Parceria: Erica de Castro Autora de Rainha Sarah - Um

10 outubro 2014

Oi gente, hoje eu venho apresentar a vocês uma autora, que eu já conheço há um certo tempo (pela net, infelizmente não nos conhecemos pessoalmente), acompanho o seu trabalho desde antes de sair do papel e agora tive o prazer de firmar parceria com ela.

Estou falando da Érica de Castro ou Rainha Sarah como é conhecida no meio BDSM e que há um tempo lançou seu primeiro livro: Rainha Sarah - UM.


No livro a Érica retrata o cotidiano BDSM pelo lado do FemDom, vindo como um diferencial para os leitores (as) que se interessam por essa temática, mas que estão habituados a ver enredos que apresentam a submissão feminina. Em Rainha Sarah - UM, Você verá a mulher dominar!

Agora vamos conhecer um pouco mais da Autora e da Obra, em breve trarei a resenha pra vocês!


 Sobre a Autora

Érica Araújo e Castro, é belorizontina tendo se mudado para Conselheiro Lafaiete depois de seu casamento, já residindo na cidade há 15 anos, atuando como professora e fazendo parte do cenário Heavy Metal com sua banda Achilles.


Desde cedo, Érica viu-se envolvida com leituras e livros, sendo amante da Literatura – de todos os tipos dela. Começou a exercitar a escrita ainda na escola. Sempre desejou ser professora e, por isso, quando chegou a hora, cursou Letras juntando o amor pelos livros ao conhecimento de sua estrutura e forma, adquirido na academia.
A primeira cena que escreveu falava de uma prostitua sendo assassinada em uma banheira – algo que assustou seu pai, à época, que, mesmo assim, incentivou-a a continuar escrevendo. Seus primeiros contos envolveram histórias de terror e mistério, já que admira profundamente autores como Edgar Allan Poe, H. P. Lovecraft, Stephen King. Alguns destes contos foram publicados em jornais e reproduzidos em blogs na internet.


Seu envolvimento com histórias libertinas vem da adolescência quando entrou em contato com os escritos de Marquês de Sade e Pauline Reáge (pseudônimo de Anne Desclos) – notadamente, Justine e A História de O. Com essas obras também se iniciou seu envolvimento com histórias sobre a subcultura BDSM (Bondage e Disciplina; Dominação e Submissão; Sadismo e Masoquismo), assim como seu interesse mais específico pela área do FemDom (Dominação de mulheres sobre homens).


Todo esse conjunto fez com que uma persona tomasse forma – a Rainha Sarah – cujas histórias são narradas no livro “Rainha Sarah – Um”, lançado pela autora, que retrata como Senhora obteve seus dois submissos, Um e Dois. Nesse primeiro momento, destaca-se a história de Um, por isso o subtítulo. Todo o enredo ficcional é salpicado com músicas de heavy metal e blues, remetendo ao envolvimento da autora com a música através da banda da qual é vocalista.


Assim como Anne Desclos, Érica sentiu-se desafiada pela pouca presença feminina nos escritos libertinos e a escolha do FemDom veio exatamente para mostrar o contraponto à Dominação masculina, que muitos, de maneira errônea, acreditam ser a única forma existente de BDSM.




Sobre o Livro 

 Rainha Sarah – Um não é pornografia para mamães


Rainha Sarah – Um contém um relato ficcional em que uma Dominadora (adepta do BDSM, subcultura urbana que inclui Dominação e Sadismo) conta como conseguiu, enfim, realizar-se enquanto Senhora ao obter o primeiro de seus dois submissos – o qual ela chama de Um. O livro é a história dele, por isso o subtítulo.


O enredo começou a ser publicada em capítulos no blog de nome Rainha Sarah e passou a contar com leituras advindas de vários cantos do Brasil, tendo agora, por fim, encontrado seu formato em papel.


O livro contém a descrição do relacionamento da Dominadora Sarah e Um desde o momento em que ambos conheceram-se conversando pela internet até o momento em que acontece o Encoleiramento definitivo do submisso em uma cerimônia pública. Todo o relato é recheado de cenas de práticas fetichistas envolvendo látex, saltos, cordas, algemas, velas, agulhas – sendo, na verdade, o maior fetiche retratado, o da submissão masculina. Tudo isto em um contexto totalmente voltado para a realidade da subcultura BDSM, segundo é, de fato, praticada no Brasil e no mundo.


Assim, as cenas são fortes e altamente sensuais mostrando práticas nem sempre conhecidas pelo grande público.


Érica Araújo e Castro, a autora, é professora de Inglês e Literatura, pós-graduada em Educação Ambiental e Patrimonial, além de colunista do jornal Conhece-te a ti mesmo e de portais de internet.


Para desenvolver a história, mergulhou em pesquisas relacionadas à prática para que fosse mantida maior fidelidade à filosofia niilista, com cunho sexual, da maneira como ela é difundida desde o Marquês de Sade. Com a diferença de que, em vez de envolver uma história em que a figura feminina aparece subjugada, quem aqui se subjuga e entrega-se para ser controlado, adestrado é o homem que sente prazer em pertencer e ser cuidado e protegido por Senhora.


Em Rainha Sarah – Um, vê-se o Império do FemDom (Dominação de homens por mulheres), como bem disse um submisso, fã do blog da autora.

