5 Pratos pra quebrar em 2014 #Meme Rotaroots

18 dezembro 2014

A Proposta do grupo foi:
"Quais sentimentos você quer deixar em 2014? O que mais te incomodou nesse ano e que você pretende deixar para trás e assim entrar em 2015 com tudo novo?
Escolha 5 sentimentos ou situações, conte o porque e "quebre" os pratos!"


Essa foi a primeira postagem que eu escolhi fazer como participante do Rotaroots, porque 2014 foi um ano tão pesado pra mim e me despertou tantos sentimentos que me incomodaram, que eu preciso quebrar esses pratos, pra poder entrar em 2015 em paz.

Primeiro vou numerar os sentimentos (minhas bad trips) e depois esclareço o porquê.

1- Frustração
2- impotência
3- Ansiedade
4- Tristeza
5- Decepção

Acho que eu poderia numerar mais 5 sentimentos negativos, agora entendam o que me fez sentir assim.

Até o mês de Junho meu ano corria bem, nada as mil maravilhas, mas estava tudo sob controle. Porém assim que o mês de Junho acabou, meu mundo ruiu. Minha mãe que já vinha doente há um certo tempo, contraiu Toxoplasmose e nela a doença se apresentou da maneira mais agressiva, no cérebro. O que a fez inicialmente perder a visão e como se isso não fosse o suficiente a doença a deixou também com sequelas mentais.

Ela foi internada no Hospital das Clínicas do Recife durante cerca de dois meses e por ser filha única, tive que abandonar a minha vida, deixar minha filha com a minha sogra e ir ficar lá como acompanhante dela no hospital. Lembro que quando cheguei no hospital, chorava copiosamente, constantemente, pois tinha a impressão de que ela não sairia daquela situação. E foi aí que a Frustração se abateu sobre mim e com ela a impotência de ver a minha mãe naquela situação e não poder fazer nada.
A Vida no hospital é horrível, muita pressão psicológica por todos os lados e péssimas condições de estadias, foram cerca de dois meses presa num quarto de hospital, dormindo numa cadeira desconfortável, me alimentando com uma comida nojenta (é Nojenta gente, até as enfermeiras diziam que a comida era escrota, elas referiam comprar comida fora, do que comer a comida que servia no hospital.), muitas vezes sofremos maus tratos dos funcionários do hospital (de enfermeiras mau humoradas a copeiras desagradadas com o emprego e que descontavam seus problemas em nós.). O que me valeu nesse tempo foram as amizades que eu fiz, tanto com algumas acompanhantes, como com pacientes que viveram comigo durante algum tempo.

E nesse ínterim as minhas crises de ansiedade começaram, foram quase dois meses vivendo num inferno, com saudades da minha filha, e quando as crises vinham a minha vontade era pular da janela. Mas, Mainha melhorou, porém a sua consciência, não. Depois de voltar pra casa ela ainda sofreu um derrame que prejudicou também a sua locomoção, hoje ela está cega, acamada e a sua consciência parece com a de alguém que teve Alzheimer. E o que intensifica a minha tristeza é saber que ela tem apenas 45 anos, e quem antes era cheia de vida, gostava de festas, de se arrumar, namorar, estar bonita, dividir as minhas roupas, agora vive numa cama sem ver o mundo, usando fraudas e sem saber nem em que ano vive.
E isso me faz sentir uma decepção imensa, com o mundo, com a vida e até comigo mesma, que não tenho forças pra encara-la daquele jeito. Por não poder fazer nada para mudar a situação que ela se encontra e por tantas coisas que não tivemos oportunidades de fazer...

Então esses são sentimentos que eu quero deixar pra trás, junto com 2014, não sei se há como, mas espero que haja. Pois não sei se terei forças pra suportar outro ano tão trágico quanto esse.

Beijos!

