Resenha: Primeira Alvorada - O Sol, de J.H. Paschoal

18 agosto 2015

Edição: 1
Editora: Idea
ISBN: 9788588121546
Ano: 2012
Páginas: 256
Sinopse:
Primeira Alvorada – O Sol, da Trilogia Primeira Alvorada (A Lua, O Sol, O Céu), o misterioso passado de Arthur, seus ancestrais e do mundo que os cercam começa a vir à tona.
Fragilizada pelo combate repentino contra os Oken Anfalls, que resultou na perda do SAM de transporte da caravana, o grupo de exploradores liderados por Arthur esforça-se em uma luta contínua pela sobrevivência. A jornada leva os viajantes através de ambientes diversos, inéditos e longínquos.
A busca pelo segredo de Rontar di Drako trará muitas surpresas. Entre uma aventura e outra, finalmente os expedicionários deparam-se com a estátua do “gigante de braços abertos”, onde se tem início uma série de descobertas .Entre duelos violentos e batalhas grandiosas, o poder premonitório de Ânia cresce a cada dia, enquanto Sora começa a desconfiar de que o grupo possui perseguidores ocultos e perigosos.
Quais os segredos guardados pelas ruínas de um império? Qual é o preço a ser pago por essa descoberta? As respostas para essas perguntas afetarão o destino do mundo todo e criarão uma lenda ainda maior que os guerreiros Drako.
 Resenha

Hi People!
Eis aqui uma resenha que eu demorei pra trazer e desde já peço desculpas. É que eu não estava com clima para ler distopias, na verdade ainda não estou, mas já havia adiado demais a leitura e precisava cumprir os meus compromissos. Por sorte a história é muito boa e a leitura tornou-se agradável.

Como eu contei na outra resenha () a trilogia Primeira Alvorada é uma distopia pós-apocalíptica, que mescla ficção científica com fantasia. Onde os humanos passaram a viver em cidades subterrâneas e o mundo que nós conhecemos entrou em colapso e iniciou uma nova hera do gelo, onde a luz do sol é radioativa e espectros matam os seres humanos. Porém no livro 1 não temos muitas informações sobre o que desencadeou essa catástrofe ou o que são os espectros, a única coisa que sabemos é que essas respostas estão escondidas no antigo abrigo Di Draco, e foi pra lá que Arthur partiu com a sua comitiva.

O Livro anterior terminou de maneira bem abrupta, no meio de uma importante batalha, o que faz com que esse livro comesse no ápice da ação. Arthur apesar de jovem se mostra um líder nato, e segue conduzindo sua grande comitiva rumo as ruínas do abrigo da sua família. No caminho, surgem muitos perigos iminentes e provas capazes de colocar em cheque a amizade entre ele e Sora, assim como a lealdade do guerreiro. Ânia a cada dia se mostra mais e mais sensitiva, a força da sua 4° parte chega a níveis surpreendentes, capazes de assustar até mesmo a Arthur. O Sol é cheio de aventura e adrenalina do início ao fim.

Mais uma vez eu fui apreendida por uma leitura envolvente e cheia de reflexões, em O Sol tomamos conhecimento dos fatores que culminaram na derrocada da humanidade. Descobrimos o que são os espectros e como eles surgiram, presenciamos batalhas épicas e avassaladoras. Em alguns momentos eu senri que o J.H. Paschoal é um belo discípulo de R.R. Martin em questões de crueldade com os personagens. 
Sua escrita, mais uma vez se mostrou espetacular, conduzindo a narrativa com sutileza e fluidez surpreendentes para um livro com tantos termos próprios e que de cara poderiam deixar a leitura muito complexa e um tanto que lenta. O Sol aborda mais sentimentos e questionamentos humanos do que o primeiro livro. Amores platônicos, traições, vinganças, incertezas serão sentimentos que caminharam junto ao grupo de desbravadores. Nesse segundo capítulo da trilogia é notável a evolução dos personagens, se no primeiro Arthur é um jovem ainda se descobrindo, nesse ele é um líder carismático capaz de conquistar seus seguidores e fazê-los segui-lo para onde queira. E Ânia que era uma menina surpresa por ser capaz de perceber coisas que os outros não percebia, agora é uma mulher forte e poderosa, capaz de defender a si mesma e as pessoas ao seu redor.

