Lançamentos Arqueiro: Profundo & Intenso - Todos contra o Revenge Porn!

25 março 2016

Esses dias passeando pela blogosfera eu vi em alguns blogs parceiros da Editora Arqueiro uma postagem coletiva sobre esse livro e fiquei com muita vontade de participar, mesmo não sendo o Conversas de Alcova parceiro da editora, pois acredito que esse livro aborda um tema muito forte e muito atual. Que não só merece, como necessita ser abordado.
Só que a minha ideia de Blogagem coletiva vai ser um pouco diferente, como aqui no blog somos três colunistas e três feministas, cada uma com as suas opiniões, mas com o máximo de respeito possível uma pela outra, iremos escrever uma postagem sobre o tema juntas. Acredito que ficará enorme, mas será muito interessante.



Profundo e Intenso são lançamentos da Editora Arqueiro, que lidam com um tema bastante atual no nosso cotidiano, a Vingança Pornô (Porn Revange).


Caroline Piasecki vê sua vida se transformar em um pesadelo quando o ex-namorado espalha fotos dela nua na internet. De uma hora para outra, sua reputação é arruinada e o futuro promissor que a aguardaria após a faculdade já não parece tão garantido. Desesperada, ela tenta fazer com que as imagens sumam da rede e, ao mesmo tempo, procura se defender da multidão de pessoas que a julgam.

Um dia, quando um cara que ela mal conhece sai em sua defesa e dá uma surra em seu ex-namorado, tudo muda. À primeira vista, West Leavitt é a última pessoa de quem Caroline deveria se aproximar – ele tem um ar sombrio e ganha a vida de forma ilícita. Ela, por sua vez, é o tipo de garota que West sempre tentou evitar. Rica e privilegiada, jamais entenderia as dificuldades pelas quais ele já passou.
Mesmo com todas as diferenças, os dois se tornam amigos. Com Caroline, West sente que fará de tudo para ser um homem melhor, e ela encontra nele a força para reagir. Quando parece impossível resistir à paixão avassaladora, West e Caroline descobrem que às vezes a única opção que resta é ir mais fundo.

Pra vocês terem noção os dados afirmam que em dois anos o número de vítimas de Porn Revange duplicaram no Brasil, só em 2014 mais de 224 usuários de internet denunciaram esse tipo de crime na Safernet, imaginem se formos contar os que não denunciaram? geralmente os casos que recebem atenção da mídia envolvem famosos, ou terminam em tragédia. E é por isso que essa publicação da Editora Arqueiro é tão importante. Precisamos conversar sobre o assunto, principalmente com as mulheres que são as principais vítimas.
Já tivemos alguns casos conhecidos de suicídio devido a Revenge Porn no Brasil, pois se em casos de estupro é comum as vítimas serem culpabilizadas, não seria diferente em casos de exposição de imagens privadas, onde os algozes da opinião publica se valem da máxima de que suas fotos não seriam expostas, se você não as tivesse tirado. Se esquecendo de que não é ilegal e nem criminoso tirar fotos eróticas, errado e criminoso é propagar esse tipo de imagem de terceiros sem autorização e com más intenções.

"Apesar desse tipo de crime estar no auge das discussões no momento, isso não é algo novo. O primeiro caso de Porn Revenge do qual eu me lembro aconteceu em meados de 2005 na minha cidade natal. Carpina, uma cidadezinha de pouco mais de 80 mil habitantes no interior de Pernambuco. Ocorreu de uma Jovem ficar muito bêbada e ir para um motel com três rapazes, na época houve boatos de que os rapazes a haviam drogado, lá eles praticaram sexo e fotografaram tudo (isso aconteceu no início da era das câmeras digitais). Essas fotos foram colocadas no Orkut e como vocês podem imaginar, cidade pequena e tal, viralizou! Naquela época não existia WhatsApp mas não foi necessário, criaram um site e colocaram as fotos, imprimiram as fotos e jogaram dentro dos muros das escolas, fizeram CD'S com as fotos e esses chegaram a ser até comercializados no camelô.
A Garota teve de sair da cidade e é conhecida lá e em cidades vizinhas por causa disso até hoje. Lembro que na época alguém da família dela, não tenho certeza se a mãe ou a avó, chegou até a infartar por causa do acontecido. Os rapazes foram processados, mas não deu em nada, eles retiraram as fotos da internet, mas os estrago, já estava feito, as pessoas já haviam salvo tudo e as imagens continuaram a correr. 

