Resenha: Quissama - O Império dos Capoeiras de Maicon Tenfen

19 janeiro 2016




Autor: Maicon Tenfen
Ilustrador: Rubens Belli
Páginas: 308
ISBN: 978-85-7848-137-7
Idade Recomendada: a partir de 10 anos
Preço: R$ 46,00 (impresso) | R$ 26,90 (e-book)
Intuito de pedagógico da obra é formar um Leitor Crítico
Sinopse: Rio de Janeiro, dezembro de 1868.
O moleque Vitorino Quissama foge da senzala para procurar a mãe desaparecida. Recorre ao viajante Daniel Woodruff, ex‑agente da Scotland Yard que pode ajudá‑lo em sua missão. Transitando entre os salões da corte e as precárias moradias dos cortiços, a dupla terá de enfrentar os perigos e as injustiças de uma sociedade sustentada pelo trabalho escravo.
Baseado nos manuscritos de Daniel Woodruff (1832-1910), O Império dos Capoeiras reconstitui a saga de uma cidade dividida pela guerra secreta dos Nagoas e Guaiamuns, duas das maiores e mais temidas maltas do século XIX. Numa época em que o escritor José de Alencar era Ministro da Justiça e o Império do Brasil destinava todos os seus recursos à Guerra do Paraguai, Woodruff mal podia imaginar que, por trás da busca pessoal de Vitorino, insinuava‑se uma conspiração que mudaria os rumos da nossa História.
Livro cedido em Parceria com a Editora Biruta

Olá gente, hoje eu trago pra vocês a resenha de uma obra que me confundiu um pouco e que no final eu descobri que fui enganada. Hauhauha Por isso eu demorei um pouco pra trazer essa resenha, pois eu quis fazer umas pesquisas externas antes de compor a resenha e agora eu trago o resultado das minhas pesquisas + as opiniões sobre a leitura para vocês.





Resenha


Quissama - O Império dos Capoeiras nos apresenta as memórias do inglês Daniel Wooldruff, um ex-marinheiro inglês e ex-agente da Scotland Yard. A História começa quando ele está curtindo seus últimos dias no Brasil e é abordado por um moleque, que é aparentemente um escravo fugido e se apresenta como Vitorino Quissama. Vitorino sabendo da fama de detetive do inglês tenta contrata-lo para reencontrar sua mãe desaparecida, que provavelmente havia sido vendida e mandada para longe, mas ele acaba tendo a sua proposta rejeitada pelo inglês.
Porém, mesmo negando a ajuda que o moleque pediu Daniel acaba envolvendo-se em problemas devido a esse encontro e é convidado, contra a sua vontade a fazer uma visita ao QG do Alemão Miiller, o chefe do crime organizado da época e também dono de Quissama. Uma vez ali ele acaba vendo de perto uma parte da guerra entre os Nagoas e os Guaiamuns, duas das mais temidas gangues de capoeiristas da época. Na sequência ele recebe o convite para ter uma entrevista com o Ministro da Justiça, também conhecido como o romancista José de Alencar, que o convida a auxiliar numa investigação. E é ai que Daniel começa a perceber que está em meio a uma intricada trama, que envolve várias pessoas de várias castas sociais, todas unidas com o mesmo intuito sombrio e são capazes de tudo para conseguir o que querem e ele então, precisa correr contra o tempo para impedi-los.

Vocês lembram que eu falei que fui enganada? Então, vou explicar o que foi que me enganou.
Após ler o prefácio assinado pelo próprio autor Maicon Tefen, onde o mesmo conta que a trama foi traduzida e reescrita a partir dos manuscritos de Daniel Wooldruff, de uma maneira bem convincente. Eu inocentemente me deixei ludibriar de que isso era verdade. Até assistir a uma entrevista onde o autor dizia que tudo isso já fazia parte da Ficção.

Paralelamente a isso, o enredo possui uma forte fundamentação histórica, desde a sua ambientação, que é fiel ao ponto de poder se comparar a de livros contemporâneos dessa época, assim como o desenvolvimento dos personagens criados, assim como o uso dos personagens históricos e do contexto deles em seus núcleos de atuação. Da mesma forma  essa fundamentação histórica se encontra no uso do estilo folhetinesco da escrita e a linguagem empregada, que acabaram alimentando a minha crença que tais manuscritos realmente existiram e me fizeram não ter certeza do que era real ali e o que era ficção. Ao ponto de só vir a questionar a veracidade dos fatos, quando o livro chegou ao seu Clímax, pois esse seria muito improvável, mas não de todo impossível.




