Resenha: Vítimas do Silêncio - Janethe Fontes

20 novembro 2014

Edição: 1
Editora: Universo dos Livros
ISBN: 978-85-99187-74-6
Ano: 2009
Páginas: 187
Sinopse:
Violentada sexualmente, ela preferiu manter o silêncio. Porém, o preço do seu silêncio pode ter-lhe custado alto demais...
... Um caso de abuso sexual ...
... Uma tentativa de fuga ...
... Um novo crime e ameaças ...
... O reencontro com o inimigo ...
Uma garota é vítima de estupro e tenta reconstruir sua vida. Mas, quando finalmente acredita ter encontrado o caminho da felicidade e esquecido aquela noite fatídica, um novo episódio a faz despertar para a apavorante certeza de que é absolutamente impossível fugir do passado... E só existe uma alternativa para que a paz retorne ao seu coração e se faça prevalecer a justiça: confrontar seu pior e mais temível inimigo.
Com uma narrativa surpreendente, a autora mantém o suspense até o fim, fazendo com que o leitor tenha de prender o fôlego para acompanhar essa aventura que traz, a cada capítulo, novas revelações e emoções de um passado que já parecia esquecido.
"Vítimas do Silêncio combina ingredientes como Romance, Aventura, Suspense, Sedução e Mistério em um livro que vai prendê-lo do começo ao fim, tendo como pano de fundo a questão do abuso sexual."

Aperte o play e ouça a melodia que
acompanha a resenha desse livro apaixonante 

Eu Sei Que Vou Te Amar by Tom Jobim on Grooveshark

Resenha

Eu ia ler só um capítulo, já eram duas da madrugada, mas eu não consegui mais largar o livro e quando dei por mim já eram 5 da manhã, o dia começava a amanhecer e eu virava a última folha do livro.

Sério, fazia tempo que isso não acontecia, mas o livro da Janethe foi me cativando e me prendendo, tanto ao ponto que eu não consegui me desvencilhar da história e ir dormir. E mesmo quando acabou, eu ainda me senti num vácuo entre o espaço-tempo absorvendo tudo o que eu tinha lido.

Me apaixonei perdidamente pelos personagens e com o Will então, foi amor à primeira vista! Meus olhos se encheram de água tantas e tantas vezes no decorrer da leitura. Que é tão intensa, marcante e profunda, de uma maneira que consegue ir buscar lá fundo toda a empatia da nossa alma.

A história começa sendo narrada em terceira pessoa o ano é 1988 e conhecemos Margarida (Guida) num ônibus fugindo de São Paulo rumo à Gramados no Rio Grande do sul, onde mora sua tia irmã de sua mãe. Guida traz consigo a saudade da mãe e da irmã, trauma, uma ferida na alma e um pavoroso segredo, que ela guarda apenas para si, talvez por vergonha, talvez por medo nem ela mesma sabe. Margarida havia sido estuprada pelo padrasto.

Em gramados ela é bem recebida na casa da tia, cria laços muito fortes de amizade com sua prima Lígia, mas o mesmo não acontece com a outra prima, Bete que por vezes aparenta nutrir por ela certa aversão. Já com Marcos o primo, os laços criados são maiores que os de uma simples amizade, eles se apaixonam, mas esse amor não é bem visto pela tia.

Nesse ínterim mãe de Guida separa-se do marido e vem para Gramados refazer a vida, a moça fica feliz pois tudo na sua vida parece ter voltado a dar certo...
Mas é apenas a calmaria que precede a tempestade, sua tia descobre a relação entre os dois e manda Marcos estudar fora do Brasil, Guida descobre que está esperando um filho do primo e como se tudo isso não fosse o bastante um dia Carlos, o padrasto, aparece para uma suposta visita e sua mãe o perdoa.

Fazendo assim que Guida resolva fugir outra vez, dessa vez ela faz o caminho contrário e volta para São Paulo e após meses de buscas em vão, ela se depara com um anuncio de emprego. A vaga é para uma babá, mas lá ela descobre que não é de uma criança que ela cuidará e sim de um jovem, que acabou ficando paraplégico após um acidente durante um salto de paraquedas. Willian é um jovem magnifico, porém revoltado com a sua situação, tornou-se rígido e sisudo, mas Margarida o encanta a primeira vista.

E é aí que a vida de Guida começa a mudar, mas o sofrimento ainda a encontrará durante vários momentos de sua vida, ela ainda descobrirá que seu silêncio acabou custando muito caro. Mas torna-se uma mulher guerreira e passa a lutar por justiça, para ela e para outras mulheres que passaram o mesmo sofrimento que ela. Ela continua sua trajetória em busca de sua paz interior, da chance de ser feliz e de ser amada de verdade.

