Resenha: Fingindo - Cora Carmack

14 abril 2015






Ficha Técnica
Edição: 1
Editora: Novo Conceito
ISBN: 9788581636665
Ano: 2015
Páginas: 336
Tradutor: Ana Death Duarte
Sinopse:
Por quanto tempo você consegue prender alguém?
Com seus cabelos coloridos, tatuagens e um namorado que combina com tudo isso, Max tem exatamente o estilo que seus pais mais desprezam... E eles nem sonham que a filha vive assim.
Ela fica em apuros quando seus pais a visitam na faculdade e exigem conhecer o futuro genro. A solução que Max encontra para não ser desmascarada é pedir para um desconhecido se passar por seu namorado.
Para Cade, a proposta veio em boa hora: é a chance que ele esperava para acabar com a sua fama de bom moço, que até hoje só serviu para atrapalhar sua vida.
Um faz de conta com data marcada para terminar... E um casal por quem a gente vai adorar torcer. Fingindo vai seduzir você.

Olá People!
Hoje trago pra vocês a resenha de um livro que recebi através da parceria com a editora Novo Conceito e que eu simplesmente amei. Fingindo é um New Adult de linguagem e temática modernas, com um enredo sutil e envolvente. Ele faz parte de uma trilogia, que apesar de ser uma sequência pode ser lido aleatoriamente. Eu por exemplo, não li Perdendo-me (mas quero muito) e isso não influenciou em nada a leitura de Fingindo.

Resenha

Cade é um personagem reminiscente de Perdendo-me, ele foi o melhor amigo de Bliss e era perdidamente apaixonado por ela, agora está longe de casa tentando o mestrado na universidade de Belas Artes. Ele é praticamente o cara perfeito, inteligente, culto, estudioso, simpático e lindo. Mas, seu coração ainda está machucado pela decepção amorosa. Até o dia em que está num café e uma ruiva tatuada senta-se repentinamente em sua mesa.


Ela é Max, uma jovem  rebelde, de cabelos vermelhos, um corpo glamouroso adornado com sugestivas tatuagens, cantora de uma banda de rock, mas que é duramente reprimida pela sua família perfeita. E além disso tudo ainda carrega consigo um trauma do passado. Ela geralmente namora tipos que seus pais não aceitariam e por isso, sempre os esconde.
Até que um dia por ironia do destino está na cafeteria com seu namorado, um baterista, tatuado e sem boas maneiras. Quando recebe a ligação de sua mãe, dizendo que está de passagem pela cidade e indo para a cafeteria conhecer seu novo namorado. E é aí que sem pestanejar ela toma a decisão mais louca da sua vida. Coloca seu namorado momentaneamente pra correr e pede ao lindo cara com ares de bom moço, que está sentado sozinho no café que finja ser seu namorado por algumas horas.

Cade que está cansado de ser sempre o bom moço da história e já havia se encantado com Max e a liberdade que ela exalava, resolve entrar no jogo e aceita a proposta. Ele conquista completamente os pais de Max de modo que é convidado para o jantar de ação de graças no dia seguinte e então o "namoro" que deveria durar apenas algumas horas começa a se estender.

- Meu nome é Cade Winston. Aluno de mestrado em belas-artes, voluntário, abraçador de mães e seu namorado pelas próximas vinte e quatro horas. Prazer em Conhecê-la.

E várias coisas vão acontecendo, e levando essa fantasia que os dois criaram a se tornar realidade, mas aparentemente existe um empecilho: Eles são diferentes demais...

Será que esse motivo é o bastante pra impedi-los de se envolver? Vocês só vão saber se lerem o livro!

Quando eu leio um livro que me identifico com a personagem, a ponto de querer que ela vire minha melhor amiga  eu já me sinto bem. Mas, fazia tanto tempo que eu não me identificava tanto com uma personagem, tanto no estilo quanto física e psicologicamente e foi isso que aconteceu com Max.

