Resenha: Zac e Mia - A.J. Betts

13 janeiro 2016


Sobre o livro
Autora: A.J. Betts.
Editora: Novo Conceito.
Ano: 2015.
Páginas: 288.
ISBN: 9788581637716.
Sinopse:A última pessoa que Zac esperava encontrar em seu quarto de hospital era uma garota como Mia - bonita, irritante, mal-humorada e com um gosto musical duvidoso.
No mundo real, ele nunca poderia ser amigo de uma pessoa como ela.
Mas no hospital, as regras são diferentes. Uma batida na parede de seu quarto se transforma em uma amizade surpreendente.
Será que Mia precisa de Zac? Será que Zac precisa de Mia? Será que eles precisam um do outro?
Contada sob a perspectiva de ambos, Zac e Mia é uma história tocante de dois adolescentes comuns em circunstâncias extraordinárias. 





Antes de tudo, preciso fazer um alerta sobre este livro: ele NÃO é semelhante a "A Culpa é das Estrelas", e se é isso que você espera, vai acabar se decepcionando. O romance - pois ele se trata, sim, de um romance entre dois adolescentes - acaba ficando em segundo plano com relação a temas que são, na minha opinião, muito mais importantes. 

Me acompanha?

"Zac e Mia" me surpreendeu de muitas formas. Primeiro, pela brutal delicadeza (sim, um paradoxo) com que A.J. Betts trata o câncer, da perspectiva destes dois adolescentes. Enquanto Zac, um garoto de dezessete anos que está cumprindo os últimos dias de reclusão após um transplante de medula-óssea (realizado como uma tentativa de curá-lo da leucemia), mostra-se levemente otimista, senão entediado com sua própria situação, Mia é, desde o início, uma rebelde. A amizade entre eles é, no mínimo, surpreendente, mas em uma ala hospitalar para pacientes da oncologia, pouco frequentada por jovens, eles se sentem imediatamente atraídos pela companhia um do outro. 

Parece clichê, não parece? Mas, como eu disse, o que entra em questão está muito além deste sentimento que começa a criar raízes no terreno estéril do coração dos dois; aqui, Betts descreve com tocante sensibilidade as batalhas diárias enfrentadas por aqueles que estão em uma situação que não foi fruto de escolha; ela fala da facilidade com que somos tomados pelo pessimismo quando a situação aperta, e da nossa tendência a diminuirmos toda a nossa essência àquilo que vemos no espelho. 

Zac e Mia vêem-se contando um com o outro quando não conseguem contar com mais ninguém, e é a honestidade entre eles, a amizade, o companheirismo e a parceria criada neste relacionamento, que mais me impressiona. Sobretudo quando tentam empurrar um ao outro para frente, com chutes na bunda e palavras difíceis. 

Este é um livro para quem não quer perder a esperança. A narrativa, fluida e envolvente, me levou à Austrália, à companhia de cangurus e ovelhas, e me trouxe de volta com lágrimas nos olhos e um coração cheio de expectativa para coisas melhores. Foi o primeiro que li este ano, e torço para que os outros sigam este incrível exemplo de sensibilidade e doçura. 

Espero que gostem tanto quanto eu (e que me coooontem  <3)!


30 comentários:

  1. Oi!
    Li tantos sick-lits nos últimos tempos que estou correndo de livros com essa temática. Mesmo tendo lido muitas coisas positivas sobre Zac e Mia ninguém conseguiu me vender esse livro até o presente momento, e acho que em grande essa capa horrenda tem relação a isso. Triste de escolha de capa, ao menos é igual a edição original.
    Enfim, no momento o livro não me interessa.
    Beijos,
    Andy - StarBooks

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Link da Andy é esse - http://lovereadmybooks.blogspot.com.br/2016/01/resenha-trono-de-vidro.html - Ela colocou do blog dela e n da resenha dela -.-

      Excluir
  2. Oie Renata, tudo bem?
    Ainda não conhecia o livro, mas por sua resenha fiquei bem curiosa. Só não sei se estou no momento certo para lê-lo hehe lagrimas não são uma boa opção no momento, mas com certeza vou coloca-lo na minha listinha.
    Obrigado pela dica :)

