Resenha: O Bangalô - Sarah Jio

29 dezembro 2015




Edição: 1
Editora: Novo Conceito
ISBN: 9788581638034
Ano: 2015
Páginas: 320
Tradutor: Ana Paula Costa Doherty
Sinopse:
Verão de 1942. Anne tem tudo o que uma garota de sua idade almeja: família e noivo bem-sucedidos.
No entanto, ela não se sente feliz com o rumo que sua vida está tomando. Recém-formada em enfermagem e vivendo em um mundo devastado pelos horrores da Segunda Guerra Mundial, Anne, juntamente com sua melhor amiga, decide se alistar para servir seu país como enfermeira em Bora Bora.
Lá ela se depara com outra realidade, uma vida simples e responsabilidades que não estava acostumada. Mas, também, conhece o verdadeiro amor nos braços de Westry, um soldado sensível e carinhoso.
O esconderijo de amor de Anne e Westry é um bangalô abandonado, e eles vivem os melhores momentos de suas vidas... Até testemunharem um assassinato brutal nos arredores do bangalô que mudará o rumo desta história.
A ilha, de alguma forma, transforma a vida das pessoas, e este livro certamente transformará você.
Antes de começar a ler a resenha deem play no vídeo e confiram a canção tema do casal desse livro.


O Bangalô é mais um dos romances lindos escritos pela Sarah Jio que tem se consagrado como uma das autoras Best Seller da atualidade. Ainda não tive a oportunidade de ler As Violetas de Março, o primeiro livro dela que foi lançado aqui pela Editora Novo Conceito, mas tive o prazer de ler Neve Na Primavera e fiquei encantada com a leitura e o Bangalô me encantou mais ainda com a sua história.
A narrativa começa nos mostrando Anne, uma senhora idosa e viúva que vive entre as lembranças do passado e a companhia da neta Jennifer, até que um dia uma misteriosa carta clamando por justiça, vem tira-la da sua calmaria e fazê-la reviver o passado. Ela então começa a contar-nos uma parte da sua história...

É o verão de 1942 e a segunda guerra mundial espalha as suas trevas pelo mundo, Anne é então uma jovem relativamente feliz, vive com o pai a mãe numa casa altamente confortável e está noiva do melhor partido da cidade. Mas, as vésperas do seu noivado sua "melhor" amiga Kitty planta a semente da dúvida em sua cabeça.
Será que Kitty é realmente feliz, será que ela e Gerard (seu noivo) realmente se amam?
Nesse ínterim Anne decide adiar o seu casamento e se voluntariar como enfermeira na guerra,  para acompanhar Kitty. Assim juntas elas partem para servir em Bora-Bora, uma vez na ilha Anne se depara inicialmente com o frenesi de homens e mulheres em parte livres das convenções e em hum ambiente hostil de guerra, onde as pessoas tendem a demostrar quem eram de verdade e é numa situação assim que ela conhece Westry um soldado, muito simpático, que acaba despertando os sentimentos mais profundos de Anne, mas aos quais ela tenta resistir a todo custo.
Juntos eles encontram um bangalô, no bangalô eles encontram uma bela pintura impressionista sem assinatura e a partir dai percebem que tem muitos gostos em comum, e resolvem esconder o bangalô como o segredo especial, o paraíso particular dos dois em meio ao caos da guerra. É a partir dessa cumplicidade que o amor recebe a permissão e eles se entregam numa bela história de amor.
Porém em uma noite fatídica eles presenciam uma cena que traumatizaria Anne, talvez mais que a própria guerra, uma jovem é brutalmente assassinada e eles não podem fazer nada para impedir e é esse assassinato que Anne foi convidada a ajudar solucionar, tantos anos depois e a fez relembrar de tantos rostos do passado, pessoas que ela não via a muito, a fez lembrar de fins complicados e da sua história que nunca teve um fim.


O Bangalô é um romance leve e ao mesmo tempo complexo. A Sarah conseguiu mesclar na trama três elementos bem destoantes; romance, guerra e mistério, mas que juntos compuseram um enredo formidável. Esse estilo de trama me lembra muito a série de TV Cold Case, que aqui no Brasil era exibida pelo SBT, outro fato que me fez assimilar a série ao livro foi o fato da autora utilizar a música na narrativa, e isso é algo que eu particularmente, adoro.

