Resenha: Para Continuar - Felipe Colbert

10 setembro 2015




Ficha Técnica
Edição: 1
Editora: Novas Páginas
ISBN: 9788581637952
Ano: 2015
Páginas: 224
Sinopse:Para Continuar - Envolver-se com a jovem Ayako é a oportunidade perfeita para Leonardo César esquecer a sua vida tediosa e perigosamente limitada, tudo por culpa do seu coração defeituoso.
Enquanto isso, com a ajuda de seu avô, Ayako tem a difícil missão de manter inacessível um porão de dimensões que vão além da loja de luminárias que ela gerencia, repleto de milhares de lanternas orientais, cujo mistério envolve os habitantes do bairro da Liberdade.
A partir dos crescentes encontros entre Leonardo e Ayako, uma nova lanterna surgirá para os dois. Eles terão que protegê-la com afinco, ou tudo que construíram juntos poderá desaparecer a qualquer momento.
O que ninguém conseguiria prever é que Ho, um jovem chinês também apaixonado por Ayako, colocaria em risco o futuro desse objeto. E com ele, o sentimento mais importante que dois seres humanos já experimentaram.
Olá leitores, Para continuar é um dos lançamentos da Novas Páginas, o selo nacional da Novo Conceito. E quem me conhece sabe que eu curto bastante livros nacionais, além de me vender às belas capas, e a capa desse livro é sem dúvidas alguma maravilhosa, visualmente encantadora e corresponde plenamente aos conceitos da obra. Meus parabéns ao designer da Novo Conceito

Antes de começar a ler a resenha, dê play no vídeo e ouça a música tema.



Resenha

Agora vamos ao que importa, o livro. Como nota-se pela capa, o plano de fundo da estória é a cultura japonesa, mas não o enredo não se passa no Japão, e sim em São Paulo, e os acontecimentos mais importantes se desenvolvem no conhecido Bairro da Liberdade. 

A história começa com os protagonistas dentro do mesmo vagão de metrô, onde Leonardo César não consegue desviar os olhos da jovem oriental sentada e imersa no som que sai dos seus fones de ouvido, do outro lado do vagão e resolve puxar conversa, mas não tem a oportunidade nem de ouvir a sua voz, pois quando o trem para ela vai embora, enquanto ele volta para casa. 
Na sequência somos apresentados a realidade de Leonardo, um jovem de seus vinte e poucos anos que cursa design (me ganhou) na faculdade de Belas Artes de São Paulo, mas não tem uma vida muito comum pois sofre de uma doença cardiovascular que o restringe de vários hábitos e o mantém sob um risco iminente de morte.
Passados vários dias daquele encontro, Leonardo não consegue retirar a imagem da garota de sua mente e chega a desenhar seu rosto com apenas a lembrança que traz na mente. Sonha reencontra-la e quem sabe poder conhece-la melhor, por isso retorna sempre no mesmo horário aquele vagão, durante muito tempo suas tentativas são frustradas até o dia que ele vislumbra, dessa vez com o vagão cheio, a silhueta da moça entre os passageiros e decide descer no mesmo ponto que ela. Ele acaba então, indo parar diante de uma loja de luminárias no Bairro da Liberdade, mas decide não entrar com medo de assustar a moça, afinal a sua atitude é bem semelhante a de um perseguidor. E assim ele volta pra casa, com sua vontade ampliada, mas ao menos agora ele sabe onde encontra-la.
Ela é Ayako Miyake. E viu o garoto do metrô na sua rua, deve ter ficado curiosa sobre o porque dele estar lá. E talvez tenha se perguntado se ele voltaria, quando o viu partir. Isso a história não mostra, mas fica claro que ela pensava nele, tanto quanto ele nela.
E os caminhos ainda se encontrarão, pois a história dos dois ainda tem de ser escrita. Porém, eles nem imaginam que muita coisa ainda vai acontecer, pois não é só Leonardo César que tem interesse em Ayako.


Essa leitura foi meu primeiro contato com a escrita do Felipe Colbert, e eu gostei bastante. Já nutria uma imensa vontade de ler Belleville devido as resenhas maravilhosas que tive o prazer de ler, talvez por isso acabei nutrindo uma "esperança" de que acontecesse algo mais misterioso em Para sempre, mas não aconteceu. A trama é bem previsivel e no meio da leitura eu já imaginava o que iria acontecer no final e aconteceu. Durante toda leitura fiquei sentindo falta de algo, que eu não sei o que era.

O livro é romântico, com todos os aspectos que são clássicos aos romances de Amor e tem um leve toque de magia. A história entre o casal é extremamente doce, de uma maneira quase que poética, como nas histórias clássicas nipônicas, onde a mulher é praticamente idolatrada por seu parceiro.
Sem dúvidas que o ponto alto do livro foi a maneira que o autor descreveu a cultura Japonesa no Brasil, o que faz da obra uma bela homenagem aos imigrantes japoneses no nosso país. As descrições do bairro estão maravilhosas e nos faz querer conhecer e ver com nossos próprios olhos, as belezas que o autor nos conta. Os personagens foram muito bem estruturados e desenvolvidos, todos tem personalidades cativantes o que nos fazem querer conhece-los e entende-los melhor, mesmo os anti-heróis. A escrita do Felipe é moderna e flui muito bem, prende e nos dá prazer em virar cada página e degustar essa bela leitura. 