    Beijos :*
    Jess*
    http://www.lovebooks2.com.br

    ResponderExcluir
  3. Gosto muito da pegada deste livro e deste drama que envolve doença e tal. Mesmo que seja um tema desgastado, eu acho que na mão de um bom autor, o tema sempre trai algo diferente. Sua resenha me faz pensar que este livro traz isso. também quero chorar com ele!!!
    Meu Amor Pelos Livros
    Beijos

    ResponderExcluir
  4. Oiii!

    Eu não li ainda essa obra, mas morro de vontade. Sempre leio elogios para a obra e principalmente pela delicadeza dela na obra. Eu gosto disso.
    Acho que é muito bom retratar o tema mas de uma maneira leve sem ser muito pesado sabe?
    Gostei que acontece isso com essa obra.
    Gostei da sua resenha
    Espero de coração que suas próximas leituras sejam doces quanto ela ;)

    Beijinhos

    ResponderExcluir
  5. Eu daria uma chance ao livro, mesmo se tratando de adolescentes e doenças, misturado a romance (ACEDE nunca me atraiu muito, tanto que só vi o filme, por curiosidade). mas, seu texto dá ênfase que a autora buscou tratar mais das emoções de forma geral, focando em outros pontos que não o romance e a doença em si, mas em como lidamos com situações adversas. Por isso, o livro teria chances de entrar nas minhas leituras. A capa, no entanto, é um dilema. Será que há uma passagem no livro que a explique... ??
    Até + ver! Nu.
    As 1001 Nuccias | Curtiu?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. hahahaha Nuccia, essa capa me mata!
      O pior é que li o livro digital em inglês, e a capa do original não é muito melhor, mas pelo menos faz algum sentido. Essa daí me deixou completamente perdida, rs.
      Sei que aquele negócio de "não julgar um livro pela capa" é chover no molhado, mas, pra mim, valeu a pena apesar disso! <3

      Excluir
  6. Ola Renata mesmo com tantos elogios a esse livro, a premissa e a protagonista não me chamaram atenção, achei ela exagerada no mal humor, enquanto ele era todo alto astral. Vou deixar para ler em outro momento mais calmo, quem sabe me animo. beijos

    Joyce
    www.livrosencantos.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A Mia é uma personagem conflitante até os 45 do segundo tempo, sem dúvida. Mas aprendi a respeitá-la, ao longo do texto, porque não sei como me comportaria em uma situação semelhante. Acho que existem dois caminhos, o da revolta e o da serenidade, e Mia acabou escolhendo o que era, para ela, mais fácil.
      Caso mude de ideia, me diga o que achou! :*

      Excluir
  7. Olá,
    Fiquei emocionada só imaginando como deve ser essa história, nunca imaginei que essa capa fosse tratar de um assunto tão delicado que é o câncer em dois adolescentes.
    Imagino como deve ter sido ler um livro que nos faz chorar tanto.... pensar sobre nossas vidas e decisões.
    Vou colocar na minha lista.
    Parabéns pela resenha
    www.conchegodasletras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  8. Que bom saber que não tem nada haver com A culpa é das estrelas, apesar de ter adorado a obra, não quero mais nenhuma história igual. E pelo jeito essa história é linda e única, quero ler!
    beijos
    www.apenasumvicio.com

    ResponderExcluir
  9. Eu sinceramente confesso que gostei bastante dessa obra, porque nunca tinha lido nada sobre esse tema sabe? Mas mesmo assim eu tenho que confessar que eu esperava mais da obra como eu também esperei de Eleanor e Park no qual me lembrou bastante por conta do desfecho. Eu adorei o livro, mas seilá, senti um vazio quando terminei. Mas mesmo assim é um bom livro para se passar o tempo e nos trás uma bela mensagem mesmo de superação e luta

    http://lovereadmybooks.blogspot.com.br/2016/01/resenha-desconhecida.html

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Te entendo plenamente. Acho que sempre rola o "E agora?" depois de um livro como esse, mas confesso que fiquei plenamente satisfeita com o final de Zac e Mia. Na minha perspectiva, a relação deles com o presente, o "aqui e agora", se concretizou naquele final. Mas essa, claro, é só a minha opinião hahaha

      Eleanor e Park é outro livro que gosto muito, mas o final me deixou meio insatisfeita também.