Desde Neve na Primavera eu já havia me tornado fã da maneira que a Sarah compunha seus personagens e posso dizer que em o Bangalô essa composição saiu até melhor que a da leitura anterior.
A Anne jovem é um paradoxo, não quer ser o mesmo tipo de mulher que é a sua mãe, mas ao mesmo tempo ainda se prende a várias conveniências sociais. É extremamente fiel a sua amizade por Kitty e ao mesmo tempo é extremamente ingênua. Uma vez na ilha ela tem a oportunidade de se desvencilhar dessas conveniências e descobrir quem ela é e o que quer realmente.
Kitty em poucas páginas lidas dá pra perceber que é a personagem problema da história, tentar ser rebelde, mas não usa a razão. É realmente sincera em sua amizade, mas além da amizade ela alimenta alguns sentimentos negativos em relação a Anne. Essa é uma personagem sobre quem eu não posso me aprofundar muito para não dar spoiler.
Westry é o típico soldado americano, mas além de tudo tem alma de artista, é um personagem bem simples e é essa simplicidade que acaba nos cativando.
Há os personagens secundários da trama que são tão interessantes quanto os protagonistas, outros dramas de amor que mereciam também um livro.

No mais, O Bangalô, é um mergulho num mar de lembranças, conhecemos os personagens jovens e a sua trajetória até a velhice, para descobrirmos o final das suas histórias. É uma leitura que nos mostra toda uma vida em poucos minutos e nos faz pensar na nossa própria velhice. Além de ser um livro sobre amizade, perdão, justiça, que nos ensina que nunca é tarde demais para se redimir e até mesmo que ao contrário do que dizem, o tempo não apaga nada.
Se eu recomendo a leitura? É claro que eu recomendo. E faço mais convido vocês a fazê-la e se apaixonarem por essa história como eu me apaixonei.

Confiram algumas fotos do Instagram - Aproveitem e nos sigam @LadyCereja


29 comentários:

  1. olá.
    sua resenha me pegou de jeito!! Adoro livros que se passam na 2ª guerra.Romances não me chama muita atenção mas o fato de se passar na 2 guerra me instigou. Acho que vale a leitura
    beijos
    relicariodepapel.wordpress.com

    ResponderExcluir
  2. Oiii, eu sou louca para ler este livro, já vi várias pessoas comentando sobre ele, e espero um dia poder ler <3
    Beijoos
    segredosliterarios-oficial.blogspot.com

    ResponderExcluir
  3. Eu sou fascinada por livros com esse contexto histórico. Desde que vi as divulgações desse livro e fiquei interessada nele, tenho certeza que gostaria muito se o lesse, a cada resenha que eu vejo fico mais interessada e descubro mais alguns detalhes. Gostei muito da sua, fiquei ainda mais curiosa e interessada para ler esse livro.

    ResponderExcluir
  4. Ei Kris,
    Fiquei naquela dúvida entre ler e o não ler, o fato de lembrar Cold Case me anima pq gosto da série mesmo assim não me senti fisgada.

    Coração Leitor - L&J

    ResponderExcluir
  5. Olá!!!
    Este livro foi o que mais vi boas críticas e recomendações, opiniões quase unanimes. Esta na minha lista de leitura para o próximo ano e casa vez mais subindo para ler logo. Gostei da sua resenha e a forma como expresso suas impressões de forma clara e objetiva.

    Carla Fernanda

    ResponderExcluir
  6. Oiee ^^
    "As violetas de março" eu nunca tive curiosidade de ler, mas andei lendo tanta coisa boa sobre "Neve na primavera" e "O bangalô" que preciso conferir a escrita da autora ♥ Adoro romances, principalmente os que se passam em meio à guerras, parece que ficam ainda mais emocionantes ♥
    MilkMilks
    http://shakedepalavras.blogspot.com.br/2015/12/mar-da-tranquilidade.html

    ResponderExcluir
  7. Começar qualquer romance resenha ao som de La Vie Rose é uma covardia sem fim!!!!! hahahaha Já li emocionada e chorosa porque adoro a musica!!! Estou bem curiosa para conferir este romance. Essa coisa de acompanhar a história dos personagens desde a sua mocidade até sua maturidade, me instigam. Quero ler!!!
    Feliz 2016
    Meu Amor Pelos Livros
    Beijos

    ResponderExcluir
  8. Gente, as resenhas desse blog são sempre ótimas, e confesso que agora estou querendo ler esse livro, pois antes estava desinteressada, parabéns pela resenha!

