainda, mas achei a premissa bem interessante.
    Não conhecia ainda essa doença, mas achei interessante a autora abordar o tema.
    Fiquei curiosa para saber como a autora abordou a história. Uma pena que o romance tenha sido o principal foco da história, uma vez que a autora podia ter focado nos outros pontos da história, que para mim são mais interessantes.
    Mesmo assim fiquei interessada pela leitura e quero realizá-la em breve.

    Beijos :*
    http://www.livrosesonhos.com/

    ResponderExcluir
  8. Olá Kris,
    Adorei sua resenha.
    O fato de você dito que o foco foi no romance e ter sentido falta de uma explicação de outra coisa foi o mesmo que senti, apesar de não ter me importado muito com o romance, apenas me chateei por não ter tido uma explicação no final.
    Enfim, me encantei pela Maddy e pelo Olly e achei a Carla a adulta mais sensata. Muitas partes do livro foram boas, mas tem um pinguinho de decepção aqui rs.
    Espero sua resenha com spoilers.
    Beijos,
    http://mileumdiasparaler.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  9. Olá, desde que eu fiquei sabendo sobre esse lançamento eu já me vi louca por ele, tenho certeza que tem uma trama cativante e que irá me emocionar, e isso é o suficiente para mim querê-lo. Sem falar na sua resenha que está de tirar o chapéu!

    Beijos

    http://www.oteoremadaleitura.com/

    ResponderExcluir
  10. Olá, tudo bem???
    Sempre que eu via esse livro eu achava que se tratava de um livro de colorir :P Faz pouco tempo que descobri o assunto abordado e fiquei super curiosa para ler.
    Você já viu o filme (não lembro o nome) de um menino que morava em uma bolha? Dava sempre na sessão da tarde. E era bem parecido com essa história do link que você postou.
    Deve ser bem complicado viver algo assim né?
    Mas sabe que ao contrário de você, acho que vou gostar dessa coisa mais puxada para o romance. Adoro romance! Quero só romance hahahha. Já sei mais ou menos o que acontece depois que ela conhece o menino e acho que a vida é assim... para ser vivida.
    Beijoooos
    http://profissao-escritor.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  11. Recebi esse livro e eu amei! A escrita da Nicola é incrível, gostei de toda a dinâmica (as ilustrações são lindas!). O marcador é bem fofo. O romance entre a Mads e o Olly foi bem construído, não é nada exagerado ou forçado! Só tô lendo resenhas positivas do livro, fico feliz! É minha primeira parceria com a Novo Conceito e eles começaram com um lançamento incrível!

    Virando Amor

    ResponderExcluir
  12. Olá tudo bem?

    Sabe que tenho muita vontade de ler esse livro e acho a capa um verdadeiro amor, mas não imaginava fosse focado mais no romance adolescente, pensei q abordava principalmente os fatos mais importantes e refletivos do livro, mesmo assim creio que iria curti bastante a leitura.

    Bjos
    http://rillismo.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  13. Oiii!

    Eu não li nada ainda da autora ainda e na verdade não sabia muito sobre o que era esse livro e gostei bastante sério. A capa está linda, saber que foi escrito de maneira leve e fluida e ser um sick lit me ganha sabe? Eu gosto bastante! Na verdade, aprendi a gostar.
    Comecei a gostar de sick por causa da NC. Estava esperando justamente uma resenha para saber se leria ou não sabe? Gostei bastante do que vc citou aqui.

    Beijinhos

    ResponderExcluir
  14. ! Eu já tinha visto resenha desse livro , mas achei a sua tão mais completa e achei bacana também postar um link para que a gente conheça mais sobre a doença que o livro aborda.
    Estou bem curiosa quanto ao enredo desse livro sabe? Imagino quanto deve ser Mgisyisnte ver alguém tao frágil, tão debilitado e tão preso em um casulo por conta dd uma doença. Com certeza vou me angustiar e me emocionar.
    Bj
    Camila Bernardini Coelho

    ResponderExcluir
  15. Oie Kris,

    tudo bom???

    Eu pensei que iamos ter aquela onda de SickLits quando veio a culpa é das estrelas, mas até que não aconteceu muito isso... mas agora está voltando esses livros, assim como os livros com assuntos como depressão, suicídio, e alguns outros temas que fazem com que nós pensemos no assunto e na vida de alguma maneira.
    Eu vi o livro e não tinha colocado muita fé, mas vc dizendo que a escrita é muito fluida, eu acho que vou me arriscar então!

    =)

    ResponderExcluir
  16. Olá!! :)

    Nunca li o livro nem mesmo tinha ouvido falar dele! :) Ainda bem que gostaste!! :) Pareceu-me realmente interesante... Uma leitura simultaneamente adolescente e reflexiva! :)

    A capa tambem me pareceu linda!! :) Compreendo-te! As vezes, para nao contar o que pode prejudicar a leitura, temos de ser masi sinteticos ou mesmo "superficiais"! :)

    Boas leituras!! ;)
    no-conforto-dos-livros.werbnode.com

    ResponderExcluir
  17. Ei, tudo bem?
    Eu adoro o gênero sick-lit, e depois que li a premissa desse livro, fiquei bem curiosa para conhecer a história. Mesmo com o ponto negativo que abordou, ainda estou ansiosa para realizar essa leitura, e espero que seja bem proveitosa. Adorei a sua resenha. Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi! Eu quero muito ler esse livro, além da capa incrível, a história parece ser leve e tocante. Já gosto bastante desse estilo de romance adolescente e acho que também vou gostar bastante dos protagonistas, não vejo como um relacionamento entre eles funcionaria e acho que isso é o que deixa a história ainda melhor... Saber que a doença realmente existe deixa a história mais real, o que também é ótimo :)
      Beijos!

      Excluir

Seja Bem-Vindo,
Interaja conosco, é um prazer poder saber a sua opinião.


Deixe seu link que retribuiremos a visita.
Não serão aceitos comentários ofensivos ou de span.

Volte sempre ♥