      Excluir
  10. Oie Renata,
    Eu já notei que quando ler vou me emocionar (rs). Mesmo parecendo clichê estou muito interessada em ler, quero a autora aprontou para os leitores haha
    Beijos
    Bru, Cantinho da Bruna

    ResponderExcluir
  11. Oi.
    Conheci esse livro por resenha em outro blog e a sua resenha me deixou ainda mais ansiosa para ler!
    Beijitoos!


    Borboletas de papel Ƹ̴Ӂ̴Ʒ

    Conheça o novo projeto literário #12HistóriasBrasileiras e participe!

    ResponderExcluir
  12. Já li resenhas desse livro, mas mesmo as pessoas dizendo que ele não parece com A culpa é das estrelas, eu interliguei eles (rsrs), não sei se outra estória de adolescentes com câncer me prenderia nesse momento.
    Mas quem sabe num futuro eu não consiga desvincular eles e lê-lo.

    Beijos...



    Emy do blog Psicoses:
    www.blogpsicoses.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  13. Oi..
    Confesso que antes eu ficava reticente a essa leitura por achar que seria "igual" a Culpa é das Estrelas..não por ter gostado como todo mundo...pelo contrario eu acho que fui a única que não gostou e por esse motivo de fazer uma comparação pois os dois livros trata do mesmo tema: Câncer fui deixando essa leitura de lado e passava outros na frente dele..Já que vc me garante não não tem nada a ver pode ser que eu dê uma chance a ele ainda esse ano..agora fiquei curiosa sobre essa relação dos dois e como vai ser o final :)

    http://livroaoavesso.blogspot.com.br/2016/01/resenha-aposta-vanessa-bosso.html#comment-form

    ResponderExcluir
  14. A premissa desse livro é bem bonitinha e esse lance de não perder a esperança, narrativa boa, história redondinha, é uma coisa interessante de se ver. Eu não acho que posso comparar a Culpa é das estrelas (livro que odiei), mas sinto que Zac & Mia é diferente e fofinho. É a segunda resenha que leio e a sua me deixou com mais vontade de ler. Faz um tempinho que li algo do tipo, uma leitura agora seria bem vinda. Ainda bem que flui bem, nossa, um prato cheio. Haha. <3

    ResponderExcluir
  15. Oiee ^^
    Apesar da capa feinha, esse é um livro que eu quero muuito ler. Vi que muitos leitores estão adorando a escrita sensível da autora, e os personagens. Acho que nunca li um chick-lit onde um personagem fosse rebelde, Zac e Mia parecem ser extremamente opostos. Espero gostar tanto quanto você ♥
    MilkMilks
    http://shakedepalavras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  16. Olá =D
    Já li muitas resenhas sobre esse livro e todos os comentários foram positivos, mas um livro com essa temática não é o que eu procuro agora. Está anotado para uma posterior vontade que possa chegar um dia.
    Gostei da sua resenha, conseguiu resumir em pouco, sem deixar cansativo nem com aqueles trechos do livro o tempo inteiro =D
    Beijos!

    ResponderExcluir
  17. Oie!
    confesso que a leitura desse livro não me conquistou. Eu não tiro o mérito da trama, a delicadeza do tema abordado, a superação e força de vontade dos protagonistas para vencerem a doença, mas não sei o que aconteceu e não consegui sentir nenhuma emoção durante a leitura dessa trama.
    Bjks!
    http://www.historias-semfim.com/

    ResponderExcluir
  18. Olá!

