Escrevi: Penélope ou: O dia dos namorados é amanhã, e eu só queria não acordar.

11 junho 2015

- Te amo tanto. - Escreveu. Mas não podia parar por aí. E se ele não respondesse? E se mudasse de assunto? E se sumisse e nunca mais dissesse nada? - Você ainda me ama? - Continuou. - Mesmo depois de tanto tempo? Mesmo depois de tanta distância?
Seus dedos foram mais rápidos que o arrependimento de ter escrito aquilo, e após o envio, os segundos que se passaram foram séculos. Angustiantes séculos de espera, até que o celular brilhasse, ostentando na tela um sim. Sempre.
Logo, outro alerta do celular.
- Por que essa pergunta? Por que você acha que eu não te amo? - Ele também não poderia parar ali. Tinha medo, ela pensou. E isso era a coisa mais bonita de saber. Medo, como ela de que não fosse recíproco. De que não fosse como antes.
As palavras se formaram sozinhas. Seus olhos, cheios de lágrimas, já não enxergavam as teclas pequeninas do teclado.
- Porque eu ainda te amo tanto, e a cada dia mais, que não parece ser possível que você sinta o mesmo.
Falha no envio. Ainda bem.
- Porque eu preciso saber. Porque enquanto a resposta for sim, eu estarei aqui. Eu te esperarei por mais que não faça sentido. Eu serei Penélope a tecer de dia e desfazer seu trabalho à noite. Eu vou me agarrar ao teu cheiro na minha memória, eu vou escutar o seu choro quando teve que ir. Porque enquanto você responder sim, eu serei tua, como já tinha sido em outras vidas, como já era antes de conhecê-lo. Porque eu sinto que todo o amor que já pensei sentir era eco do seu,em outra vida. Porque eu ainda te sinto do meu lado à noite. Porque eu não saberia responder a alguém o motivo de te amar. Só sei que sinto, e o meu amor é o fruto do seu, e nesse ciclo a gente se amou eternamente. Mais de uma vez, mais de uma vida. E porque se disser não, eu te deixo em paz. Eu te livro da minha presença. Eu te desobrigo. Não precisa mais.
Dessa vez o arrependimento foi mais veloz que os dedos.
Apagou tudo.
- Estou carente. Acho que é por causa das cólicas. Parece que o Godzilla e o King Kong resolveram brigar dentro do meu útero hoje. Desculpe.
A resposta, rápida, trouxe consigo uma lágrima tímida. Quase alegre. Quase doce. Mas ainda triste e amarga.
- Você sempre fica assim. Queria estar aí pra te dar colo e carinho, como antes.

Qualquer semelhança com fatos reais da vida da autora, é coisa da sua imaginação.

30 comentários:

  1. Olá :) Nossa, :o gostei muito desse texto, ficou muito bem feito e chamativo, :D possui uma mistura de romance e melancolia, adorei o final.. ;) hehe Gosto muito de ler coisas desse tipo. :D rsrs Beijão! *-*
    Blog: http://my-stories-wonderful-books.blogspot.com.br/
    Página: https://www.facebook.com/BlogWonderfulBooks

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A melancolia vem de brinde na minha vida. Rsrsrsrs. Obrigada pelos elogios.

      Excluir
  2. Que texto lindo! Você escreve muito bem, parabéns!
    Quem nunca passou por isso, escrever algo e apagar por falta de coragem. rsrrs
    Beijos.
    pricity.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  3. oh, Mandy :(
    fiquei triste com te texto...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É que tu sabe que ele é mais real que ficção, né Val?

      Excluir
  4. Que fofuraaaaaa!
    Adorei o texto, você escreve muito bem! <3

    ResponderExcluir
  5. Adorei o texto, lindo! Queria ter criatividade para escrever assim.
    Amei a parte do king kong e godzilla. hahahaha muito divertido!
    www.apenasumvicio.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Dessa, infelizmente esse texto é 0 criatividade, pura descrição de fatos. Rsrsrsrsr

      Excluir
  6. Profundo! Acho que muitas "iremos" se identificar. E é por isso que me recuso a ler romances... lembranças vem a tona com seu texto. Bjs

    Território nº 6

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu andei lendo muitos romances... acho que esse texto é culpa deles.