A estruturação da narrativa é muito interessante, o Maicon Tenfen conseguiu desenvolver um enredo com um mistério digno de Doyle e de o mesclar completamente com um pano de fundo histórico e cultural tão nosso. Os personagens desenvolvidos são fortes e carismáticos  e vão se tornando cada vez mais claros ao longo da narrativa. O desenvolvimento do plano de fundo da trama também foi muito bem elaborado ao ponto de trazer a tona a visualização dos confrontos da sociedade escravocrata da época, que sofre com a iminência da abolição. Onde apesar do que sugere o título da narrativa o protagonismo da obra é branco e ao personagem Vitorino Quissama, assim como ao império dos capoeiras cabe o papel de coadjuvantes, na história, algo muito comum na escrita de obras oitocentistas, onde o protagonismo negro não seria aceito.

Sendo assim, só me resta dizer que Quissama é uma obra que nos acrescenta um ótimo ponto de vista histórico, junto a uma incrível trama de aventura e investigação. Tudo isso acrescido do excelente trabalho gráfico da Editora Biruta, com sua bela e organizada diagramação e uma revisão impecável e das belíssimas ilustrações do Rubens Beli, que estrelam na capa e no corpo do livro ao longo da história.
Quissama - O Império dos Capoeiras é o livro um de uma trilogia e ainda vai se transformar num projeto de transmídia, onde teremos um filme, a história em quadrinhos, o jogos de tabuleiro (que já foi lançado e vocês podem saber mais dele Aqui) e provavelmente uma série de TV.



Espero que vocês tenham curtido a resenha, eu adorei o livro, foi uma leitura surpreendente e instigante que eu sem dúvidas recomendo a todos. Porém diferente da indicação da editora, acredito que Quissama possua uma trama muito densa que é melhor absorvida por leitores um pouco mais velhos, por isso acho que possa ser mais indicada para leitores acima dos 13 anos.

Beijos ♥
Deixem suas opiniões sobre a obra e a resenha nos comentários.

30 comentários:

  1. Oi Kris, eu gosto muito de livros históricos ou biografias, não conhecia essa obra e já pela sinopse eu pude ver a riqueza dos detalhes que ela pode trazer. Gostei bastante da sua resenha, você soube falar sobre o livro de maneira clara e objetiva.

    ResponderExcluir
  2. Olá.
    Tudo bom?
    Nossa o autor soube desenvolver bem a história, para chegar ao ponto de enganar quem lê.
    Acho interessante o tipo de narrativa que ele usou e mesmo não sendo fã desse tipo de leitura, você conseguiu aguçar minha curiosidade.
    Bela resenha.
    Beijos

    ResponderExcluir
  3. Olha eu nunca ouvi falar desse livro, mas eu gostei bastante de saber que há mistério e investigação. Isso normalmente me conquista bastante e espero ter a oportunidade de fazer a leitura desse livro. Não sei quando, mas vou anotar o nome dele aqui para ler. Parabéns pela bela resenha. Ficou ótima e espero curtir também.

    http://lovereadmybooks.blogspot.com.br/2016/01/felicidade-define-renovamos-com-editora.html

    ResponderExcluir
  4. Oiee ^^
    Quase solicitei esse livro para editora umas duas vezes, mas acabei desistindo de última hora. Parece ser muito interessante, apesar de eu não gostar muito de livros com investigações no meio, gosto de histórias históricas. Fico feliz em saber que o livro e os personagens foram bem construídos e desenvolvidos, me deixou ainda mais curiosa para ler. Não sabia que o livro era parte de uma trilogia e se transformaria em projeto transmídias.
    MilkMilks
    http://shakedepalavras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  5. Olá Kris, tudo bem?
    Menina, que ideia interessante do autor. Certo, não é inédita, porque juntar fatos históricos reais e ficção é uma tradição literária, podemos dizer. Muito interessante mesmo, mas confesso que sou preconceituosa e como é um livro voltado para o universo infanto-juvenil, ele não me atrai tanto assim.

    http://conchegodasletras.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  6. Olá
    Eu li poucos livros história mas os que eu li amei por demais. E esse daí parece ser bem escrito. E se faz você pesquisar sobre o livro quer dizer que o autor teve que estudar bastante antes de por seu livro a venda, que por sinal achei bem carinho. Mais de 20 reais por um Ebook? Nossa!! Espero que o preço diminua pois o livro mais caro que tenho só custou 24 e ele é impresso kkk. Ótima resenha
    Abçs

    ResponderExcluir
  7. Uau, que sacada do autor em escrever um prefácio enganando o leitor sobre a veracidade dos fatos! Haha. Gostei muito e me senti provocada a ler a obra, simplesmente porque ela convida a pensar. Unindo isso ao fato de que você mencionou uma investigação excelente, amarrada e bem desenvolvida... Hmmm! Já quero! Anotei a dica.