Recomendo a leitura, principalmente aos fãs de histórias de amor e aos entusiastas da cultura oriental.
Espero que tenham gostado da resenha. Interajam conosco pelos comentários.
 http://www.conversasdealcova.com/2015/09/top-comentarista-de-setembro-2015.htmlBeijos!

26 comentários:

  1. Já to namorando esse livro faz tempo, sempre fico na duvida se compro ou não e agora to doido para lê-lo e quero conhecer um pouco mais da cultura oriental.

    Abraços!
    http://lendocomobiel.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Essa foi uma leitura que eu estava louca para fazer, e quando o livro chegou aqui eu pulei em cima e comecei logo. O Felipe criou uma narrativa bem cativante e soube prender o leitor do começo ao fim, além de nos dar pequenos surtos toda vez que o Léo se esforçava demais, kkk, pelo menos foi isso o que aconteceu comigo. Dei 5 estrelas e fiquei louca para ler Belleville, espero gostar também.
    A NC arrasou DEMAIS nessa capa maravilhosa. Ficou linda enfeitando minha estante junto com outras coisas orientais que tenho, hehehehe.
    Adorei a resenha
    Beijos!!
    http://umaleitoravoraz.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  3. confesso que quis ler o livro mais pela questão cultural que pelo romance em si :v mas como gostei de Belleville e da forma como o autor escreve, quis experimentar esse romance... realmente, a capa é lindissima. e essa marcador da photo??? *-*

    ResponderExcluir
  4. Olá!
    Essa é a minha atual leitura, e estou adorando. Espero que continue assim até o final do livro.
    Estou gostando bastante da narrativa do Felipe e curiosa para saber como termina a história de Leonardo e Ayako.
    A capa está linda demais, NC arrasou!
    Beijos.

    Li
    Literalizando Sonhos

    ResponderExcluir
  5. Esse livro está na minha lista de desejados!
    Estive recentemente na liberdade e amei!
    Gosto muito da escrita do Colbert.
    Beijinhos
    Rizia - Livroterapias

    ResponderExcluir
  6. Cada vez me deparo com mais livros da literatura nacional e o melhor de tudo que achamos livros incríveis como Para Continuar.
    Fiquei bem curiosa em relação a história depois de ler sua resenha, adicionei em minha lista de leituras, pretendo ler em breve.

    ResponderExcluir
  7. Para ser sincera, não curto a escrita do autor, o livro dele que li é assustadoramente cartesiano e chato, por isso não senti entusiasmo para esse lançamento. Ele até chegou como parceria, mas não sou eu quem vai resenhar, pelo pouco que li, não faz meu perfil....

    ResponderExcluir
  8. Oi, flor.
    Ainda não li nada do autor, mas como você sempre quis conhecer a escrita dele desde as resenhas sobre Belleville. Confesso que o enredo em si não me atraiu (romance romântico). Mas gosto muito da cultura japonesa e achei legal ele dar enfoque sobre ela, mesmo a história se desenvolvendo no Brasil. Enfim, ainda não me decidi se lerei.

    Beijos!
    http://www.myqueenside.blogspot.com

    ResponderExcluir
  9. Que maravilhosa essa capa, e mais encantador ainda é esse marcador, que amor!
    Nunca li nenhum livro relacionado a cultura oriental mas acho que seria interessante.
    Ah, e eu ainda não havia visto nenhuma resenha deste livro, gostei da sua :)
    Abs

    ResponderExcluir
  10. Olá!

    Nunca li nada do autor, porém por se passar em São Paulo e ter leves traços da cultura japonesa eu posso gostar, anotei a dica!

    Abraços, Heitor Botti
    shakedepalavras.blogspot.com

    ResponderExcluir
  11. Kris, achei sua resenha tão linda quanto a capa e história do livro.
    Sou louca para ler algo do Felipe desde as resenhas de Belleville também e com esse livro a vontade só tem crescido.
    Pois adoro romance e tenho curiosidade pela cultura japonesa ainda mais aqui no Brasil.

    Lisossomos

    ResponderExcluir
  12. Esse livro está na minha lista de desejados, e essa é a primeira resenha que leio dele, muito bom saber que a qualidade é ótima, tenho certeza que os autores nacionais estão escrevendo ótimas histórias.

