Resenha: A Menina da Neve - Eowyn Ivey

26 dezembro 2015


Edição: 1
Editora: Novo Conceito
ISBN: 9788581638010
Ano: 2015
Páginas: 352
Tradutor: Paulo Polzonoff Junior
Sinopse:
Alasca, 1920: um lugar especialmente difícil para os recém-chegados Jack e Mabel. Sem filhos, eles estão se afastando cada vez mais um do outro. Em um dos raros momentos juntos, durante a primeira nevasca da temporada, eles constroem uma criança feita de neve. Na manhã seguinte, a criança de neve some. Dias depois, eles avistam uma criança loira correndo por entre as árvores. Uma menina que parece não ser de verdade, acompanhada de uma raposa vermelha e que, de alguma formam consegue sobreviver sozinha no frio e rigoroso inverno do Alasca. Enquanto Jack e Mabel se esforçam para entender esta criança que parece saída das páginas de um conto de fadas, eles começam a amá-la como se fosse sua própria filha. No entanto, nesse lugar bonito e sombrio, as coisas raramente são como aparentam, e o que eles aprenderão sobre essa misteriosa menina irá transformar a vida de todos.



Resenha

A Menina da Neve é uma história profunda e intensa baseado no conto de fadas russo "A Donzela da Neve" conta a história de Jack e Mabel um casal que no inicio da velhice, isso baseado na expectativa de vida do ano que a história se passa me leva a crer que eles devam beirar os 40 anos, resolvem se mudar para o estado do Alasca, com a desculpa de buscar novas oportunidades, mas na verdade o que eles buscavam com essa mudança era a paz e o sossego que não conseguiam ter perto da família. 
Mabel nunca foi completamente aceita pela família de Jack por ter vindo de uma casta diferente. Enquanto Jack vinha de uma família de agricultores, Mabel vinha de uma família de intelectuais e era filho de um professor universitário, devido a isso ela era uma mulher muito inteligente e possuía hábitos como leitura e desenho, o que era o suficiente para que ela recebesse uma boa dose de comentários maldosos das outras mulheres da família e isso se intensificou quando depois de muitos anos sem conseguir engravidar, ela perdeu um bebê.

A História começa no primeiro inverno dos dois no Alasca, quando Jack e Mabel estão numa fase em que mal se comunicam e ela está numa melancolia profunda. E quanto mais o inverno se intensifica, mais complicada a situação dos dois vai ficando também. Até que eles acabam conhecendo a família de Esther e George e seus vários filhos. Esther é completamente diferente de qualquer mulher que Mabel conhecia, ela é a figura da mulher empoderada da história, ela é sincera, faz trabalho braçal, usa calças, impõe sua opinião aos homens,diferente do que as mulheres da época eram moldadas pra fazer. E é essa diferença que acaba por fazer com que ela se torne uma grande Amiga de Mabel. Talvez, devido justamente a influência do calor humano da família de Esther, que Mabel resolve ousar durante a primeira nevasca do inverno e começar uma guerra de Neve com Jack e é ai que os dois percebem que ainda existe amor entre eles, juntos eles fazem uma linda menina de neve. Enquanto Jack esculpe o rosto, Mabel a veste com luvas e um cachecol, e depois os dois admiram a beleza da menina que eles criaram.
No dia seguinte eles encontram a menina destruída, o cachecol e a luva desapareceram e eles podem ver as pegadas de uma garotinha por toda a parte, assim como em vários momentos eles a veem correndo entre as árvores, sempre ao lado de uma raposa vermelha. Porém mais ninguém viu a menina e isso faz com que os dois se perguntem se ela é real, ou se é só a mente de dois velhos presos em uma cabana no meio do gelo, lhes pregando uma peça.
É ai que começa o mistério de A menina da Neve.