    ResponderExcluir
  9. Oi Kris, tudo bem?
    Confesso antes de ler sua resenha eu não tinha interesse de ler esse livro, mas agora estou bem interessada!
    Adoro livros que mesclam romance e mistério e tenho muita curiosidade de conhecer a escrita da Sarah também, então vou tentar ler esse em 2016.
    Eu adorava Cold Case então com certeza esse livro vai ser uma boa leitura pra mim.


    Beijos :*
    http://www.livrosesonhos.com/

    ResponderExcluir
  10. Oie!
    Menina estou doida para ler esse livro. Só ouço coisas positivas a respeito dele. Gosto muito de histórias ambientadas na segunda guerra, muitas delas me emocionam e muito. Muito em breve lerei o Bangalô.
    Um beijo
    Camila Bernardini Coelho

    ResponderExcluir
  11. Oiê
    Eu ainda não li muitas resenhas sobre esse livro, mas já sei que é um romance bem legal, achei lindo o marcador que os parceiros ganharam junto com o livro! Espero poder lê-lo em breve e tirar minhas propiás conclusões sobre o mesmo, ate mais vê
    Bjsk

    ResponderExcluir
  12. Olha eu ainda não tive a oportunidade de fazer a leitura desse livro, mas muito provavelmente irei fazer a leitura ano que vem, porque muitos da novo conceito foram minhas colaboradoras que resenharam e quero muito conhecer, mas quero ler com calma sabe? Eu adorei sua resenha. Achei muito bem escrita e desenvolvida. Espero poder gostar bastante e que a estória também realmente me envolva.

    http://lovereadmybooks.blogspot.com.br/2015/12/resenha-aposta.html

    ResponderExcluir
  13. Eu gosto bastante dessa temática, porém sempre fico meio mal quando leio. Acabo sempre me colocando no lugar das pessoas que viveram naquela época, independente de que lado estavam. Eu acho essa capa tão linda, transmite uma paz, e saber que a história acompanha as personagens praticamente pela vida inteira, me deixou mais interessada ainda. Se tiver oportunidade o lerei logo.

    ;D
    Profissão: Leitora

    ResponderExcluir
  14. Olá, eu estou com esse livro aqui e só não peguei por falta de tempo mesmo, porque estou doida para conferir mais dessa história que parece incrível. Adorei a dica com certeza será uma das minhas próximas leituras!

    Beijos

    http://lovereadmybooks.blogspot.com.br/2015/12/resenha-na-mala-do-imigrante.html

    ResponderExcluir
  15. Olá! gente, que música linda! Sou louca para ler esse livro, a premissa é bem emocionante, o contexto histórico...Tudo. Um lugar lindo, maravilhoso...Mas, marcado pelo temor da guerra, por aquela tensão existente. Mas, mesmo assim, o amor surge...E essa capa linda? Amei, amei sua resenha! Espero ter a oportunidade de ler. Beijos

    http://livrosepergaminhos.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  16. Olá,,
    Adoro livros com temáticas históricas e Sarah Jio é mestra.
    Li os odis livros anteriores delas e gostei muito do aprofundamento que ela faz dos personagens, que transforma totalmente os romances.
    Sua resenha ficou linda, bem de acordo com os livros dela. ;)
    Adorei.
    bjs,
    Luana Lima
    www.blogmundodetinta.blogspot.com

    ResponderExcluir
  17. Oi,tudo bem? Eu estou louca para ler algo da Sarah, minha colunista e amiga leu é ficou encantada e me recomendou. Tenho aqui Neve na Primavera e O bangalô é quero ler em janeiro, espero gostar também. A escrita da autora parece que vai me encantar.

    Beijos
    Leitora Sempre

    ResponderExcluir
  18. Oi Kris,
    Primeiro quero dizer que esse livro tem conquistado muitos leitores e eu mesma quero lê-lo em breve, ainda não conheço nada da Sarah. O enredo é bem forte, mas como disse ele é leve, creio que se dê pelo modo de construção da obra. Fiquei pensando no quanto essa história da carta deve ter mexido com a personagem. Estou ansiosa para descobrir por mim mesma. Sobre a música...ai não me apedrejem, mas não curti. hsuahsuha.