O final do livro foi interessante e misterioso, pois poderia ser um final definitivo e um recomeço para os sobreviventes, porém O Céu promete trazer uma nova e decisiva batalha, porém com quem e porque é uma coisa que eu só vou saber quando começar a próxima leitura. Eu recomendo a leitura da trilogia, para todos os fãs de distopias, essa é uma nacional que não deixa a desejar em relação as estrangeiras.

O Livro foi uma cortesia da parceira Idea Editora e vocês podem adquiri-lo Aqui.
Estejam convidados a conhecer o site da trilogia também, onde o autor publicou suas ilustrações para os personagens da obra e também publicou curiosidades que auxiliam na compreensão da trama. Aqui.
Espero que tenham curtido a resenha, Beijos!

12 comentários:

  1. Kris, dessa vez deixarei tua dica passar... =T ando saturada de séries e quero folgar um pouco a fila de não-lidas da estante... e de qualquer forma, não me atrai pelo enredo... não sei se é porque não li o primeiro livro, mas enfim...
    Apesar de tudo, tua resenha ficou atrativa e bem escrita... aos que curte distopia moderna, acredito que o livro vai fazer sucesso...
    bjs ^^

    ResponderExcluir
  2. Não conhecia esse livro, mas admito que não me chamou tanto assim a atenção. Fico sempre com o pé atrás com distopias porque, vamos ser honestos, precisa ser MUITO BOA para fazer sentido. Então geralmente fico observando à distância, até tomar coragem pra ler.
    http://versificados.com.br

    ResponderExcluir
  3. Não conhecia essa trilogia Primeira Alvorada, mas depois de ver que é de ficção científica com fantasia, fiquei bem interessada e de abordar o mundo pós apocalíptico, acho que parece ser bom, talvez futuramente eu leia.

    ResponderExcluir
  4. Não conhecia essa trilogia nacional. Gostei bastante do tema abordado, principalmente quando se trata de distopia. Mas sempre evito começar séries que ainda não estão todos lançados, para saber mais sobre opiniões e certeza de que irei gostar =)
    Bjs!!

    ResponderExcluir
  5. Oi Kris, eu não conhecia o livro ainda, mas confesso que não chamou muito minha atenção, no momento eu não leria, mas quem sabe mais para frente, né? Ótima resenha!

    Beijos

    http://www.oteoremadaleitura.com/

    ResponderExcluir
  6. Olá
    já vi uns comentários bem legais sobre esse livro, e fiquei um pouco curioso, as capas da serie segue um padrão bem legal, o que não deixa nem uma pessoa com toc nervosa, kkk, gosto de ter as capas seguindo um padrão, por isso torço par a pessoa publicar os livros antes de arrebentar o contrato e ir para outra editora
    Bjks
    Passa Lá - http://ospapa-livros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  7. Olá, Kris.
    Eu nunca tinha ouvido falar dessa trilogia e apesar de tudo que você falou terei que passar sua dica, pois não sou de ler distopias.
    Sei lá, mas é um gênero/história que não me chama atenção.
    É muito difícil uma me chamar atenção e essa, infelizmente, não chamou.

    Lisossomos

    ResponderExcluir
  8. Oi Kris!!
    Não conhecia a trilogia e não era muito fã de Distopias, mas tenho lido ótimas distopias por ai... E se o livro termina de forma misteriosa, já me chama muita atenção, adoro mistérios, mesmo que fiquem para um próximo livro!
    Beijos

    LuMartinho | Face

    ResponderExcluir
  9. Oi, tudo bem? Não conhecia desta trilogia e parece ser bem interessante. Apesar de não gostar quando um livro termina no meio de uma coisa grande.
    Beijos, Larissa (laoliphant.com.br)

    ResponderExcluir
  10. Oii, não conhecia o livro mas me interessei bastante, quem saiba eu leia futuramente :)

    Abraços!
    http://lendocomobiel.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  11. Oi Kris, tudo bem?
    Essa capa é muito linda!
    Eu gosto de distopias e não conhecia esta, mas de qualquer forma, assim como você estou em uma fase que prefiro não ler distopias....
    Bjs

    A. Libri

    ResponderExcluir
  12. Oláaa! Como vai? Eu não me interessei pelo livro, mas só por uma questão de falta de afinidade mesmo. Vou mostrar seu post pra uma amiga que tenho quase certeza de que vai se interessar!
    Um abraço!

    ResponderExcluir

Seja Bem-Vindo,
Interaja conosco, é um prazer poder saber a sua opinião.


Deixe seu link que retribuiremos a visita.
Não serão aceitos comentários ofensivos ou de span.

Volte sempre ♥