Resenha: O Álbum, de Timothy Lewis

19 agosto 2015

Ficha Técnica
Edição: 1
Editora: Novo Conceito
ISBN: 9788581637365
Ano: 2015
Páginas: 240
Sinopse: Para Adam, negociante de objetos usados, a casa de Gabe Alexander é apenas uma propriedade que será esvaziada e vendida pelo maior lance. Entretanto, em meio às prateleiras repletas de relíquias, um álbum antigo atrai sua atenção. Nele há cartões-postais amarelados pelo tempo, escritos ao longo de 60 anos. Intrigado, Adam começa a lê-los: eles estão cheios de frases românticas e delicadas, as provas do amor incondicional entre Gabe e Pearl Alexander.

Gabe cuidava para que um cartão chegasse às mãos de Pearl todas as sextas-feiras. Cada um deles possui não apenas um poema, mas verdades preciosas sobre o cotidiano de um casal que viveu um sonho. A soma de todas essas verdades talvez responda perguntas que Adam se faz há muito tempo.



Resenha


Gabe e Huck possuem um pacto: Nunca deixar a "Divisão Longa" diminuir a paixão entre os dois.
Para isso, o romântico Gabe se compromete a mandar um cartão postal com um poema a cada sexta-feira, pelo tempo em que estiverem vivos. O que cumpre quase sem nenhuma falha, durante 60 anos.  Nestes poemas, Gabe conta a história de seu amor, e o segredo de mantê-lo vivo.
Ao leiloar os objetos do falecido casal, Adam Colby descobre um álbum com todos estes poemas de amor, prestes a ser jogado no lixo. Dilacerado por um divórcio recente, ele procura Yevette, uma "neta de criação" do casal, a fim de saber mais sobre essa incrível história de amor, e tentar descobrir como não falhar novamente no futuro, caso consiga encontrar um outro amor.
A narrativa se passa em três linhas cronológicas diferentes, uma que segue o casal Alexander do momento em que se conhecem até a morte de Gabe, outra que acompanha Huck em 2004, já próxima de sua morte, e a última em 2006, quando Adam descobre o álbum e tenta descobrir mais sobre os apaixonados personagens dos poemas.
Gabe é exatamente o que Huck sempre procurou, mesmo sem saber. O casal é perfeito um para o outro e ambos mantém a harmonia do relacionamento mesmo diante de grandes adversidades, talvez pela fé de Huck em ter encontrado sua metade há muito prometida, talvez pelo empenho de Gabe em não permitir que a paixão esmoreça, o amor do casal se mantém vivo eternamente.
Um detalhe muito bacana me chamou a atenção: o autor afirma em uma nota final, que inspirou seu livro em seus tios avós, pois descobriu um álbum dos dois, e seu tio fazia exatamente como Gabe, por 60 anos. 
Timothy explica ainda que não usou os poemas do tio, e que os que se encontram no livro são de sua própria autoria.

Os poemas não são muito dignos de nota, um tanto quanto fracos. Difícil saber se por obra da tradução, se por deficiência do autor no gênero, ou se proposital, a fim de dar um certo tom de realismo, uma vez que Gabe é um contador, não um poeta.
A história é toda muito bonita, entretanto não me comoveu por alguma razão. O amor imaculado e infalível de Gabe e Huck me pareceu exagerado e superficial, em uma semana os dois se casam, e nunca há nenhum problema entre os dois, nada em que discordassem, e a história poderia ter fluído melhor sem a linha narrativa desnecessária de Adam, e o affair mais do que desnecessário com Yevette. Talvez tenha sido isso que me impediu de me emocionar e me relacionar mais com os personagens, ou talvez a moral excessivamente cristã, da qual eu não compartilho.
Ainda assim, uma ficção inspirada em um romance real que dura 60 anos é capaz de lembrar até o mais cético e machucado dos leitores de que o amor existe e pode ser verdade para quem se dispõe a vivê-lo e se empenhar por ele.

12 comentários:

  1. não sei se eu leria, mas parece ter suspense e eu gosto de supense quem sabe não dou uma chance a leitura!"

    ResponderExcluir
  2. Sua resenha é ótima! Mas confesso que não tenho vontade de ler esse livro, cuja, a capa achei interessante.

    Atenciosamente Um baixinho nos Livros.

    ResponderExcluir
  3. Não conhecia esse livro, adorei sua resenha.
    Bom achei bem interessante a história, bem fofinha essa coisa de o protagonista achar cartões postais com declarações de amor, como adoro um bom romance, fiquei interessada pelo livro.

    ResponderExcluir
  4. Ainda não tinha visto esse livro, mas achei a história bem interessante.
    Eu gosto bastante de romances, por isso fiquei bem animada com esse, a premissa é interessante e achei bacana o livro ser intercalado em épocas diferentes. Enfim, mesmo não sendo um grande livro, por ter um romance exagerado e superficial, eu acredito que ele me agradaria bastante, e por isso anotei para ler futuramente =)
    Bjs!!

    ResponderExcluir
  5. Olá!
    Não gosto muito de livros com certo teor religioso, talvez o leia futuramente por curiosidade, mas sem expectativas.
    Ótima resenha!
    Beijos!

    ResponderExcluir
  6. Oi Amanda.
    Já li opiniões divergentes sobre esse enredo, mas esse lance de amor relâmpago não me convence e só dificulta o envolvimento com a história.
    Não pretendo fazer essa leitura, esse enredo parece muito fraco mesmo que de um geral ele passe a mensagem principal.

    Beijos.
    Leituras da Paty

    ResponderExcluir
  7. Oi Amanda!
    Ai, que linda história!
    Fiquei aqui lendo a resenha e imaginando os poemas. O Album é uma das minhas próximas leituras (Atrasadas) da NC e já sei que vou ter um livro lindo pra devorar <3
    Uma pena que o amor deles não te convenceu e acho que eu vou acabar pensando a mesma coisa, sou meio prática!!
    Beijos!

    LuMartinho | Face

    ResponderExcluir
  8. Amanda, a única parte do livro que eu gostei foi a de que o cara encontra o álbum com os poemas.
    Aparentemente é uma linda declaração de amor, mas por 60 anos é meio que tenso.
    E a maneira que você disse que foi o relacionamento deles (se casar em uma semana, por exemplo) não me agradou muito.

    Lisossomos

    ResponderExcluir
  9. Olá!

    Este romance não despertou meu interesse. É perfeitinho demais, não consigo ser convencida por histórias assim. :(

    bjs

    ResponderExcluir
  10. Olá!
    Confesso que o gênero do livro não me agrada muito. São poucos os livros românticos que me conquistam e eu tenho receio de pegar um livro e não curtir.

    Beijos
    http://www.breakingfree.blog.br/

    ResponderExcluir
  11. Oi Amanda, tudo bem?
    Não conhecia o livro, mas nem me interessei por ele viu? Não curti a premissa....
    Bjs

    A. Libri

    ResponderExcluir
  12. Que livro incrível, estou interessadíssima em ler. Parabéns seu blog é lindo! Sucesso!

    Voltarei com certeza!

    http://petalasdelicadas.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

Seja Bem-Vindo,
Interaja conosco, é um prazer poder saber a sua opinião.


Deixe seu link que retribuiremos a visita.
Não serão aceitos comentários ofensivos ou de span.

Volte sempre ♥