    Beijos!
    http://www.myqueenside.blogspot.com

    ResponderExcluir
  8. Ola Kris lindona já tinha lido alguns elogios a esse livro, gostei de saber que o enredo foi bem trabalhado com fatos históricos. A capa está linda e bem condizente com o título. Dica mais que anotada, então te enganaram na leitura rsss . beijos

    Joyce
    www.livrosencantos.com

    ResponderExcluir
  9. Olá,
    Nunca tinha ouvido falar desse livro! Fiquei muito interessada em saber como é desenvolver dessa estória e caramba... você foi enganada direitinho!
    Mesmo sendo ficção, parece que por vezes a história foi baseadas de fatos reais de tão bem estruturado que é a trama.
    Mesmo com meu interesse não sei se pegaria o livro para ler!


    Karine || Ainda Me Livro

    ResponderExcluir
  10. Adoro livros investigativos e com uma boa dose de suspense.
    Já ouvi ótimos elogios sobre o livro.
    Espero em breve poder comprar para fazer a leitura.
    Bjus

    ResponderExcluir
  11. Confesso que o preço do e-book,, mega me assustou, mas gostei da premissa e buscando aqui da minha memoria, não me lembro de ter lido nada pareciso. Curti as ilustrações e quero conferir em breve!!!
    Meu Amor Pelos Livros
    Beijos

    ResponderExcluir
  12. Eu conheci primeiro o jogo, depois que fui saber sobre o livro. Ainda não o li, nem o tenho, mas sou mega curiosa pra ler. Eu amo livros históricos, acho que é uma maneira mais leve de aprender um pouco mais sobre a história. Adorei saber que gostou, e foi muito bacana você falar sobre todo o projeto ligado ao livro.

    ;D
    Profissão: Leitora

    ResponderExcluir
  13. Oi!
    Adoro isso, quando a gente lê e pensa que tudo era verdadeiro, mas não se passa de uma obra de ficção, só mostra que a obra foi muito bem trabalhada, ao ponto do autor fazer a gente acreditar mesmo na história.
    Mas pelo visto ela tem um ótimo embasamento histórico né, e por isso já vale a pena a leitura

    www.gordinhaassumida.com.br

    ResponderExcluir
  14. Olá!!
    A única coisa que eu achei estranha foi a classificação 13 anos... achei que seguia apenas números pares... mas ok kkkkkk
    Eu gosto desse ambiente da história, dos personagens em forma de antíteses, dos manuscritos como base de escrita.. isso tudo parece tão real, muito injusto ser ficção.
    Ainda não tinha visto sobre esse livro, mas a época da história é minha favorita, vou ler com certeza!
    bjss
    http://umavidaliteraria1.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Então, se você prestar um pouquinho mais de atenção vai notar que 13 anos é a minha indicação, a idade que EU acho que a leitura possa começar a ser melhor entendida.

      Excluir
    2. Então, se você prestar um pouquinho mais de atenção vai notar que 13 anos é a minha indicação, a idade que EU acho que a leitura possa começar a ser melhor entendida.

      Excluir
  15. Olá!
    Que livro legal para fazer com que as crianças entendam a história! Gostei muito mesmo.
    Entendo quando você diz sobre a questão da complexidade para criança de 10 anos lerem, mas tem crianças que conseguem entender certas nuances.
    Achei bem legal ter jogo, isso chama a atenção das crianças e a minha também rsrs.
    bjs
    diariodeumapsicopedagoga.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  16. Carambaaaa, que maneiro, que maneiro, que maneiro... Desculpa, me empolguei. Mas é que eu amo quando um livro vira algo assim: muito funcional e com várias formas de instruir. Para quem não é tão fã de lê dá para aprender "brincando" com o jogo de tabuleiro, ou vendo o filme caso ele seja fiel à obra.
    Achei interessante você ressaltar que foi "ludibriada" e deixar essa ressalva para nós, futuro leitores, do que é e do que não é real. Obrigada pela dica!
    Conchego das Letras | Vamos conversar mais sobre livros?

    ResponderExcluir
  17. Kris, que legal este livro. Eu acho legal sempre quando é feita em épocas anteriores já que curto muito a época da história. Mas eu também achei que os fatos narrados eram reais. Ministro da Justiça o José de Alencar? Agora vou ter que pesquisar. kkkkkk. Mas é legal quando você tem que fazer pesquisas porque vai se aprendendo mais e mais. Achei muito legal a resenha e você escreve super bem!

    Beijos,

    Greice Negrini

    Blogando Livros
    www.amigasemulheres.com

    ResponderExcluir
  18. Olá!

    O livro tem muita relevância, pois faz parte da nossa estória. Só que eu nunca me interesso em ler livros do gênero, ás vezes até surge o interesse, mas quando inicio a leitura acabo largando, eu acredito que isso aconteça, porque a escrita de livros assim é totalmente diferentes das com as quais tenho costume. Sendo assim eu deixo a dica passar, mas gostei bastante de sua opinião sobre a obra.