17 comentários:

  1. já me ganhou nesse 'nao é pornografia pra mamães' hahaha
    UAU, eu PRECISO ler esse livro pqp *o*
    BDSM me interessa bastante.
    bjs, Kris :D

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Val e como o livro é inspirado em experiencias reais. Acredito que os relatos são bem interessantes.

      Excluir
  2. Adorei o estilo da autora e mais ainda a história que este livro parece ter! Sinceramente não posso comprar estes tipos de livros por causa dos meus pais que iriam ficar curiosos e não iam gostar de saber que eu leio essas coisas kkkkkk mas eu posso ler pela net então haha esperando pela resenha Kris ;) beijos!

    Mutações Faíscantes da Porto

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nossa Carol, nunca passei por isso, mas imagino como seja.

      Excluir
  3. Olá Kris! Eu conheço a Rainha Sarah de um grupo de livros que participo, nunca conversei com ela diretamente, mas a acho uma pessoa extremamente inteligente e articulada. Ela me parece ter uma pessoa de personalidade forte, e ser aquele tipo de mulher que nunca é pega de surpresa. Eu leio muito, não resenho; mas leio, livro hot, confesso que livros de BDSM onde a mulher é Domme não é o que mais gosto, mas anotarei aqui Rainha Sarah- Um e o lerei, porque acho que livro bem escrito e bem descrito é sempre a chance de uma boa leitura.
    Vida longa a parceria.
    bjs
    www.aghridoce.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E não se engana, não viu Eykler.
      A personalidade da Sarah é forte mesmo, afinal ela é a Domme né, tem que por ordem nas coisas. KKKK
      Obrigada pela Visita, beijos

      Excluir
  4. Em primeiro lugar, parabéns pela parceria! Acho super bacana quando os autores se unem aos blogueiros. :D

    Agora sobre o post

    Adorei quando li "não é pornografia para mamães" hahah Fantástico e bastante convincente, já que a maioria dos livros adultos prometem algo e não cumprem. Vou dizer que literatura adulta me deixou um pouco traumatizada depois de "Cinquenta Tons de Cinza", exatamente por esperar algo incrível, e... bom, não me convenceu tanto hahaha Então vou esperar pela resenha do livro e torcer para que seja maravilhoso e possa tirar a péssima impressão que tive com o gênero. :D

    Renata,
    psychoreader.wordpress.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Renata, mas acho que 50 tons decepcionou muita gente e acabou queimando o estilo,
      mas justamente por conhecer a Sarah anteriormente (de outros carnavais). É que eu tenho certeza de que não corro esse risco de me decepcionar em relação a intensidade do BDSM no enredo dela.
      Acho que rola uma diferença bem grande quando o autor escreve sobre uma fantasia, pra outro que escreve o que ele realmente viveu.
      Venha mesmo ver a resenha :)
      Beijos

      Excluir
  5. Oi Kris!
    Parabéns pela parceria!!! Não conhecia a autora ainda, mas achei muito diferente ela escrever um livro erótico em que a mulher não é submissa. Fiquei curiosa pelo livro!

    Beijos,
    Sora - Meu Jardim de Livros

    ResponderExcluir
  6. Não é um genero que eu curto, vou esperar sua resenha, mas enfim ver se leio ou não.
    http://contodeumlivro.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  7. Parabéns pela parceria e sucesso à autora.

    M&N | Desbrava(dores) de livros - Participe do nosso top comentarista de outubro

    ResponderExcluir
  8. Que livro intrigante Kris ! Já ouvi falar algumas coisas poucas sobre esse estilo , mas não tenho conhecimento da área . Parabéns por mais essa parceria , que ela seja longa e muito proveitosa para ambas !

    Beijos , Carol

    ResponderExcluir
  9. Oiii Kris. Eu não curto esses hot modernos, ainda mais quando envolve BDSM. Mas gostei do diferencial da autora. De tirar a menina boba, virgem e submissa e colocar uma mulher confiante e dominadora. Curti isso. beijooos e parabéns pela parceria
    http://profissao-escritor.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  10. Parabéns pela parceria Cris

    Beijos
    www.amorliterario.com

    ResponderExcluir
  11. Olá :) Parabéns pela nova parceria!!! :D E que venham muitas outras parceiras. ;)
    Pra falar a verdade eu não sou muito "fã" de livros com o assunto muito "quente" kkk Mas, claro que depende muito, gosto quando o livro é bem escrito e passa algum mensagem que não seja somente sobre "sexo", kkk
    A achei a história desse livro bem interessante, deve ser muito bom. :)
    Adorei saber um pouco mais sobre essa escritora, ;D Que legal! ela também é cantora e tem uma banda. *--* :D Beijos! <3
    http://my-stories-wonderful-books.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  12. Parabéns pela parceria! Eu ainda não conhecia a autora, achei interessante o livro dela, apesar não ter curtido a capa. Tenha uma boa leitura. :D

    Beijos.

    www.daimaginacaoaescrita.com

    ResponderExcluir
  13. Estou relendo o livro. Pretendo postar uma resenha em meu blog também. Só não sei se é necessário uma autorização da autora. Acabei perdendo o contato dela

    ResponderExcluir

Seja Bem-Vindo,
Interaja conosco, é um prazer poder saber a sua opinião.


Deixe seu link que retribuiremos a visita.
Não serão aceitos comentários ofensivos ou de span.

Volte sempre ♥