Sombras de Dúvidas - (Até na definição do texto)

06 março 2015

Ela havia acordado, mas ainda jazia entre os lençóis.
Despojos de uma noite tórrida e intensa de um sexo brutal e alucinante.
Onde corpos foram tocados, consumidos, arranhados, revirados e
Desejos despertados, apenas para serem consumados.
Mas, ela agora jazia inerte a fitar o teto que refletia o vazio da sua alma.
Ao seu lado ele ressonava.

Ela o amava?
Será que amava?

Entre eles o sexo era bom,
O toque era bom,
As sensações? Essas eram avassaladoras.
Sem dúvidas na cama eles se completavam,
Todavia era como se fora dela, não mais se pertencessem.
Agora sua mente vagava fitando o teto e assistindo nele o vazio do seu coração.
Ele ainda despertava seu corpo, mas não conseguia mais alcançar sua alma.

Isso bastaria?
Ela não sabia.

E enquanto isso sua mente vagava a cantar docemente uma triste melodia.
E lá fora, refletida na janela a noite se despedia
Cedendo brevemente seu espaço
As primeiras luzes do dia.

(Kris Oliveira)

9 comentários:

  1. Kris, seu texto ficou MUITO BOM! Me deu vontade de saber mais sobre "ela" e sobre a pessoa citada, e acho que você deveria fazer um conto agora hahahahaha Gostei da sua escrita! ;D

    Beijos,
    Renata
    psychoreader.wordpress.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Renata,
      de vez em quando eu sou meio que invadida por uns personagens loucos que me fazem escreve-los, já escrevi mais alguma coisas eles, mas dessa vez o foco foi ele.
      Ainda não é um conto, mas semana que vem eu posto :P
      Fico feliz que vc curtiu ^_
      Beijão

      Excluir
  2. Oh vida , oh dúvidas mil que dilaceram nossas pobres mentes enquanto nosso corpo não está nem ai pra p. alguma rsrsr... Texto maravilhosos me fez viajar por alguns deliciosos segundos e a imagem também é belíssima, bjs <3
    http://florroxapoemasepoesias.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. È verdade Lunninha, ser adulto é foda.
      Fiquei feliz que meu texto conseguiu fazer contigo,
      o que os teus fazem comigo.
      Também amei essa imagem, beijos ^_^

      Excluir
  3. Ola Kris!!Nossa !!quente o seu texto, concordo cm a Renata esse merece um conto, despertou minha curiosidade sobre as duvidas dessa mulher, o que a faz ter tantas?E que relação é essa que me parece ser baseia apenas no contato físico?
    BEIJOSSsss...

    http://sonhosdeleitor.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Belo texto. Muito bom mesmo.

    Beijos :)

    ResponderExcluir
  5. que texto foda, Kris *-*
    adorei. Rolou até certa identificação hahaha :p

    ResponderExcluir
  6. Nossa, gostei muito do seu texto. Tão simples, mas ao mesmo tempo com uma profundidade muito única.
    Parabéns.

    Beijos.
    Dois Dedos de Prosa

    ResponderExcluir
  7. Kris, chorei de novo aqui. É engraçado como às vezes nossas anteninhas de vinil sintonizam no mesmo canal. Lindo.

    ResponderExcluir

Seja Bem-Vindo,
Interaja conosco, é um prazer poder saber a sua opinião.


Deixe seu link que retribuiremos a visita.
Não serão aceitos comentários ofensivos ou de span.

Volte sempre ♥