    ResponderExcluir
  13. Olá Kris é a primeira resenha que eu vejo desse livro e que legal... um livro que se passa na Liberdade... aqui pertinho de casa.
    Me interessei pela historia, vou procurar um pouquinho mais sobre ele e acrescentei a sugestão na minha lista :3

    beijos
    Mayara
    Livros & Tal

    ResponderExcluir
  14. Ola lindona essa é a segunda resenha que leio sobre o livro e ambas falam sobre esperar mais do livro, confesso que a sinopse em si não me chamou muito atenção, sobre a riqueza dos detalhes da cultura japonesa me chamou atenção, afinal adoro o bairro da liberdade. Mesmo com essas ressalvas vou dar uma chance ao livro. beijos

    Joyce
    www.livrosencantos.com

    ResponderExcluir
  15. Olá!
    Se arrependimento matasse estaria mortinha agora
    V na bienal ele e não comprei :(
    Adoro uma boa história de amor aggora sabendo que é oriental tbm fiquei bem curiosa
    Tbm sou louca pra ler o outro livro dele, espero ter essa oportunidade

    http://malucaspor-romances.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  16. Oie
    Primeira resenha que leio do livro e gostei bastante, eu tinha lido só a resenha, quando a dona do blog onde sou colunista, me ofereceu alguns livros e ao ler a sinopse eu não curti e descartei, agora com a sua resenha fiquei curiosa, mas antes de decidir ler ou não, vou buscar outras opiniões, o que mais me chamou atenção é o fundo voltado para o Japão, que eu tanto gosto...
    http://odiariodoleitor.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  17. Ahhhh, eu também achei que ia rolar um misteriozinho! Fiquei chateada!
    Mas o interesse que sinto pelo livro não morreu depois de saber desse detalhe. Só diminuiu um pouco. Sigo querendo ler para ver a abordagem da cultura japonesa no Brasil!

    Infinitos Livros

    ResponderExcluir
  18. Esse livro está nos meus desejados só por causa de tratar da cultura japonesa no Brasil, já que nunca li algo do tipo, e com certeza irá me prender só por esse aspecto.
    Pela sua resenha pude ter certeza que a leitura vale a pena, e que não irei me arrepender

    ResponderExcluir
  19. Sou fã do Felipe, adoro a forma que ele escreve e constrói seus enredos. Estamos acostumados com histórias que são trabalhadas toda em cima de um mistério, e já vejo os livros do Felipe de forma diferente, o mistério é descoberto logo no inicio e o enredo passa a ser trabalhado em cima disso, como você disse, a escrita dele é bem moderninha. Acho ótimo! Leia Ponto Cego do Felipe, me apaixonei por ele por causa desse livro!
    Estou ansiosa para ler Para Continuar!
    Beijo

    ResponderExcluir
  20. Eu acho a cultura japonesa extremamente interessante,e saber que o pano de fundo dessa história é sobre ela só faz eu me interessar ainda mais. Já li algumas resenhas desse livro e a cada uma que leio a minha vontade aumenta,essa pegada romântica e o toque de magia tem tudo para me conquistar e acabei de garantir meu exemplar autografado com o autor na Bienal. Agora é rezar para a vez dele chegar logo na minha imensa lista de leitura.

    bjsss

    Apaixonadas por Livros

    ResponderExcluir
  21. Eu não sou muito fã de romances, então essa é provavelmente a razão desse livro não ter me chamado atenção. Pra eu conseguir ler um livro romântico do começo ao fim ele tem que ser MUITO bem escrito ou eu tenho que ter MUITA força de vontade. Porém, curti muito a sua resenha e adorei a capa do livro... Pena que a premissa não me atrai muito.

    ResponderExcluir
  22. Oi, tudo bom?
    Tô vendo várias críticas positivas sobre esse livro e minha vontade de ler só aumenta, espero ler em breve.
    Gostei de saber que mesmo o livro falando de uma cultura oriental o autor tenha optado por usa o Brasil como cenário da história, adorei a resenha.
    Bjss

    ResponderExcluir
  23. Olá!
    Essa é a minha próxima leitura e eu estou amando ler essas resenhas positivas, porque com certeza me deixaram muito mais animada.
    Fico feliz que tenha gostado da leitura e eu espero gostar também.
    Ótima resenha!

    Beijoos

    ResponderExcluir
  24. Oi, Kris. Queria começar falando que foi uma surpresa muito boa saber que o Felipe Colbert é um autor nacional, nem passava isso por minha cabeça confusa. Para Continuar é uma estória que me encantou bastante por retratar a cultura japonesa no Brasil. Uma ótima premissa e leitura.

    ResponderExcluir
  25. Oi!
    Ainda não li nada do Felipe Colbert, mas adorei esse livro a primeira coisa que me chamou atenção foi a capa que está linda a editora caprichou mesmo e lendo a resenha vi que a historia e muito interessante e do tipo que gosto de ler, também achei o Leonardo e a Ayako muito fofos!!

    ResponderExcluir
  26. Eu ainda não tive a oportunidade de ler esse livro.
    Mas uma das minhas colaboradoras irá ler e resenhar essa semana.
    Espero que seja um livro muito bom, porque eu também estou querendo conhecer
    a escrita do Felipe e tenho visto ótimas resenhas sobre o livro.


    http://lovereadmybooks.blogspot.com.br/2015/09/resenha-fragmentados.html

    ResponderExcluir

Seja Bem-Vindo,
Interaja conosco, é um prazer poder saber a sua opinião.


Deixe seu link que retribuiremos a visita.
Não serão aceitos comentários ofensivos ou de span.

Volte sempre ♥