Enquanto ela ficou "mau falada" (coisa que só acontece com mulher mesmo) e sendo apontada pelas ruas, a sociedade via os rapazes apenas como "Homens de verdade".
E até hoje eu não consigo entender direito, qual é a dificuldade em determinar quem é o verdadeiro culpado nessa história?

E a resposta se define em uma única palavra: MACHISMO."   


Kris Monneska


Mas de quem é a Culpa nessa história? - Por Amanda Larissa

É bastante fácil encontrar textos (os famosos textões no Facebook) onde se culpabiliza a vítima. Até mesmo campanhas contra o revenge porn se apressam em ensinar à vítima a como se “preservar”(não tirando fotos), em vez de priorizar ações junto a governos e justiça, em um esforço para tornar tal atitude num crime palpável, passível de punições mais severas e independentes de um julgamento moral de Juízes misóginos (olhem este exemplo).

Justamente aí vemos o quanto nossa sociedade é machista. Não só cabe à mulher todo o escárnio e  a culpabilização  pela sua sexualidade, como a ela cabe também o ônus de preservar-se honrada, independentemente do desvio de caráter que o outro tenha cometido ao revelar sua intimidade.

Até quando ensinaremos as mulheres a se “protegerem” deste cyber crime, ao invés de procurarmos formas de punir os verdadeiros culpados?  Afinal de contas, por que a mulher  filmada ou fotografada em pleno e livre exercício de sua sexualidade merece ser crucificada, banida de uma cidade, ser taxada de imoral, perder processos civis, enquanto ao homem cabe no máximo a análise de sua performance como garanhão?


Mas como evitar o Revenge Porn? - Por Renata Nogueira

Da mesma forma que existem pessoas que separam "mulher pra casar" de "mulher pra comer", existem aquelas que acreditam seriamente que "mulher direita não se expõe", seja em vídeo, foto, áudio ou o que for. Esse pensamento retrógrado embasa também a crença popular de que mulher só faz sexo para procriar, e que o prazer da relação entre quatro paredes só existe para o parceiro do sexo masculino.

Bobagem, né? Mais e mais, principalmente dentro do feminismo, defende-se o espaço da mulher; seja no âmbito profissional, familiar e até sexual. Em um mundo em que tabus se desfazem diariamente, é extremamente contraditório que a mulher não possa ser parte ativa na busca de seu próprio prazer. E, estando em um relacionamento com alguém em quem ela depositou confiança (porque, afinal, ninguém inicia um casamento/namoro pensando em terminar no dia seguinte), as famosas "nudes" e os vídeos sensuais tornam-se quase uma parcela natural e desejável para as duas partes.

É aí que a mulher torna-se suscetível. Não é necessário um fim de relacionamento. Não é nem necessária uma briga revoltante. A pessoa em quem ela mais confiava é a primeira a se voltar contra ela quando, na inocência (sentiu a ironia?), mostra para os amigos como "sua namorada é gostosa na cama".

Então, quando eu te digo que não há como evitar o revenge porn, o que eu quero realmente dizer é que nós nunca estamos a salvo. Acreditar que aquele momento íntimo não cairá na web não é ingenuidade da sua parte, é fé; é confiar que a pessoa que está ao seu lado não irá te expor, e isso não é errado. Quando eu digo que não há como evitar o revenge porn, o que eu realmente quero dizer é que nós não devemos parar de buscar aquilo que queremos (seja na cama, no trabalho, ou na rua) por ninguém. E quando eu digo que não há como evitar o revenge porn, o que eu realmente quero dizer é que sempre vai ter alguém tentando nos culpar pelo erro do outro - mas depois de tantos anos de luta, de briga, e de conquistas (e perdas) diárias, há pelo menos uma coisa de que podemos ter certeza: nos momentos mais difíceis, e nas decepções mais duras, podemos sempre encontrar garra em nós mesmas, e naquelas que nos cercam e simpatizam conosco.

