Cansei de Ser Fit: Petit Gateau e minhas vontades grávidas

08 abril 2015

Eu não sou apenas gorda. Sou uma gorda com requintes de crueldade. Tenho vontades extremamente específicas, que se não forem sanadas EXATAMENTE da forma como minha mente gorda maquinou, não me abandonam de forma alguma.

Pra vocês terem uma ideia, eu estava com vontade de COXINHA, mas não era uma coxinha qualquer, era a coxinha da rotisseria da rua onde morava meu ex namorado, que eu considero a melhor do mundo. Daí que por 8 meses (tempo que ele se mudou + tempo que efetivamente terminamos) eu comi todas as coxinhas da Terra, MENOS a coxinha da Pasta Nobre... O resultado foi que ontem a gordinha rolou por quase três km a pé da psiquiatra até o bendito lugar onde fazem minha preciosa coxinha, pra que eu pudesse enfim parar de comer todas as coxinhas do mundo sem me saciar.

Esse tipo de história é recorrente na minha vida. Dias em que eu acordo com DESEJO de panquecas assim, assim e assado, macarrão de um formato ESPECÍFICO, e todo tipo de bizarrices, e se não for desse jeito meu filho nasce com a cara de qualquer coisa. Porquê minhas vontades são insuportavelmente de grávida, e não há meio termo com elas.


Todo esse prelúdio pra dizer que : sim, domingo de páscoa e me atacam as malditas lombrigas de grávida, me dizendo que todo chocolate de páscoa seria em vão, se ele não viesse em forma de uma coisa cremosa, com um recheio melequento e quentinho.


Toca ler o livro que me pareceu mais adequado para o momento, e que eu já resenhei  aqui, o Lindo do Chocolate Todo Dia, da Heloísa Bacellar. Li, folheei e estava achando que a guerra estava perdida, quando me deparei com a receita de Petit Gateau do livro, linda e reluzente, e de dentro da minha pança, as lombrigas gritaram: SIM, é exatamente isso que a gente quer.
Manda o cunhado trazer sorvete de creme e toca pra cozinha.
Muito mais simples do que você possa imaginar, e com poucos ingredientes. Só é preciso cuidado com o tempo de forno, pra ficar aquele centro melequento que a gente ama. Minha câmera não me ajudou e travou na hora de tirar a foto mais importante, mas é isso aí: tava muito bom.

Devo avisá-los, entretanto que esta não é EXATAMENTE a receita da Heloísa. Eu a adaptei pra pobreza mais uma vez. Porque quando pedem chocolate em pó e você só tem aquele achocolatado véio cheio de açúcar, e o chocolate meio amargo DE QUALIDADE vira um tão ruinzinho que derrete na sua mão, você dá seus pulos. Então, aqui vai a receita levemente adaptada, e também devo informá-los que o livro pedia ramequins individuais para assar, eu fiz numa forma de cupcakes de metal e foi TUDO BEM, então não tem desculpa, manda bala aí.

Ingredientes

  • 250 gramas de chocolate meio amargo picado
  • 100 gramas de margarina em temperatura ambiente
  • 3  ovos
  • 1/3 xíc. de farinha
  • 1 colher de sopa de achocolatado
  • 1/2 xíc. de açúcar
  • 1 colher de sopa de leite
Modo de preparo 

  1. Derreta o chocolate em banho - maria , quanto mais picado estiver, mais rápido será este processo.
  2. Após o chocolate derreter por completo, retire do banho maria e adicione a margarina, mexendo vigorosamente até formar um creme brilhante e homogêneo.
  3. Certifique-se que a mistura está fria e adicione os ovos. Será mais fácil se adicioná-los um a um. A mistura deve estar fria para que os ovos não coagulem.
  4. Adicione o restante dos ingredientes e mexa, até obter uma massa homogênea.
  5. Unte forminhas individuais ou uma forma de cupcake com margarina e achocolatado em pó.
  6. Despeje a massa na forma e leve ao freezer por uma hora (eu não tenho freezer, levei ao congeladorzinho mais ou menos da geladeira. Deixei por duas horas mais ou menos, até que tudo ficasse bem geladinho, um pouco mais firme, mas sem congelar)
  7. Pré- aqueça o forno em 200 ° por 10 minutos antes de levar a massa.
  8. Leve os petit gateaus ao forno por cerca de 8 a 10 minutos. (Isso vai depender da potência do seu forno)
  9. Aguarde um minuto para desenformar, e sirva com sorvete.
A receita rende oito porções, mas a minha deu 9, uma vez que foi feita no recipiente "errado". eles não crescem muito (cerca de 0,5 cm, se tanto) então seja generosx na hora de montar a porção. Se você encher o recipiente pela metade, terá metade e um nadinha de petit gateau, e por aí vai.
O preparo todo é muito simples, a única dificuldade é ficar de olho pra não passar do tempo, pois se passar perde aquele centro meleca que é característico do petit gateau.
Espero que vocês façam e gostem.
Beijos.

3 comentários:

  1. Humm que delicia, quanto menos a gente quer comer mais aparece delicias que deixa a gente com água na boca
    Ameiii
    quero muito experimentar
    bjs

    ResponderExcluir
  2. Humm que delicia, quanto menos a gente quer comer mais aparece delicias que deixa a gente com água na boca
    Ameiii
    quero muito experimentar
    bjs

    ResponderExcluir
  3. mais uma que vou fazer e se der certo te aviso. A torta de atum ficou uma delícia *-* e eu morrendo de medo que não prestasse. Essas receitas adaptadas para a pobreza são as melhores ahhahaah <3

    ResponderExcluir

Seja Bem-Vindo,
Interaja conosco, é um prazer poder saber a sua opinião.


Deixe seu link que retribuiremos a visita.
Não serão aceitos comentários ofensivos ou de span.

Volte sempre ♥