Fix


“Eu poderia ser a pessoa mais simpática do mundo, 
mas optei por ser eu, mesma.”
 E por mais que a minha sinceridade faça algumas pessoas me odiarem,
 a mim faz bem. 
Pois eu sei quem sou e deixo que os outros
 também o saibam. 
Eu não traio, prefiro não mentir, 
não enganar as pessoas, não fingir que amo a ninguém.
 E isso não para agradar a terceiros, 
mas para que possa me sentir bem comigo mesma. 
Para que eu possa dormir a noite com a consciência tranquila.

Um Almontoado

O que é viver?
Por que é como se faltasse um pedaço?
Mas o que é esse pedaço?
E se por que ele não está la, algo não quebra?

Eu queria quebrar.
E ter uma desculpa pra parar de fucionar.
E assim não ter que estar por ai arrastando os cacos,
Desse almontoado que eu virei.

A Dança da Psique _ Augusto dos Anjos

A dança dos encéfalos acesos
Começa. A carne é fogo. A alma arde. A espaços
As cabeças, as mãos, os pés e os braços
Tombam, cedendo à ação de ignotos pesos!

E então que a vaga dos instintos presos
- Mãe de esterilidades e cansaços -
Atira os pensamentos mais devassos
Contra os ossos cranianos indefesos

Eu sou, eu fui, eu anseio


Quantas vezes eu me perdi tentando te encontrar. 
E  saltei sem nem ao menos olhar onde estava me lançando.  
Algumas vezes isso me fez voar em direção  ao paraíso.  
Algumas outras me lançou ao abismo Mais profundo.
Mas mesmo assim eu fui feliz a cada segundo.

Doei-me loucamente a esse sentimento avassalador.
 Fui o sol quando você quis correr no campo.
 Fui a brisa quando você quis que ela tocasse seus cabelos. 
 Fui  a chuva quando você quis o aconchego da nossa cama. 
Fui  Masoch ou Sade  a escolha do seu bel prazer.
Fui  algumas vezes Menina Outras Mulher(e que mulher).    

O Amor veio me mostrar




Às vezes dele eu via o mar,
Via flores, via canções, via alegria...
É via o que não se vê.
Ou melhor, via o que queriam me mostrar.
A pureza de uma criança a brincar.
A paz que tem uma borboleta a voar.
A canção  que emana no breve espaço que tem se beijar.

Eu via encantos mil.
A brisa vinha me beijar...
Sussurrar segredos aos meus ouvidos.
Inebriar com suas doces canções.
Mostrar-me a simples beleza que é encoberta...
Pela bruma das dúvidas e das desilusões.

Por isso eu decidi fazer a minha parte.
Vou dissipá-la do caminho de todos a quem eu amo.
Vou levar amor ao mundo.
Colorir o céu com sorrisos profundos,
E a gargalhadas musicais...
Inebriantes, estonteantes...

Espalhar ao mundo toda essa grandeza que o amor veio me mostrar.

Beijos, amados!

A.M.O.R


Ele não vai embora. Foge sim! Mas volta sempre... e com tanta intensidade (De inúmeras formas até).
Acho que é isso sim o que prova que ele realmente existiu. 
Existiu sim! por vontade própia, sem ter sido mimo, birra ou um mero capricho.
Existiu por que o meu cheiro despertava nele(s) a paixão do mesmo modo que O dele em mim. Houveram momentos ruins, pessímos e Dramáticos... (o mais interessante é pensar neles agora e sentir saudades).
 Do mesmo jeito que houveram momentos Magníficos de um ÊXTASE quase que Palpável, e esses sim Marcaram... A pele, o corpo e a Alma.

Nada melhor do que delirar nos braços que mais amamos.


" Existiu tanto que como uma Phênix renasceu das cinzas, mais belo e quente do que nunca."




_ Escrito originalmente em 11 de Junho de 2011 Um dia antes de dar a Luz a minha vida!

"Pra não dizer que não falei das flores"


"Quero 24 horas de amor contigo. Mas não estou falando só de sexo, mas
amor de falar baixinho de baixo dos lençóis. De tomar banho juntos e
dividir a mesma toalha. Amor de ir pra cozinha e nos divertir preparando
algo de bom pra comer. Fazer brigadeiro e assistir sessão da tarde. De
pedir uma pizza e comer a luz de velas. De ficar discutindo o que vamos fazer quando estivermos
velhinhos. Amor de beijos intermináveis, abraços longos e trocas de
olhares e sorrisos. É, 24 horas vai ser pouco...." (Larissa Yohanna)


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...