Max é incrível, estilosa, mágica, mas se auto sabota. Ela é bonita, inteligente, bem humorada, talentosa e com uma personalidade forte. Porém tudo isso contrasta com uma baixa auto estima, moldada por anos de repressão familiar.
Sua família sempre quis que ela fosse a garota perfeita e imaculada a típica patricinha, líder de torcida americana e por isso eles nunca a aceitariam como ela é, e nem seu estilo de vida.
E quando ela conhece Cade parece que seu mundo virou de pernas pro ar, ele é exatamente tudo o que ela sempre achou que não merecia (e nem poderia) ter. Ele é exatamente o tipo de cara perfeito, que a família de Max sempre quis com que ela se envolvesse e ele gosta dela do jeito que ela é, não da personagem que ela criou para quando os seus pais estão presentes. Mesmo, enquanto ela pensa que caras como ele, não se interessam em garotas como ela.


Era tão louco quanto o monge de O código da Vinci, só que o sorriso dela era o meu chicote.

E mesmo, quando ela pensa que garotas como ela vão se entediar após algum tempo com caras como ele. Só que ela não imagina que por baixo de toda essa aparente perfeição, ele tem um algo a mais, que a faz se apaixonar mesmo sem querer.

A história é maravilhosa, quente, divertida, profunda e real. A escrita da Cora é jovial e deliciosa, ela nos envolve na leitura variando entre o ponto de vista de Max e Cade. E nos arranca muitos risos (puxa, como eu ri). O livro é intenso, tem romance, sexo e drama, tudo na medida certa. É um perfeito roteiro de comédia romântica pra cinema.

Eu terminei a leitura louca pra ler Perdendo-me, porque espero que Garrick seja mesmo o máximo, pra justificar que Bliss tenha dispensado um cara como Cade por ele. Apesar que acho que ele foi quem ganhou ao ser dispensado, pois sem dúvidas Max era a mulher mais incrível que ele podia ter conhecido.



E aí curtiram a resenha? Já leram o livro?
Deixem suas opiniões ai nos comentários, Beijos



8 comentários:

  1. Olá, Kris!
    Não é o meu estilo de leitora esse gênero de livro. Gostei da sua resenha. Você se expressa muito bem. Pena o gênero não ser o que eu curto rs
    Beijos

    Academia Literária DF

    ResponderExcluir
  2. Kris lindona a capa é linda desse livro, e o que me chamou atenção foi ele ser o todo certinho e ela a maluquinha, casais sendo opostos , tem sempre muitas coisas em comum, gostei muito da premissa do livro. Já estou com ele para leitura. beijos
    Joyce
    www.livrosencantos.com

    ResponderExcluir
  3. Oi! Quando recebi o livro eu pensei: vou odiar, e ai comecei a ler e pronto, estava viciada! Adorei Max, odiei bastante a Bliss, mas fiquei feliz que ela recusou o Cade haha
    Adorei sua resenha!
    Beijos
    cheireiumlivro.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  4. Oláá
    Nossa, parece ser um livro muito legal, eu ouvi falar muito e espero poder ler para dar uma distraída e gostar bastante, acho essa capa bem fofinha.
    Ótima resenha.

    http://realityofbooks.blogspot.com.br/
    Catharina
    Beijos

    ResponderExcluir
  5. Estou lendo o primeiro livro dessa série, Perdendo-me e estou simplesmente amando a leitura, os personagens são muito interessantes e eu não esperava me surpreender tanto com a escrita da Cora.

    http://laoliphant.com.br/


    ResponderExcluir
  6. Olá Kris...
    Confesso que se fosse pela capa eu num chegaria perto desse livro não hahaha
    Mas pelas resenhas eu to doida pra ler... ele assim como o primeiro está na minha lista de desejados desde o lançamento.
    Adorei a sua resenha e o livro minha nossa parece ser muito bom mesmo!!!!

    beijos
    Mayara
    Livros & Tal

    ResponderExcluir
  7. Oi Kris, tudo bem?
    Apesar da premissa ter me chamado atenção, provavelmente não lerei o livro tão cedo.
    Gostei muito da sua resenha e uero saber o que eles fizeram a respeito das diferenças, que na minha opinião não é impedimento...se houver amor é claro.

    A. Libri

    ResponderExcluir
  8. Não li ainda o volume 1, mas a série me interessa, pois tenho acompanhado as resenhas e de modo geram tem me agradado.
    Bjs, Rose

    ResponderExcluir

Seja Bem-Vindo,
Interaja conosco, é um prazer poder saber a sua opinião.


Deixe seu link que retribuiremos a visita.
Não serão aceitos comentários ofensivos ou de span.

Volte sempre ♥