Resenha: O Vampiro Imperador - Leonardo Barros

14 setembro 2015



Ficha Técnica
Edição: 1
Editora: Novo Século
ISBN: 9788542805963
Ano: 2015
Páginas: 400
Sinopse:
O Vampiro Imperador - Drucila é uma linda jovem romana, casada com o médico do imperador Nero. Diante da ausência do filho, ela entrega-se a um culto proibido de fertilidade, ato que inicia sua ruína e tem relação com sua transformação em vampira. Ciente de seu poder, ela resolve dominar Roma e não mede esforços para consegui-lo. As intenções de Drucila só poderiam ser ameaçadas por Dotan, um ser imortal como ela. Em noites de lua cheia, esse general de confiança de Nero prende a si mesmo a fim de evitar que o lobisomem, criatura que se tornou há milhares de anos, domine-o. No entanto, quando Dotan se vê diante de uma Roma guiada por energias maléficas, ele engendra sua força para tentar salvar o povo da perseguição e da tirania. O derramamento de sangue se torna um pesadelo constante. A cidade caminha, a passos rápidos, para um longo período de escuridão. Traições, jogos de poder e lutas épicas enredam essa engenhosa aventura que põe em conflito a busca pelo bem e o desejo, às vezes incontrolável, pelo poder e pela luxúria.



Resenha

Olá queridos leitores.
Hoje eu trago a vocês a resenha de O Vampiro Imperador, um livro nacional nada convencional, como já era de se esperar do Leonardo Barros que sempre surpreende com suas histórias. 
A Narrativa tem início no ano 3000 A.C. exatamente no dia da destruição de Sodoma e atravessa os tempos nos levando a Roma Antiga na época em que Nero era o imperador.
O primeiro dos protagonistas a quem somos apresentados é Dotan, ainda em Sodoma, ele é sobrinho de Ló e perdidamente apaixonado pela prima Vered, e ela por ele. Sendo assim, ela resolve não partir com o pai quando esse deixa a cidade. É o dia da festa em celebração a Hanni-Baal o homem mais influente da cidade, inicialmente tudo começa bem, até que a festa torna-se uma orgial e o casal junto com seus amigos resolvem se afastar e são abordados por dois homens estranhos que após uma luta mostram suas verdadeiras faces, Vampiros, com certa dificuldade os jovens conseguem matar os dois, mas acabam sendo encontrados por Hanni-Baal que se mostra como o vampiro mestre e os convida a se unirem a eles, mas eles não aceitam. No meio da confusão começa a descer fogo do céu e a queimar os vampiros. a partir daí a história se torna uma lembrança confusa na cabeça de Dotan.

Roma, Ano 63 D.C.
Dotan agora é um dos três generais de Nero e se desdobra nas funções de servir ao imperador, criar seu filho Lucius e esconder seu segredo. Não se engane, ele não é um vampiro, ele sobreviveu sim por vários séculos, mas a sua condição é outra: Transformar-se em Lobo na lua cheia. Ele não sabe ao certo como isso aconteceu, sua memória do passado é quase que um borrão, ele só tem certeza que carrega um grande remorso devido a atos do passado. E uma saudade avassaladora de uma mulher que ele nem sabe se realmente existiu.
É nesse arco da história que conhecemos a nossa outra protagonista Drucila. Ela é uma jovem mulher de beleza avassaladora que tem um único sonho: dar um filho ao seu marido. E para isso, ela é capaz de tudo, inclusive procurar uma sacerdotisa pagã em busca de um ritual da fertilidade. E é aí que a sua vida começa a mudar. Primeiro ela é quase assassinada no ritual, depois é enganada, traída e abandonada. O que a levou a tornar-se uma vampira fria e vingativa.

Inicialmente a personagem não é tão má como a sinopse do livro aparenta, eu sinceramente gostei muito dela, compreendi o que a fez se tornar o que ela se tornou. Digamos que Drucila não foi uma das personagens mais sortudas do mundo, ela foi induzida pela vida, queda após queda, aquele caminho e no momento que ela precisou o mal foi o único que à estendeu a mão. Confesso que torci para que ela conseguisse se vingar o tempo todo. (Sou má, mesmo :P)
Dotan também é um personagem interessante. Sinceramente? Só me incomodou, um pouco, o excesso de cristianismo que o personagem sorveu do meio para o fim do livro. Apesar de ter entendido que o autor quis usar esse momento na narrativa para representar a perseguição de Roma aos primeiros cristãos.
Mas, é que eu tinha gostado muito do início da trama onde as religiões estavam sendo descritas todas da mesma mesma maneira. E achei estranho essa mudança repentina.

Esse não foi o meu primeiro contato com a escrita do Leonardo Barros, já tive o prazer de ler Presságio - O Assassinato da Freira Nua e gostei muito. Tanto da escrita, como do estilo do enredo que ele criou.
E dessa vez eu me surpreendi não com a narrativa, mas com a maneira que ele consegue migrar tão facilmente entre gêneros e estilos. Mais uma vez o autor criou personagens fortes e marcantes, interagindo numa trama densa e bem definida. Uma das coisas que mais gostei foi da maneira caricata que ele usou para dar vida à Nero, um personagem que apesar de histórico era apenas um coadjuvante, mas roubou a cena várias e várias vezes com seus trejeitos afeminados e sua cítara desafinada.