Confesso que comecei a leitura esperando outra coisa da história, devido a algumas publicidades, acabei imaginando que a trama se trataria de uma história de terror, mas não é. A Menina da Neve é uma fantasia sobrenatural, bonita e profunda, bastante realista com os aspectos da época em que a trama se passa e acho que isso acabou por melindrar alguns leitores atuais.
Um desses aspectos foi o fator caça, vi uma blogueira reclamando por causa da descrição das caças na obra, e realmente a narração da caça é muito explicita, mas acredito que a intenção da autora quanto a isso foi acrescentar a realidade a sua narrativa e ela conseguiu. É lógico que amamos os animais e cenas de caça acabam por ser traumáticas, mas não podemos ser ridículos em nossos ativismos e desprezar o fator contextualização da leitura, a obra se passa em 1920 num lugar inóspito e sem tecnologias que facilitassem a vida das pessoas. A caça era algo necessário, o uso de peles era para obtenção de calor e não para ostentar. É triste mas isso realmente acontecia em diversas culturas e tentar criticar isso num livro que retrate a época é simplesmente querer omitir a realidade. Exceto uma (que eu não posso falar pra não dar spoiler) as caçadas do livro eram para sobrevivência. E para entender isso o leitor só precisa fazer uma analise crítica da obra. 

Deixando esse aspecto de lado, porque ele existe como um mero contexto da época, passemos para os outros pontos fortes da leitura.
A Menina da Neve é uma história mágica e poética, apesar das condições desfavoráveis e da brutalidade da região onde ela se desenvolve. A história nos mostra que apesar das dificuldades a felicidade pode ser encontrada, não em apenas um momento, mas em vários, como num encontro de amigos, num carinho, no redescobrir um amor e em ajudar ao próximo. Ela nos conta  o quanto não alcançar os desejos do nosso coração possa ser danoso a nossa vida, nos levar ao abismo da depressão e nos afastar das pessoas que mais amamos, mas que quando recebemos apoio e carinho isso vale como um fôlego de esperança e podemos criar a nossa felicidade com as nossas próprias mãos.
A Menina da Neve retrata o valor das verdadeiras amizades e do amor.

Eu amei o livro e recomendo a leitura a todos, porém não se deixem levar pela imagem da fantasia, leiam buscando além do óbvio, pois vocês encontraram uma realidade bem dura pela frente, mas bela apesar dos pesares. 


6 comentários:

  1. Eu já tinha visto falar desse livro. Mas depois de sua ótima resenha fiquei muito interessado.
    Parabéns!
    Adorei o Post e seu Blog.
    Bjo.

    http://estantelivrainos.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  2. Engraçado que com a divulgação o livro imaginava que era um romance, ou um livro bem doce, haha. Achei a história interessante e me deixou curiosa.
    Outro dia tava fazendo uma resenha e me deparei com a mesma situação que você sobre a caça, algumas pessoas reclamando sobre o enredo pq deixava a mulher em segundo plano, mas devido o foco do enredo, a época e o local que tudo acontecia, colocar a mulher em primeiro plano sairia do contexto da história. Claro que a caça é desagradável, a submissão da mulher é inadequada, mas temos que levar em consideração o contexto e a forma que a aquilo é tratado.
    Beijo e Boas Festas!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Então Neyara, é exatamente isso. É chocante, é triste mas aconteceu. Não se pode mudar e as pessoas quererem censurar isso é tipo quererem omitir o holocausto em filmes sobre a segunda guerra. Absurdo.
      Eu fico de cara com pessoas que acham que livros ou filmes induzem a alguma coisa, quando eles no máximo instruem quem decide como interpretar a mensagem dele somos nós.
      Beijos gatona e obrigada pela visita.

      Excluir
  3. Oee,
    Eu já li uma boa quantidade de resenhas desse livro e não consigo me interessar por ele :/

    Abraços!
    http://lendocomobiel.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Olá Kris, eu achava que a historia deste livro era completamente diferente e mais suave e fofa, mas pela sua resenha deu para perceber que ela e mais densa e diferente *-* Fiquei com bastante vontade de lê-a e se tiver chance lerei em breve *-*

    Visite "Meu Mundo, Meu Estilo"

    ResponderExcluir
  5. Hey Kris!!
    Essa foi uma leitura bem especial para mim! Gostei muito da escrita da autora, da narrativa e dos personagens. Li esperando um drama com realismo fantástico e encontrei exatamente isso, e muito mais! Gostei muito de saber sua opinião sobre ele. Ótima resenha.
    Beijos!
    http://umaleitoravoraz.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

Seja Bem-Vindo,
Interaja conosco, é um prazer poder saber a sua opinião.


Deixe seu link que retribuiremos a visita.
Não serão aceitos comentários ofensivos ou de span.

Volte sempre ♥