Resenha de Os Crimes ABC – Agatha Christie

27 maio 2014



Edição: 1
Editora: Círculo do Livro
ISBN: xxxxxxxx
Ano: 1987
Páginas: 216
Tradutor: Rocha Filho
Sinopse - Já aposentado, Hercule Poirot aceita o desafio de desvendar um assassinato cometido por um criminoso que se anuncia com cartas anônimas cheias de menosprezo. O assassino deixa junto de suas vítimas um guia ferroviário. Talvez seja um maníaco por estradas de ferro. Poirot persegue de pista em pista, de letra em letra, o rastro sempre alfabético do inimigo.

Minhas Opiniões sobre o livro

Então, como dizia a Emília personagem imortal do saudoso Monteiro Lobato – “CARAMBOLAS!!!”
Já fazia tempo que eu não lia um romance da Agatha tão intrigante, e Os Crimes ABC foi assim. Surpreendente, psicótico, astuto à extremos. Quando acabei a leitura estava ainda tão abismada que preferi esperar um pouco antes de escrever a resenha para não dá spoiler sem querer.
O livro de cara aparenta apresentar um crime totalmente diferente dos que habitualmente a autora apresenta, causados por um psicopata que mata pelo simples prazer de matar seguindo apenas uma sequência alfabética. Só que o criminoso comete o pior dos erros e está fadado a pagar por isso, ele desafia ninguém mais e ninguém menos que Hercule Poirot.
A História vai se desenrolando como só Agatha Christie a desenrolaria, O livro é escrito pelo ponto de vista do Capitão Hastings (sócio e braço direito de Poirot) até aí tudo bem há vários livros escritos dessa forma, Porém em alguns capítulos acontece uma coisa diferente (algo que não havia acontecido em nenhum dos livros da autora que eu lia até agora), nesse livro há capítulos escritos pelo ponto de vista do “criminoso” que nos leva a saber quem ele é. Isso me fez ficar meio que completamente confusa, não é algo do feitio da Agatha, pular o mistério dessa forma e nos entregar o bandido de bandeja, ela gostava de fazer os leitores pensarem (usarem as suas massas cinzentas).
Porém mesmo sabendo o nome do criminoso diversas questões ainda persistem em ecoar em nossas mentes, várias lacunas ficam sem preenchimento e Poirot não vai desistir em quanto não as desvendar.
E assim nós leitores somos levados por um caminho cômodo de raciocínio, porém quando achamos que o mistério está completamente resolvido e o livro concluído, nosso detetive usa as suas células cinzentas e dá a sua catada final, fazendo com que terminemos o livro de olhos e bocas bem abertos pensando: “Eu nunca teria imaginado isso!”
Sem sombras de dúvidas Os crimes ABC entraram na minha galeria dos melhores livros da Agatha, recomendo com certeza a leitura e desde já adianto como o próprio Poirot: “(...) o elemento humano nunca pode ser ignorado.”

Quote


"Mas o que quer, mon ami? Você me encara com ar de devoção canina, e exige de mim um pronunciamento à la Sherlock Holmes! Agora falemos a verdade: Não sei como é o assassino, nem onde ele vive e nem como pôr as mãos nele."

  Beijos e até a Próxima ;)

 

7 comentários:

  1. agora fiquei ainda mais instigada a ler esse título dela. *----*
    Espero poder comprar em um sebo o mais rápido que eu puder.
    bjs, Kris
    http://torporniilista.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Oie,
    todo mundo sempre fala bem da autora, mas os poucos livros que li não gostei tanto.
    Vou deixar este passar por enquanto

    bjos

    http://blog.vanessasueroz.com.br

    ResponderExcluir
  3. Oi Kris!
    Eu já li vários livros da Agatha, mas não consigo lembrar se já li este. Mas adoro o Poirot, então leria de novo várias vezes!

    Beijos,
    Sora - Meu Jardim de Livros

    ResponderExcluir
  4. Mas gente eu não acredito que nunca li a Rainha do suspense policial! isso é um pecado.

    ResponderExcluir

Seja Bem-Vindo,
Interaja conosco, é um prazer poder saber a sua opinião.


Deixe seu link que retribuiremos a visita.
Não serão aceitos comentários ofensivos ou de span.

Volte sempre ♥