    Adoro livros que retratam personagens com câncer, parece mórbido, eu sei. Mas, gosto muito e já li alguns. Assim que a Novo Conceito anunciou esse lançamento, o que mais me chamou a atenção foi essa capa, por ser muito colorida e alegre, o que na minha opinião é meio que uma pegadinha se levarmos em conta o que o livro irá abordar. Quero super ler esse livro, só preciso aprender a guardar dinheiro agora hahaha.

    Beijos,
    entreoculoselivros.blogspot.com

    ResponderExcluir
  19. Oi!
    Eu já tinha visto algumas resenhas desse livro mas nunca me interessei muito por ele, já que a capa é meio feia hahaha
    Mas lendo sua resenha deu pra perceber que o livro é sensível e te faz refletir muito, principalmente por tratar de um tema clichê com uma abordagem diferente;
    Com certeza merece entrar para as listas dos que pretendo ler esse ano

    www.gordinhaassumida.com.br

    ResponderExcluir
  20. Gente, eu tenho visto tanta divulgação desse livro, mas nunca parei para ler algo a respeito e me arrependo por isso! Sua resenha, maravilhosamente escrita, me levou a desejar ter essa incrível história em mãos e fiquei feliz quando disse que não tem nada a ver com A Culpa é das Estrelas e que o romance não é o foco principal. Sem dúvida alguma a indicação está anotada! Espero poder ler o mais breve possível *o*

    Beijos,
    Fernanda F. Goulart,
    Império Imaginário.

    ResponderExcluir
  21. Que coisa mais linda! Amei a sua resenha e a premissa do livro! Será uma das minhas leituras de 2016, certamente. Que relacionamento bonito desses dois jovens, hein! Adoro essas histórias que mostram o lado humano dos personagens e que trazem exemplos persistência e de luta pela vida, como me pareceu ser o caso neste livro. Dica anotada!

    Tatiana

    ResponderExcluir
  22. Oi Renata,
    Eu li a degustação desse livro e fiquei de cara curiosa para saber como seria o desenvolvimento. Realmente hoje as pessoas que descobrem uma doença perigosa, ficam sem esperanças, com medo e tudo contribui para se isolarem. Mas criar amizades e ter a força necessária para revelar seus medos e conviver com eles é para poucos. Quero ler esse livro em breve e me surpreender tanto quanto você.

    Que suas leituras sejam ótimas.

    Beijos
    http://amagiareal.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  23. Olá!
    Este tipo de livro definitivamente não é o meu estilo... Não gosto de sick-lits, acho que eu fico muito profundamente apegada aos personagens que acabo sofrendo demais, rs.
    Eu vi muita gente falando sobre esse livro, mas nem imaginaria que era desse tema. A capa não tem nada a ver =O
    Sua resenha foi a primeira que de fato eu li, e, por mais que este tema seja muito importante para a sociedade em geral conhecer mais sobre o drama que os pacientes de câncer sofrem (principalmente os jovens), eu não sei se leria =x
    Beijinhos,
    Luiza
    Every Little Book

    ResponderExcluir
  24. Vi muitos comentários desse livro e vários comparando a ACEDE. Acho que por esse motivo que alguns se decepcionaram com ele e não curtiram tanto a história.
    Quando o livro chegou por aqui eu confesso que não me empolguei muito, então passei ele para uma das colunistas do blog. Agora, lendo sua resenha fiquei achando que o livro merece uma chance - assim como fiquei querendo encontrar nas páginas a sensibilidade e doçura que você comenta. Acho que vai valer a pena ler essa história! Espero gostar tanto quanto você :)
    Beijinhos,
    Lica
    Amores e Livros

    ResponderExcluir
  25. Oi
    Isso é basicamente o que eu leio e agradeço você por conhecer essa linda historia, sua resenha fluiu de um modo que da para perceber em cada palavra o seu encanto pelo livro. Parabéns

    Mary Karoll.

    ResponderExcluir

Seja Bem-Vindo,
Interaja conosco, é um prazer poder saber a sua opinião.


Deixe seu link que retribuiremos a visita.
Não serão aceitos comentários ofensivos ou de span.

Volte sempre ♥