Resenha: Primeira Alvorada - A Lua de J.H. Paschoal

03 março 2015

Oi gente,
prometi que voltava hoje trazendo uma resenha de uma distopia que era babado,
então demorei mas voltei.

A resenha de hoje é do livro Primeira Alvorada - A Lua, o primeiro livro de uma distopia, surpreendente e encantadora, espero que vocês curtam!


Ficha Técnica :
Título: Primeira Alvorada : A Lua , Livro 1”
Autor: J.H. Paschoal
ISBN: 978 85 88121 53 9
Editora:  Idea Editora
Páginas: 192
Leia a sinopse e adicione o livro no Skoob


Resenha

O Livro começa num planeta Terra daqui há cerca de 3.244 anos, o caos tomou conta do planeta, que está imerso em uma nova era do gelo e onde a luz do sol é radioativa e fulmina seres humanos que se expõe a ela. A população então teve que se abrigar em cidades-abrigos sob a crosta terrestre, nela tudo é reciclado, inclusive os mortos, pois todos os bens renováveis, como por exemplo a água são escassos e por isso racionados, os animais não mais existem e a tecnologia é altamente evoluída. Os moradores desses abrigos subterraneos ainda precisam se proteger de invasores desgarrados e dos espectros, espécies de seres sobrenaturais, que ninguém tem certeza de onde vieram, mas sabem que eles são capazes de matar seres humanos.

E é nesse mundo que conhecemos Erick, o porteiro de um desses abrigos, que após a perda do seu avô Rontar,  vê sua vida mudar num piscar de olhos e quando o passado de sua família é revelado, ele se descobre dono de uma herança tão valiosa, que ele nunca poderia imaginar. Artur é um Di Draco, descendente da família que liderou um lendário abrigo, do qual agora só restava a história e Draco.
O SAM (Sistema Avançado de Movimento) que ele herdou do seu avô, mas nem sabe como abrir.
Erick então começa a ser treinado como um dos superiores do abrigo e no meio de uma invasão, ele percebe que a liderança da família percorria suas veias, e acaba tornando um grande herói ao ser decisivo na vitória da batalha.

Ele então decide partir em busca de desvendar os mistérios em torno da história da sua família, na companhia de sua amiga de infância Ânia, uma sensitiva, capaz de prever coisas e ver elementos da 4° parte, como são os espectros, e de Sora, um guerreiro de quem ele conquistou a lealdade durante a batalha da invasão. E No caminho eles visitam novos abrigos e fazem novos amigos e aliados nessa aventura, que está só começando.

O Livro é dividido em duas partes: A Batalha e A Jornada, traz cenas eletrizantes, as batalhas são épicas e não nos deixa tirar os olhos do papel. A mistura de elementos de fantasia com os de ficção científica, foram um atrativo à parte na leitura. Imaginar os SAM's em ação é o máximo, ao mesmo tempo que ficamos apreensivos em cada premonição de Ânia, assim como nas suas detecções de espectros. O autor criou um mundo denso e completamente interessante, que nos surpreende e ao mesmo tempo nos encanta nos detalhes.

Dois momentos que me marcaram muito na leitura foi quando Ânia saiu do abrigo a primeira vez e pode ver a noite, brincar com a neve e depois quando após a batalha os soldados ficaram surpresos ao ver pela primeira vez as águas de um rio. Coisas tão triviais para nós, mas que no futuro, por consequência dos nossos próprios atos possa não vir a ser para as próximas gerações.

É disso que gosto em distopias, nos levam a refletir um pouco mais sobre o futuro da humanidade. A Edição do livro é ótima, não notei nenhum erro na revisão. Amei o livro, em cada detalhe e por isso recomendo a todos a leitura, é um prato cheio para quem gosta de aventura e ação. Convido vocês a em breve virem ler as resenhas dos próximos livros: O Sol e O Céu.

O Livro foi uma cortesia da parceira Idea Editora e vocês podem adquiri-lo Aqui.
Espero que tenham gostado, Beijos!