Como eu falei antes, a história do livro é forte e marcante demais, ela nos absorve completamente e nos faz pensar em quão real aquilo é para algumas meninas por aí, só que nem todas tem a mesma sorte de Guida. Algumas infelizmente não aguentam a pressão física e psicológica, o que as leva a seguir o mesmo caminho que uma outra personagem da história. Que eu não irei citar, para não roubar de vocês a surpresa, desse enredo tão rico que a Janethe Fontes escreveu.

A escrita da Janethe é gostosa, os detalhes que ela nos apresenta ao longo da narrativa, pesam muito na maneira que a história nos cativa. Até o sotaque que ela atribui a alguns personagens dá um quê de único a eles, que são muito ricos e bem elaborados, do tipo que nos transmitem sentimentos e faz com que o leitor se apegue a eles como se eles existissem de verdade, no caso dos bons, ou tenhamos completa aversão e nojo, no caso dos maus. A doçura de Margarida, apesar de todo o sofrimento que ela enfrentou é algo de muito sublime que o livro transmite, assim como a bondade das pessoas da família Fraga, que fez com que eu desejasse que realmente hajam pessoas assim no mundo.

O enredo vai se desenrolando sutilmente e chegando a clímaces avassaladores, sem se tornar apelativo. O Livro surpreende, tira o fôlego, faz sorrir e chorar, desperta dentro de nós vários sentimentos, e como a vida real vai seguindo seu fluxo.  

Leiam, sem dúvidas vocês não irão se arrepender, a leitura prende do início até o fim. Além de levantar a importante questão da violência sexual, que é algo tão presente no cotidiano de tantas famílias, mas que a maioria da sociedade fecha os olhos pra não ver. Essa sem dívidas é uma leitura recomendada para homens e mulheres, não só para finalidade de entretenimento, mas principalmente para a reflexão.


Galeria



Espero que tenha gostado da resenha, Beijos


Essa postagem é válida para o


6 comentários:

  1. Nossa Kris. Eu fiquei doidinha com a história desse livro, desde o momento que você postou a foto do prólogo.
    É muito bom que tenha uma autora brasileira disposta a tocar nessa ferida. Quero ler djáaa.

    ResponderExcluir
  2. Nossa bem forte a leitura, e triste ao mesmo tempo, me surpreendi ao ver que você devorou o livro sem perceber, e achei triste por ela se apaixonar e seu primo ser mandado fora a estudo, e quando la encontra o garoto.
    E realmente, pode ser ficção, mas isso acontece a toda hora e todo momento com homens e mulheres, infelizmente é triste isso, andar com medo e insegurança nas ruas.
    O livro parece mesmo ser cativante e que nos tire da zona de conforto.
    Beijos Kris, ThaynáQ.

    ResponderExcluir
  3. Ahhhhhhhhhhhhhhhhhh... a escrita da Janethe é show!

    Realmente maravilhosa. Parabéns pela bela resenha e parceria. Janethe é uma amiga do meio literário que tem ousadia de escrever sobre temáticas que muitos e muitas rejeitam. Um grande nome da literatura nacional!

    bjs!

    ResponderExcluir
  4. quando ele veio pro Mochila literária, eu fiquei mto a fim de ler o livro dela, justamente esse, mas não tive grana pra comprar, pois já tinha comprado outro livro que tb tava querendo no mesmo evento. =/
    Mas a autora é super simpática, gostei mto do debate com ela. Um dia, tomara que eu tenha a chance de ler Vítimas do silêncio ^^
    bjs, Kris <3

    ResponderExcluir
  5. Kris, vale dizer que me apaixonei pelo seu blog? rsrs
    Sem contar nessa resenha que aguçou minha curiosidade. Ah como eu torço para que logo minhas férias cheguem pra colocar minhas leituras em dia. E essa terá lugar entre elas.
    Beijossss

    http://umadosedeletras.com.br

    ResponderExcluir
  6. Nossa, é uma história realmente impactante! Adorei adorei adorei e já estou doida para ler! A capa devo confessar que não me chamou muito atenção, mas a história compensa né? Adoro livros que você lê sem perceber, como esse.. vou adicionar na minha lista de desejados!

    Escrevendo Mundos

    ResponderExcluir

Seja Bem-Vindo,
Interaja conosco, é um prazer poder saber a sua opinião.


Deixe seu link que retribuiremos a visita.
Não serão aceitos comentários ofensivos ou de span.

Volte sempre ♥