8 comentários:

  1. Pois é Kris, minha querida, 2014 foi um ano de se pegar inteirinho, colocar num prato e quebrar sem deixar nem um tiquinho pra contar história.
    Que 2015 não tenha nenhum resquício de 2014 pra todas nós.

    ResponderExcluir
  2. meu Deus, Kris. :O Não sabia que ela não se recuperou por completo. :(
    Sei nem o que dizer... esse ano tbm foi mto triste pra mim, com a perda de Eni, sabe??? ano passado foi uma merda total com a morte de tio Renato, esse ano perco uma amiga, espero que 2015 não me traga mais mortes... sério, tenho mto medo :(
    Que 2015 seja melhor pra todos nós... muita luz e melhoras pra tua mãe...

    Sobre o hospital, qnd minha irmã ficou internada ano passado, passei 11 dias com ela, graças a Deus não tive tantos problemas assim com o hospital, a comida lá era gostosa. Senti falta disso de lá xD Ela ficou no HR...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Val, segundo o que eu ouvi na minha estadia por lá, as enfermeiras disseram que realmente antes a comida era muito boa, mas depois que mudaram a empresa terceirizada que cuidava da cantina a qualidade caiu. Mulher o negocio parecia lavagem, tinha dias que davam sopa com gosto de queimado (sabe quando o fundo agarra na panela?) Pois é! Já visse carne de hamburguer cozida? Juro que um dia esse foi o menu do almoço. Aquele hospital tá um caos, os elevadores quebram todos os dias, perdi as contas de quantas vezes ele parava entre os andares cheios de gente. A alegria que tinha por lá era fazer amizade com as outras pessoas, mas até isso eu temia, pois a ala que mainha ficou parecia o corredor da morte, todo mundo morria, fiz uma amiga lá e um mês depois que sai recebi a noticia que ela faleceu. Fiquei muito mal por ela.
      Olha realmente 2014 foi um ano tenso, não desejo outro desse nem pas inimiga. E Espero que o teu 2015 seja melhor também, fiquei muito Triste por ENI também, mesmo não a conhecendo. bjo

      Excluir
  3. Adorei essa proposta, e como você tenho alguns pratos pra ser quebrado nesse mês pra entrar em 2015 com o pé direito. Sinto muito mesmo por sua mãe, mas você foi bem forte, suportar essa barra sozinha não é pra qualquer um, e continue assim, um dia sua mãe vai melhorar, tenha fé nisso, estarei aqui orando por ela e pelo seu 2015, pra ele ser um ano bom e cheio de vida tanto pra você quanto pra sua mãe :D

    http://senhoritaslunaticas.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Miah, não compartilho dessa sua fé no impossível, mas obrigada pelas palavras.
      E pela visita, Beijos.

      Excluir
  4. Vou quebrar junto com você e as outras ciganas. 2014 foi complicado. Creio que até demais.
    Lembro-me que quando nos conhecemos, você falou de sua mãe, e que depois entraria em contato para fazermos uma parceria. Hospital é um lugar que sempre me deixa nervosa, não consigo ficar muito tempo; acredito que você deveria sair do hospital bem exausta. :(

    Mas, quero acreditar que 2015 será um ano melhor.... ao menos financeiramente.

    ResponderExcluir
  5. Eita Kris...
    Nem sei o que dizer.
    2014 foi difícil sim, eu perdi meu avô no meio do ano, mas ele já estava bem velhinho: 98 anos, mas era bem consciente e tudo, só precisava de cadeira de rodas pra se locomover, mas também andava sozinho.
    Vida no hospital não é vida, já fiz trabalho voluntário e sei como é :/

    Te desejo um ótimo 2015 e que todos esses sentimentos fiquem presos em 2014.

    Beijos
    ​​​​​LiteraMúsicas​ | Fanpage

    ResponderExcluir

Seja Bem-Vindo,
Interaja conosco, é um prazer poder saber a sua opinião.


Deixe seu link que retribuiremos a visita.
Não serão aceitos comentários ofensivos ou de span.

Volte sempre ♥