Galeria



15 comentários:

  1. Achei a capa divina. Também gostei do enredo, parece que deixa o leitor sem fôlego, ao menos foi a impressão que tive com sua resenha, tudo muito acelerado.

    http://poesianaalmaliteraria.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Oii, tudo bem?
    Nossa! Que história!
    Eu gosto muito de distopias e essa é inovadora!
    Bjs

    A. Libri

    ResponderExcluir
  3. Que capa linda, e que ilustração hein! Adorei!
    http://letrasemvida.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Oi, tudo bem?
    Confesso que não costumo ler livros de distopias, até acho o gênero interessante, mas ainda não peguei nenhum livro para ler e me aprofundar mais, sabe? O A Lua tem uma capa super bonita e a premissa dele é bem bacana, mas não sei se lerei ele algum dia :c

    Beijos :*
    Larissa - http://srtabookaholic.blogspot.com

    ResponderExcluir
  5. Que livro bonito, adoro livros nesse estilo e que se dividem em duas etapas,
    sou apaixonada por distopias, com certeza esse vai entrar para a minha lista quero ler,
    parabéns você escreve muito bem, amei a resenha.
    beijos

    ResponderExcluir
  6. oi tudo bem?
    Olha adorei sua resenha, achei a capa do livro super linda, mas confesso que não é meu tipo de leitura que gosto, mas minha cunhada ama este tipo leitura eu adoraria dar um deste para ela de presente.
    bjs

    ResponderExcluir
  7. Oii adorei a capa, a ilustração e a resenha *.*
    Esse livro parece ser muito bom, não o conhecia, por isso irei procurar saber mais sobre ele

    beijos
    http://livrosetalgroup.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  8. Oi tudo bem? Achei linda a capa as figuras"", porém não sou fã desse gênero, mas a resenha ficou ótima,.
    Estava visitando seu blog e ele é lindo!!! Parabens

    ResponderExcluir
  9. Olá querida tudo bem? adorei a resenha achei super bem feita, o livro é muito bom gostei. Beijos

    ResponderExcluir
  10. Nossa, que diagramação bonita a desse livro. Também adoro distopias e esse teor critico que elas contém.

    beijos
    Kel
    www.porumaboaleitura.com.br

    ResponderExcluir
  11. Olá, tudo bem? Distopia não é o meu gênero favorito mas quero muito conhecer novas histórias e novos estilos esse ano! Vou anotar a dica!!

    Beijos,

    Mari
    cantinhodeleituradamari.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  12. Olá, confesso que nunca tinha visto este livro, mas me encantei pela capa e diagramação! Amo distopias e o tom critico na qual ele tem. Espero ter a oportunidade de ler.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  13. Oie, tudo bom?
    Eu como uma boa fã de distopias, fiquei muito interessada nesse livro. Sua resenha soube pontuar os aspectos bacanas e confesso que é uma narrativa bastante interessante. Realmente eu também gosto de tramas distópicos porque nos fazem refletir sobre vários aspectos do nosso cotidiano.
    Beijos,
    http://livrosyviagens.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  14. Adorei seu blog, conheci bastante livro novo e diferente dos que estou acostumada a ler, ótimas resenhas, tá de parabéns. Esse livro parece até ser legal mas já estou tão cansada desses livros chamados distopias, cansei de que tenham sempre as mesmas coisas. Sua resenha foi ótima, só não curti você ter contado algumas partes do livro, fora isso tá demais hahaha

    Beijão,
    www.garotaroyal.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Flor,
      acho que você entendeu mal, pois as partes do livro que eu detalhei na resenha, não são importantes na história, por isso não contam como spoiler. Só citei porque me despertaram atenção. Sempre tomo muito cuidado nas resenhas pra não roubar a surpresa dos livros.
      Fico feliz que tenha gostado e volte sempre!

      Excluir

Seja Bem-Vindo,
Interaja conosco, é um prazer poder saber a sua opinião.


Deixe seu link que retribuiremos a visita.
Não serão aceitos comentários ofensivos ou de span.

Volte sempre ♥