A leitura do Vampiro Imperador foi fluída e gostosa, O enredo apresentou ação, aventura, e sexo na medida certa, que uma boa história de vampiros deve ter.  A Capa do livro faz muito Jus a História, nos mostrando claramente Dotan. O título parece não ter muita conexão, mas pelo que percebi o livro é uma série que se passa ao longo dos anos, então a referencia ao Imperador Vampiro é bem interessante. Eu gostei da diagramação da Novo Século, que traz folhas amareladas e uma tipografia num tamanho bem agradável a leitura, não percebi erros de revisão.

Adorei a narrativa, li bem rápido, recomendo o livro com certeza e aguardo ansiosa, por uma continuação. Que parece que virá. Enfim, Se você é do tipo de leitor que curte vampiros clássicos, daqueles torram no sol, e adoram orgias regadas a muito sangue e violência, esse livro sem dúvidas é pra você.

Agradeço ao autor pela oportunidade de ser um dos seus primeiros parceiros na divulgação desse livro. Espero que tenham curtido a resenha, deixem seus comentários.
Beijos.

 http://www.conversasdealcova.com/2015/09/top-comentarista-de-setembro-2015.html

12 comentários:

  1. Leonardo Barros é um escritor nacional de grande destaque.
    Não tive oportunidade de ler seus livros, mas morro de vontade.
    Não estou na vibe vampiro agora, mas gostei da dica.
    Beijinhos
    Rizia - Livroterapias

    ResponderExcluir
  2. Estou começando a leitura desse livro, até o momento ainda me parece histórias soltas que não mostrou a ligação entre eles, estou avançando para encontrar a ligação das histórias, já cheguei em Drucila, haha.
    Adoro os livros do Leo, são diferentes e marcantes, adoro a forma que ele conduz o enredo.
    Beijo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Neyara. Tudo bem?
      Tenha fé, porque tudo está interligado. ;)
      =*

      Excluir
  3. Oi, Kris.
    Adorei a resenha!
    Obrigado pela divulgação! =*

    ResponderExcluir
  4. Oi!
    Não conhecia o livro, mas achei bem bacana. Adoro vampiros, e esse livro me pareceu fugir um pouquinho dos clichês de vampiros que eu tanto odeio. Além disso parece ter bastante ação, então já gostei bastante.

    Beijos
    http://ummundochamadolivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. oi ^^ adoro livros de vampiros, mas nem todos costumo ler.
    Sei bem como é isso, as vezes o personagem nem é tão ruim, mas passa por tanta coisa que acaba fazendo coisas ruins pq a vida não foi fácil com ele.
    não curti muito a capa, mas achei a premissa bem legal. vou ver se dou uma lida.
    Seguindo o Coelho Branco

    ResponderExcluir
  6. Ola, não conhecia este autor. Mas gostei muito da sua resenha que fiquei tão entretida que não entendi porque não estava lendo este livro ainda.
    Bem diferente dos livros que costumo ler.
    Beijos, Larissa (laoliphant.com.br)

    ResponderExcluir
  7. Kris, O Vampiro Imperador é um livro que não é para mim. Além da rotineira estórias de vampiros já presentes no mundo literário, o autor Leonardo Barros ainda nos traz os vampiros com suas mesmas originalidades de sempre apresentadas. Dispenso esta leitura!

    ResponderExcluir
  8. Ai que legal!!!!
    Estou cada vez mais gostando dos autores brasileiros! Me amarro em histórias na convencionais mexendo com o lado sobrenatural das coisas! Guardarei o nome desse livro para mais tarde dar uma passadinha na livraria rs

    ResponderExcluir
  9. Olá!
    Até ler sua resenha, eu não tinha muito interesse, por realmente não curtir a temática. Mas sua resenha me deixou curiosa e tô querendo fazer a leitura agora, rs. Parece um livro realmente bom!
    Dica anotada.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  10. Oi!
    Gostei muito desse livo primeiro pela historia que ele trás, achei legal poder conhecer um pouco a Roma de Nero e também pela historia que achei muito interessante e os personagens parecem muito legal fiquei curiosa sobre a Drucila !!!

    ResponderExcluir
  11. Ainda não li nada do autor Leonardo Barros, mas vi diversos comentários positivos sobre esse livro.
    Como adoro uma boa história de vampiro, não tive como não me interessar por esse livro, e depois de
    ler sua resenha super positiva, fiquei super ansiosa para começar a leitura de uma vez.
    Sua resenha está muito boa e pretendo ler em breve.

    ResponderExcluir

Seja Bem-Vindo,
Interaja conosco, é um prazer poder saber a sua opinião.


Deixe seu link que retribuiremos a visita.
Não serão aceitos comentários ofensivos ou de span.

Volte sempre ♥