      Excluir
  7. Olá!
    Adorei o texto, você escreve muito bem!
    Fiquei com certo dó no final :(
    E a parte do king kong e godzilla = só li verdades hahaha!
    Beijos!

    www.livrosdajess.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada Jess... Rolou uma auto- piedade nesse texto. Hauhauhaah

      Excluir
  8. Oi Amanda, tudo bem?
    Você me fez chorar agora.
    Na TPM fico mais agressiva que carente, mas me identifiquei com seu texto, se for falar os motivos poderia ficar horas escrevendo aqui.
    Bjs

    A. Libri

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ah, Angélica, eu também, se for explicar tudo que me levou a esse texto... horas e horas e horas.

      Excluir
  9. Awnt!
    Que texto linda, Amanda.
    Acho que é bem isso que mulher passa num relacionamento, né?
    E durante a TPM tudo piora...
    Me sinto muito assim.
    O final foi muito amor. ♥

    Lisossomos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Valeu, Débora. Eu fico monstruosa na tpm. Rsrsrsrsrs

      Excluir
  10. Oie!!
    Nossa, que lindo!! *--*
    Adorei!!
    O pior é que acaba sendo bem assim, nem sempre dizemos o que realmente queremos dizer por puro medo do que poderemos ouvir.
    Adorei!!
    *-*

    www.saladadelivro.blogspot.com

    ResponderExcluir
  11. Olá!
    Adorei o texto. Tão delicado, bonito e engraçado ao mesmo tempo, queria escrever assim também. Parabéns!

    Beijos
    http://www.breakingfree.blog.br/

    ResponderExcluir
  12. Fofo e intenso, só tenho isso a dizer sobre seu texto, amei demais e você escreve super bem, daria um bom livro de contos os seus textos em?

    bjs

    ResponderExcluir
  13. ... Não sei como é ficar na TPM, mas sei como é tenso ficar com alguém que está na TPM, rsrs, adorei o texto, muito agradável a leitura! :)

    Abraços e até!

    http://lendoferozmente.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  14. Oii,tudo bem?
    Adorei seu texto, você escreve muito bem, parabéns. Ele me lembrou algumas coisas, como estar prestes a enviar uma mensagem para alguém, se arrepender e apagar tudo.

    Beijos da Jéss ♥
    Brilliant Diamond | Fan Page

    ResponderExcluir
  15. Olá tudo certinho?
    Espero que a cólica e a melancolia já tenham passado em rsrsrsrs, brincadeiras a parte gostei do seu texto e é extremamente real, continue escrevendo, acho que isso até ajuda a externar alguns sentimentos.

    Abraço,
    Diego de França
    www.leitorsagaz.com.br

    ResponderExcluir
  16. Brilhante! Por um momento achei que eu estava divagando em meus pensamentos e não lendo um texto escrito por outra pessoa. srsr Ficou muito bom! Parabéns Flor! <3 <3

    Um grande abraço!
    www.pensamentosvalemouro.com.br

    ResponderExcluir
  17. Ah esses textos rápidos, fictícios sobre a vida real tsc tsc
    Uma pena ninguém mais dizer o que se quer nesse mundão de meu deus
    Espero que a 'personagem' tome vergonha na cara viu
    ser sincera é o que há
    Gostei do texto, bem sensível rs

    ResponderExcluir
  18. Qualquer semelhança com a vida de várias leitoras é mera coincidência
    Parabéns pelo lindo e ótimo texto.
    http://odiariodoleitor.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  19. Ei que texto sensacional , meus parabéns!
    Achei que foi muito bem construído e conseguiu chamar a minha atenção até o final.
    Daria uma boa história.

    ResponderExcluir

Seja Bem-Vindo,
Interaja conosco, é um prazer poder saber a sua opinião.


Deixe seu link que retribuiremos a visita.
Não serão aceitos comentários ofensivos ou de span.

Volte sempre ♥