Resenha: Área de Segurança - Gorazde, A Guerra na Bósnia Oriental 1992 - 1995, de Joe Sacco

03 dezembro 2014

Edição: 
Editora: Conrad
ISBN: 8587193511
Ano: 2002
Páginas: 232
SinopseNos últimos meses de 1995 e começo de 1996, o quadrinista e repórter Joe Sacco viajou quatro vezes a Gorazde, área de segurança delimitada pelas Nações Uniadas durante a Guerra da Bósnia que esteve à beira da destruição total durante três anos e meio. Cercada por forças sérvias, a população de Gorazde, em sua maioria muçulmana, sofreu ataques pesados e privações severas para defender a cidade, enquanto o restante do leste da Bósnia era "limpo" de sua população não-sérvia.
Mas tanto quanto Área de Segurança Gorazde é o relato de um ataque terrível, é também o retrato de pessoas que lentamente se permitiam acreditar que a guerra chegava ao fim e que eles tinham sobrevivido


 Minhas opiniões sobre o livro:
Eu tenho um gosto bem estranho pra livros, sei bem disso.
Mas Área de segurança é um relato incrível. Mesmo. Ainda que você não tenha o mínimo interesse por conflitos em terras distantes. Ainda que você não curta quadrinhos. Este livro é sobre pessoas. Sobre Esperança. Sobre Trivialidades. Sobre tentar tocar a vida. Tudo isso enquanto se espera a guerra acabar.
Em sua obra Joe Sacco nos apresenta não a cobertura de uma guerra, mas a expressão de seres humanos, a vida de pessoas, seus sonhos que insistem em continuar vivos.
O traço forte e marcante de Sacco nos ajuda a adentrar neste mundo denso, e sentir como se tivéssemos conversado com cada uma daquelas pessoas, como se aqueles depoimentos fossem ouvidos por nós mesmos.


Claro, alguns relatos e desenhos são bastante chocantes. Mas é um relato de guerra, ninguém vai esperar flores, né?
Eu acho que li esse livro pela primeira vez com uns quinze ou quatorze anos, e desde então sempre que releio descubro uma nuance diferente.
É tudo muito vivo, muito honesto e muito pungente. As expressões que Joe imprime em suas personagens, os relatos de esperança e de medo, tudo palpável demais.
Joe Sacco publicou também dois livros sobre o Conflito na Palestina ( Eu tenho "Uma Nação Ocupada" - feito com a mesma carga emocional deste.) e um sobre Sarajevo, que eu adoraria ler.
O autor é muito preocupado em tentar manter sua opinião "gringa" de fora, e focar nas diversas opiniões de quem vive a guerra na pele. Gente pacifista, nacionalista, individualista, estão todos ali.
Por mais que eu fale, não consigo descrever o impacto desta obra.
É tão repleta de sutilezas. É devastadoramente triste, e bem humorada. Singela e forte. É HUMANA, e por isso tão cativante.
Se você puder, leia. É uma daquelas coisas que muda sua visão de mundo, que te faz ter empatia.
E se não fizer, você não é mais meu amigo. Huahauahuahau.
Bejo e quejo.

5 comentários:

  1. eu chorei lendo Gorazde. Tenho os dois da Palestina, Derrotista e o de Sarajevo, comprados numa promoção do Submarino, os 5 por 30 reais... Ainda pretendo resenhar alguns deles no blog, e costumo trabalhar em sala de aula com eles tbm...

    Realmente, se a pessoa não se sensibilizar ao ler, eu é que quero distância de alguém assim...
    bjs, Mandy ^^

    ResponderExcluir
  2. Ahh! Não sei se eu leria esse livro não. :S
    Não gosto desse tipo de história sabe, acho fascinante, de certa forma, mas não tenho prática nesse tipo de leitura.

    Beijos | Pretty Things!

    ResponderExcluir
  3. Amanda esse é o tipo de livro que eu não leio.
    Não curto muito leituras relacionadas a guerras.
    É muito sofrimento e me dá uma ressaca desgraçada.
    :*

    ResponderExcluir

Seja Bem-Vindo,
Interaja conosco, é um prazer poder saber a sua opinião.


Deixe seu link que retribuiremos a visita.
Não serão aceitos comentários ofensivos ou de span.

Volte sempre ♥