Resenha: Confesse-me - Hugo Ribas

10 fevereiro 2015

Edição: 1
Editora: Giostri
ISBN: 9788581086477
Ano: 2014
Páginas: 104

Resenha

Hoje eu trago para vocês a resenha de Confesse-me do autor Hugo Ribas.
Quero primeiramente agradecer ao autor por ter me enviado o livro e pela confiança em mim pra ser uma das primeiras a resenharem a sua obra. Foi um grande prazer!

O Livro se encaixa na categoria de Novela pela sua extensão, mas apesar de curta a história é completa e não nos deixa nada a desejar. Narrada de maneira variada entre a e pessoas, têm seu ponto alto nos embates firmados entre Hector, Seus Personagens e Suas contas.



Confesse-me apresenta-nos a história de Hector, um jovem que desde a infância traz consigo um sonho: Ser Escritor. Porém, as intempéries da vida acabaram o levando para outro caminho e ele próprio acabou por frustrar esse sonho. O que o fez desenvolver uma personalidade amargurada e depressiva. Ele camufla suas frustrações atrás de uma grossa camada de sarcasmo e ironia e as projeta muitas vezes em quem está ao seu redor. O que me levou a querer entrar no livro, dar uns tapas na cara dele e dizer: "Acorda, Hector! O responsável pela sua vida é você, foram as suas atitudes que te fizeram chegar aí e só elas podem te tirar daí!" E ao mesmo tempo me fez refletir sobre mim mesma (pois, eu também sou bem negativa), pensei em alguns momentos: "Será que eu também ajo assim?" E acabei decidindo me policiar em relação a isso.

Porém, vale ressaltar que essa atitude de Hector não é algo infundado. Pois tendo visto sua mãe abandonar seus sonhos, para cria-lo sob as duras penas de um trabalho de domingo a domingo, perdendo assim os cabelos e a saúde. vê-se entre a cruz e a espada ao ter de decidir se deve manter um emprego que paga as dívidas, mas não o deixa feliz. Ou se desiste de tudo e vive abraça a vida de escritor que, inicialmente, não lhe dará o dinheiro nem para sobreviver.

É impossível para um leitor que sente, ou já sentiu, o anseio de abraçar a carreira de autor não se identificar com nosso protagonista. Seja pelos questionamentos, quanto pela falta de tempo para dar a atenção necessária aos seus personagens, por ser ácido devido a frustração ou por trabalhar numa "Merda" (esse é o apelido que o personagem deu a empresa onde trabalha) também. O mais legal da história que o Hugo escreveu é isso, nos identificamos com o Hector e podemos tentar não cometer os mesmos erros que ele.

Só sei que terminei a leitura morrendo de vontade de ler a Profeta Clara e Benjamim.
Quem ler o livro me entenderá :)

A leitura foi bem rápida e fluída. O livro foi aprovado e recomendado!

Galeria no Instagram



Acompanhem o livro pelas Redes Sociais
Facebook | Skoob

Compre o livro Aqui
Espero que tenham curtido, Beijos!

13 comentários:

  1. Olá, tudo bem??

    Adorei a resenha... Acho que todos nós blogueiros somos um pouquinho de escritores, não é mesmo? Fiquei muito interessada quanto ao enredo do livro e acho que eu também me identificaria!

    XOXO
    umnovo-roteiro.blogspot.com
    PS: te vejo lá no meu cantinho, né?

    ResponderExcluir
  2. Achei interessante esse pensamento negativo do Hector, porque andei numa fase bem negativa como ele, e quase desisti de algumas coisas que eu queria muito... mas no fim acabei percebendo que o importante é continuar tentando hahahaha Espero que esse tenha sido o pensamento dele também ;D

    Renata,
    psychoreader.wordpress.com

    ResponderExcluir
  3. taí, só pela tua resenha já percebi que rolou uma identificação com o personagem... policia-se quanto a isso é dificil pra mim, tento mas...
    bem, só não quero ser escritora e estou contente com minha profissão, afora isso, creio que o personagem tem mt de mim...
    bjs.

    ResponderExcluir
  4. Me identifiquei muito com o personagem, porém como citei no meu blog esses dias, estou tentando ser menos negativa a cada dia que passa. Achei a história bem interessante também, apesar de não querer ser escritora. Super beijo!