Porque mulher? Ah, mulher é garra, é força e é coragem, num pacote só.

Caso algo assim aconteça com você, com alguma amiga, ou conhecida isso não precisa (NÃO DEVE) ficar impune, denuncie! 

Atualmente temos O Marco Civil da Internet ( Lei 12.965/2014) a nosso favor. Em seu artigo 21, está determinado que a mulher vítima de porn revange poderá notificar o site ou serviço que hospeda as fotos íntimas para que ele promova a retirada desse conteúdo. 
Acontece ainda o caso de algumas mulheres serem chantageadas com Revenge Porn, alguém pode acabar em posse de alguma imagem sua e tentar lhe extorquir de alguma maneira para não divulga-las na web, isso também é crime, previsto no artigo 158 do código penal e tem pena de quatro a dez anos.
Ou seja, não há uma maneira 100% segura de evitar o revenge porn, mas há meios de se proteger caso ele aconteça e o que nós precisamos aprender é a não nos calarmos! Nós fomos programadas para baixarmos a cabeça e nos calarmos, mas essa atitude inviabiliza o direito que conseguimos através da luta de muitas mulheres ao longo dos anos. Peça ajuda, de uma amiga, procure os órgãos públicos de defesa das mulheres. Lembrando que não precisa acontecer com você, pra você denunciar, pratique a sororidade. Vamos fazer um escândalo! Chega de Impunidade!


Ligue 180 - ou acesse Secretária de Politicas Para as Mulheres

Vazow 
Desenvolvido pela policia civil do Piauí é um app gratuito que além de excluir a foto ou vídeo de Revenge Porn das redes sociais, dá orientação às vítimas de como denunciar e como se proteger.
Safernet - Denuncie Porn Revenge na WEB



22 comentários:

  1. Renata e Amanda a postagem ficou linda! Muito Obrigada por vocês toparem esse projeto comigo e vamos que vamos, poder compartilhar da opinião de vocês sobre essa e outras temáticas de empoderamento feminino será maravilhoso. Tenho certeza de que vocês serão de imensa ajuda pra me ajudar a desconstruir tanta coisa negativa que ainda está enraizada em mim. #Juntassomosfortes ♥

    ResponderExcluir
  2. Olá Kris, Renata e Amanda, tudo bem?
    Também participei dessa blogagem coletiva e achei uma iniciativa maravilhosa por parte da editora, mesmo porque o assunto é muito sério e merece a devida atenção. Estou ansiosa para conferir os dois livros, já que foram minhas pedidas do mês. Adorei o post de vocês meninas ;)
    Beijos, Fer

    ResponderExcluir
  3. Chocada que nos EUA isso não é crime! Muitas vezes agradeço por ser gay e saber que as mulheres são muito mais conscientes e maduras que os homens nesses assuntos. Espero pelo dia que ninguém tenha que sofrer por causa desse machismo enraizado na nossa sociedade. Apesar dos livros trazerem um tema importante assim, eles não parecem ser do gênero que me agrada.

    ResponderExcluir
  4. Quando começaram as divulgações destes livros, achei que era apenas mais um New Adult comum, nem imaginava qual era o tema que seria abordado, além de um romance hot. Achei mega original e corajoso usar essa questão da vingança, expondo outra pessoa de forma tão pessoal. Nem imaginava que isso não era crime nos EUA. A postagem ficou linda e mega esclarecedora.
    MEU AMOR PELOS LIVROS
    Beijos

    ResponderExcluir
  5. Oi, quando vi a sinopse do livro achei meio sem graça, mas depois quando fui lendo a postagem e vim qual era o intuito dele que abordava um assunto bem mais sério, achei a ideia original e corajosa a questão de usar como vingança, mostrando de forma tão intima e pessoal e nem podia pensar que isso era um crime lá nos EUA. Adorei a postagem e achei bem esclarecedor.
    bjus
    http://recantoliterarioeversos.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Nossa, que post interessante e informativo por conter mais do que só o lançamento! Sempre penso em quem é o culpado nesse tipo de vingança. Acredito que sejam os dois lados, mas isso vai de opinião. Por esse tema, fiquei bem curiosa em ler o livro!

    xx Carol
    http://caverna-literaria.blogspot.com.br/
    Tem resenha nova no blog de "Se eu morrer antes de você", vem conferir!