    Feliz 2016 cheio de saúde, paz, mor, alegrias, sucesso e boas leituras.
    Beijos
    http://amagiareal.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  19. Oie, Kris! Tudo bem? Bom, eu não gosto muito desse gênero de leitura, mas adoro suas resenhas. São ótimas. Mais uma vez parabéns. Esta muito bem escrita. Feliz ano novo!
    Beijos
    Academia Literária DF

    ResponderExcluir
  20. A cada resenha que leio fico ainda mais empolgada para ler esse livro. Ainda não li nenhum livro da autora - tenho em casa só o violetas de março - mas só vejo comentários positivos e elogios como você cita na postagem, então acho que não tem como errar ao colocar esse livro na lista de desejados, não é?
    Espero que logo tenha a oportunidade de ler também :)
    Beijinhos,
    Lica
    Amores e Livros

    ResponderExcluir
  21. Oi, tudo bem?
    Já li algumas resenhas desse livro e só vejo elogios. Estou bem empolgada para realizar a leitura do livro, já está na minha listinha desde que foi lançado e quero muito ter uma oportunidade logo. Espero que goste tanto quanto as pessoas têm gostado.

    Beijos,
    Andy!

    ResponderExcluir
  22. Oii, tudo bem?
    Eu ainda não conhecia o livro, mas com certeza é uma leitura que eu faria. A premissa dele é diferente das que estou acostumada, mescla romance, drama e um pouco de suspense. Com certeza deve ser uma ótimas leitura.

    ResponderExcluir
  23. Olá,

    Já li diversas resenhas sobre este livro e todas foram positivas, e mesmo tendo certa curiosidade, não é uma leitura que farei em breve por se tratar de uma estória que se passa na guerra, e eu não gosto muito de livros com esta temática porque eles são sempre tão tristes e estou procurando ler coisas mais leves estes ano.

    Beijos,
    entreoculoselivros.blogspot.com

    ResponderExcluir
  24. Oi!
    Estou vendo bastante resenhas desse livro, e estou achando incrível o fato da história ser tão bem construída e detalhada sem ficar chato.
    Como eu não leio livros sobre guerras, deixaria a dica passar por agora, mas quem sabe um dia não leio ;)

    www.gordinhaassumida.com.br

    ResponderExcluir
  25. Olá! Esse livro me desperta certa curiosidade, mas no momento estou evitando acrescentar novas leituras na lista, pretendo dá uma diminuída na pilha de leituras primeiro.

    Patty

    ResponderExcluir
  26. Oi oiii!
    Bom, eu não gosto de romances, então certamente não leria esse, já que nada nele me desperta atenção.
    Alguns romances confesso que leria, já que me despertam certa curiosidade, mas esse não.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  27. Um casal que tenha como música tema algo da Edith Piaf tem todo o meu respeito! Hahaha
    Mas Kris, brincadeiras à parte, esse livro não me interessa. Não tenho vontade de lê-lo, apesar da sua resenha que me explicou muito bem os motivos pelos quais eu deveria ler. Mesmo assim, talvez fosse uma boa leitura para a minha mãe... Ela tem um gosto diferente do meu. :)

    Beijo grande, e feliz ano novo!

    ResponderExcluir
  28. A sarah é uma autora que me surpreendeu, ela lida com temas delicados com sensibilidade e atenção. Ainda não li o banfalô mas pela resenha pude ver que me daria bem com ele. Após neve na primavera, acho que terei que comprar o bangalô pra coleção.
    ps: a música fez toda a diferença <3
    Angel Sakura
    www.euinsisto.com.br

    ResponderExcluir
  29. Oii, tudo bem?
    Eu ainda não li nenhum livro da autora mas tenho curiosidade, parece ser um livro bom né? Já que você adorou ele e recomenda, rsrs. Espero poder ler logo.

    Beijos

    ResponderExcluir

Seja Bem-Vindo,
Interaja conosco, é um prazer poder saber a sua opinião.


Deixe seu link que retribuiremos a visita.
Não serão aceitos comentários ofensivos ou de span.

Volte sempre ♥