    Beijos,
    entreoculoselivros.blogspot.com

    ResponderExcluir
  19. Nuncaaa na minha vida tinha ouvido falar desse livro. Pra mim foi uma surpresa ver o tanto de informações que você escreveu de algo que eu nem sabia que existia. Ta certo que esse não é um livro que chamaria a minha atenção pela capa. Eu teria que ver alguém falando dele para poder me interessar. Gostei dos mistérios e das investigações. Muito boa a resenha, vou buscar o livro para ler.
    Bjs

    livrosemarshmallows.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  20. Olá!

    Esse livro parece ser bem legal se passando na época da escravidão. Pelo começo da descrição jurava que o personagem principal sria negro.
    Adorei a capa parecendo muito como se fosse livros dos nossos autores clássicos e adorei o fato do livro ser cheio de ilustração, o que também deu um toque especial. Essa resenha e as fotos, me deu a impressão de quem ao ler o livro vou me sentir lendo um livro de José de Alencar ou Machado de Assis, só que com o toque moderno do autor.
    Adorei mesmo!

    Beijos!

    www.cantinhocult.com

    ResponderExcluir
  21. Olha, o seu "engano" só me fez interessar mais pelo livro. É sinal de que o autor escreveu de forma convincente. Alguns autores fazem isso de iniciar a obra falando sobre documentos e/ou manuscritos encontrados, nos levando a pensar que se trata de uma história verdadeira. Em Os Sofrimentos do Jovem Werther, de Goethe, acontece isso. Gostei da resenha!

    Tatiana

    ResponderExcluir
  22. Olá, tudo bem? Leitura anotada. Eu amo livros que têm um apelo histórico, e esse fato histórico é muito brasileiro, acho que esse tipo de livro deveria ser obrigatório nas escolas, não concorda? Mas parece que as pessoas só querem ler livro internacionais... Em fim fica a minha crítica no ar. Beijos
    Sthe - Blog
    http://leesoncre.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  23. Olá,
    Vi vários comentários positivos sobre esse livro e assumo que fiquei bastante curiosa com relação a ele. Gostei da sua resenha, mas pra mim ainda não ficou totalmente claro, sobre o que se trata o livro e acho que só com a leitura para descobrir.
    Um beijo,
    Delírios Literários da Snow

    ResponderExcluir
  24. Oie.
    Eu não conhecia o livro, acho que não é um gênero que eu amaria ler, mas é bem curioso e estou tentando diversificar minhas leituras, pois ficar na mesmice não funciona né.
    Adorei saber sobre o mistério e investigação, acho que esse fato foi o que mais chamou minha atenção.
    Que jogo top, eu já quero um hehehhe

    ResponderExcluir
  25. Oie.
    Eu não conhecia o livro, acho que não é um gênero que eu amaria ler, mas é bem curioso e estou tentando diversificar minhas leituras, pois ficar na mesmice não funciona né.
    Adorei saber sobre o mistério e investigação, acho que esse fato foi o que mais chamou minha atenção.
    Que jogo top, eu já quero um hehehhe

    bjs

    ResponderExcluir
  26. Oi Kris, tudo bem?

    Que resenha maravilhosa e bem estruturada, e nossa, sei como é essa sensação de se sentir enganada com uma obra, mas acaba sendo uma sensação boa, pois é possível ver o quanto o livro foi bem escrito, te fazendo acreditar que era realmente real, e não apenas uma ficção... claro que o livro tem todo o embasamento histórico e isso é ótimo, pois dá para aprender bastante, mesmo não percebendo.

    Parece ser um ótimo livro e fiquei bem curiosa com o contexto histórico que o livro passa e os rumos do acontecimento. E nossa, muito legal saber que tem um jogo baseado no livro.

    Beijinhos,

    Rafaella Lima || Vamos Falar de Livros?

    ResponderExcluir
  27. Não conhecia o livro e embora a trama se mostre muito bem estruturada e elaborada acredito que eu teria dificuldades com essa leitura justamente por não gostar de histórias históricas, e não é por mal, a leitura simplesmente não flui para mim. Parabéns pela resenha, mas por enquanto vou deixar essa dica passar.

    Bjs, Glaucia.
    www.maisquelivros.com

    ResponderExcluir
  28. Olá

    Confesso que gostei da premissa,apesar de não ler muitos livros do gênero,se bem que ultimamente li uma ficção que o trabalho de pesquisa foi muito bem feito e gostei bastante, acredito que foi isso que chamou minha atenção nesse livro, vou colocá-lo na minha lista, bom saber que vai virar série e ter um filme, espero que seja o mais próximo possível do livro.


    Bjss

    ResponderExcluir

Seja Bem-Vindo,
Interaja conosco, é um prazer poder saber a sua opinião.


Deixe seu link que retribuiremos a visita.
Não serão aceitos comentários ofensivos ou de span.

Volte sempre ♥