    ResponderExcluir
  7. Olá,

    esse é uma publicação informativa pois trás esses lançamentos da editora Arqueiro e também interessante, pois o tema é atual, é um assunto sério e delicado o vazamento de fotos íntimas, esses livros vão ser sucesso em vendas. www.sagaliteraria.com.br

    ResponderExcluir
  8. Olá!
    Eu só tinha visto a capa do livro e pensei que se tratasse de um NA qualquer, mas me surpreendi agora ao saber que não. Fiquei chocada de verdade! Infelizmente no nosso país só e conhecido os casos dos famosos, porque só existem eles né? ¬¬ E se a mulher passa por isso, a puta é ela, sempre... o cabra vai e posta foto sem autorização e a culpada é a mulher.

    Essa postagem ficou simplesmente INCRÍVEL. Parabéns pra vocês terem feito esse post maravilhoso, muitas palmas.

    Beijos

    ResponderExcluir
  9. Oie!
    Esse é um assunto sério, mas alguns jovens/adultos não percebem isso. Temos que ter muito cuidado com essas imagens intimas, pois pode acontecer delas serem divulgadas. O que é uma pena essa quebra de confiança.
    Quanto ao livro, eu comprei os dois volumes, e logo vou fazer a leitura deles. Espero gostar dessa história e fiquei feliz com a publicação simultânea.
    Bjks!
    Histórias sem Fim

    ResponderExcluir
  10. Olá!

    Estou acompanhando essa Blogagem Coletiva, e adorei a iniciativa da editora! Pois isso abriu espaço para que outras pessoas pudessem opinar, como foi o seu caso. Além disso, é sempre bom saber o que outras pessoas acham a respeito de um assunto tão polêmico como esse.
    Esses "avisos" são muito importantes nos dias de hoje, pois o que mais vejo são fotos e vídeos de meninas sendo jogados na internet, enquanto elas são chamada de "vagabundas" "vadias", aqueles que divulgam saem com fama de "fodão". É uma pena ser dessa forma, e tantas pessoas terem pensamentos tão retrógrados, mas são postagens como essa que dão margem a verdade. Espero qur essa "divulgação" seja um sucesso, que venha a abrir os olhos de muitas pessoas.
    Parabéns pela postagem!

    Beijos,
    entreoculoselivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  11. Olá, sabe que eu tenho visto muita divulgação desses livros e to achando muito bacana a iniciativa da editora com isso, já que esse assunto é algo importante e que infelizmente está acontecendo muito atualmente. \Adorei!

    Beijos

    http://www.oteoremadaleitura.com/

    ResponderExcluir
  12. Achei bem legal vocês terem escrito sobre o assunto mesmo sem serem parceiras da editora. É algo que precisa ser muito discutido, as pessoas precisam mesmo saber que é possível reagir, que há leis para isso. O ideal era que não acontecesse, né, mas infelizmente tem muita gente que não vale nada nesse mundo e nem pensa nas consequências ao expor alguém dessa forma, já que a vítima pode chegar ao suicídio ou o afetado pode ser até um parente como o da moça da história que enfartou. Sem palavras pra dizer o quanto isso é abominável.

    Beijo.