    Mutações Faíscantes da Porto

    ResponderExcluir
  5. Oi Kris, tudo bom?
    Me parece muito bom o livro, a gente nunca imagina o que tem por tras de uma pessoa amargurada, mas pena não é o caminho, ele realmente tem que se perceber e tomar as redeas da sua vida, infelizmente nem tudo é do jeito que sonhamos... adorei a indicação, adorei as fotos parabéns pela resenha, bjos
    CarolMello.com

    ResponderExcluir
  6. Já conheci pessoas como o Hector. E vou dizer, as pessoas que conheci, que eram homens, era um poço de inveja, frustração e arrogância. Me interessei pelo livro, gosto dessa verossimilhança.

    ResponderExcluir
  7. A história do livro me parece bem próxima a realidade de muitas pessoas, que mantém seus sonhos engavetados e se veem insatisfeitas e presas a um frustrante trabalho, por conta de falta de coragem ou até mesmo comodismo de assumirem a verdadeira vocação... Muito boa a indicação e devidamente anotada. Abraço!

    Click FB

    http://liza-pink.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  8. Oiiii Kris!!! Que alegria ler esta resenha, saber que gostou de "Confesse-me", e perceber que o Hector causa nos leitores tantas sensações antagônicas, como por exemplo: irritação por ser tão negativo, seguida de uma espécie de cumplicidade e identificação, já que todos nós carregamos no peito alguns sonhos que, por vezes, parecem ser difíceis de se alcançar. Às vezes tenho a sensação de que Profeta Clara e Benjamin são como esses sonhos inalcançáveis rs....

    ResponderExcluir
  9. é tão bom, quando um livro nos prende assim,
    e da vontade de querer mais
    Quando temos um sonho e vamos em busca
    e a vida com suas vira voltas acaba
    deixando nossos sonhos para trás
    não podemos esquecer que somos
    os donos das nossas vidas
    esse livro deve ser um despertar
    mesmo maravilhoso

    Linda Tarde
    beijokas da Nanda

    #Click FB
    Mamãe de Duas
    Google+Nanda

    ResponderExcluir
  10. Olá flor adorei a resenha, o livro me parece ser muito bom pelo o conteudo que eu li´vou ver se acho esse livro para comprar. beijos
    #Click FB

    ResponderExcluir
  11. Cda livro nos faz pensar, refletir sobre nossa vida, as vezes pra dar um up
    Bjs

    mamaenathan.blogspot.com

    ResponderExcluir
  12. Woooow, Kris...
    Parabéns por outra resenha maravilhosa!
    Gostei muito da temática do livro, porque creio que nunca estamos satisfeitos com o que somos, ou fizemos, ou conseguimos... estamos sempre em busca de coisas novas e de fazer coisas novas, mesmo porque estamos sempre em evolução, melhoria, crescimento. Me vejo atualmente refletindo sobre uma série de escolhas, e seus efeitos ao longo dos anos, e de cara fui me identificando, principalmente no que se refere a "morte dos sonhos"... Me impactou, passei por uma fase meio analitica, desanimada, vendo tudo parado, acho que todos nmos confrontamos durante uma fase destas. Sem dúvida, este é o ponto principal... Muito mais que os desafios de um escritor iniciante, os conflitos do Hector são os mesmos de todos aqueles que por um motivo ou outro não conseguiram realizar aquilo que projetaram para a própria vida.
    A gente tem mesmo é que se reinventar. Usar um plano A, B, C...quantos forem necessários...
    Beijão, querida!
    #ClickFB
    Alê | Diva Todo Dia

    ResponderExcluir
  13. Nossa meu bem
    E de cara me apaixonei pela capa do livro
    A historia do livro parece ser bem envolvenye
    E nos mosta a nao desistir de nossos sonhos
    Que resenha maravilhosa

    #CliickFB

    www.blogdamiihs.blogspot.com.br

    ResponderExcluir

Seja Bem-Vindo,
Interaja conosco, é um prazer poder saber a sua opinião.


Deixe seu link que retribuiremos a visita.
Não serão aceitos comentários ofensivos ou de span.

Volte sempre ♥