    Ju
    Entre Palcos e Livros

    ResponderExcluir
  13. Ooi,
    Eu amei o tema em discussão e à atitude de vocês de trazer isso para o blog. Revenge Porn é um assunto que precisa ser tratado e falado. Realmente fiquei feliz em ver o assunto aqui e adorei a forma como o abordou.
    Vitória Zavattieri

    ResponderExcluir
  14. Oiii Kris, tudo bem?
    Eu fiquei louca para realizar a leitura destes livros, no começo quando vi o lançamento não sabia sobre o que seria e levei em consideração pela capa que deixou a desejar. Conhecendo melhor a obra me encantei muito! Acho que ainda é um tema pouco debatido em vários locais e deve ser mais trabalhado referente que tantas pessoas sofrem com isso.
    Beijão

    ResponderExcluir
  15. Meninas, parabéns pela iniciativa de participar da blogagem independente de serem parceiras.
    Realmente esse não é um tema novo, mas infelizmente a cada dia se vê falar mais dele.
    Adorei o que li da opinião de cada uma.
    Kris, o exemplo que você citou é revoltante.
    Amanda, a matéria do juiz diminuir a pena do réu chega a me dar repulsa.
    Renata, sua ironia foi fantástica. Pra que diabos gravar um momento íntimo e muito menos mostrar que sua mulher é boa de cama?
    Nojo, é isso que sinto dessas criaturas.
    Temos mesmo que unirmos e gritarmos para que todos escutem o quanto isso tudo é errado e tem que parar.

    Lisossomos

    ResponderExcluir
  16. Eu achei maravilhosa a proposta da editora com esse tema de blogagem coletiva e a iniciativa do blog em divulgar, mesmo não sendo parceiro, pois é um tema que é necessário ser debatido e entender as vertentes e como fazer reclamação caso seja ou conheça alguma vítima.

    http://deiumjeito.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  17. Estou curiosa para saber qual será a abordagem da autora sobre a temática no livro.

    ResponderExcluir
  18. Oi!
    O tema que esses livros abordam é extremamente complicado, mas estou morrendo de vontade de ler! Será uma das minhas próximas solicitações :)

    Bjs!

    ResponderExcluir
  19. Olá Meninas, tudo bom???

    Eu vi o lançamento do livro e tal, e todo mundo falando só da capa, que era muito batida, que ia lançar, que queriam.. mas não vi ninguém falando do assunto.
    Eu amei seu post, ficou muitooooo bom!! Concordo com tudo que foi falado.
    Texto da Renata fala tudo e mais um pouco!!! <3
    meninas, Kris, Renata e Amanda, vcs estão de parabéns!

    ResponderExcluir
  20. Oi gatonas!!
    É complicado falar disso, justamente por todos os aspectos que vocês citaram.
    É difícil confiar até mesmo na pessoa que está do nosso lado a anos, na hora da raiva ninguém sabe como o outro é de fato... Então o negocio é cuidado máximo, pelo menos na questão de invasão de dados, tomar cuidado onde armazena essas fotos para não ser hackeado, pois infelizmente da parte envolvida, é um risco que sempre correremos, até o dia que esse machismo mudar, coisa da qual com certeza não viverei pra ver...

    Bjus
    Blog Fundo Falso

    ResponderExcluir
  21. Oi Kris, tudo bem? Infelizmente não consegui fazer o post a tempo e acabei perdendo o prazo para fazer a blogagem coletiva. Mas acompanhei em alguns blogs. É um tema que deve ser amplamente debatido em todas as esferas sociais. Seu post está sensacional. Vou até indicar a algumas amigas.
    Beijos
    Academia Literária DF

    ResponderExcluir
  22. Olá

    Que post maravilhoso, esse é mais tema que precisa sim ser discutido e concordo que esse negócio de que tudo é culpa da mulher tem que parar, o que mais me deixa triste é que mulheres machistas isso é triste, se as mulheres não se unirem e lutarem por igualdade ninguém vai no nosso lugar, a proposta do livro é muito bacana, a autora tá de parabéns, eu sou do Piauí e não tinha conhecimento desse app, meninas realmente adorei um post foi esclarecedor e informativo.


    Bjss

    ResponderExcluir

Seja Bem-Vindo,
Interaja conosco, é um prazer poder saber a sua opinião.


Deixe seu link que retribuiremos a visita.
Não serão aceitos comentários ofensivos ou de span.

Volte sempre ♥