Carência...




(“Quelo colo vou fugi de casa, posso dulmi aqui com você?”_ Cebolinha sobre o assunto)

Isso mesmo, o meu assunto de hoje é o culpado em 99% pelas dores de cotovelo que assolam a população feminina mundial (Que Sá até universal).
 
E nesse exato momento as feministas de plantão estão tirando os coturnos pra jogar na minha cabeça, eu sei sim que nem todas as mulheres são carentes e que têm uns poucos homens carentes por aí. (Amiga, se você encontrar um desses dando mole por aí comprove antes de adotar. Porque tem muito safadão que usa a tática do fofo pra enganar as incautas indefesas.) 

Com certeza ambos os sexos sofrem com a carência, mas é assim: Mulher é carente. Homem fica carente. Salvo em raros casos.
Acompanhem comigo, as garotas gostam de carinho, afago, paparico, compreensão, conversa, companheirismo e mais um tarará de coisas “All Time”. Os garotos gostam disso também, mas num momento em que seja o ideal pra ele.

“_ Isso porque homem é naturalmente insensível?” Também, mas não é só por isso. Com certeza você já deve ter ouvido na escola, no Globo Repórter, no Programa do Jô ou por aí que tudo o que somos hoje é reflexo dos nossos ancestrais que moravam na caverna. 

Pois é, o homem desde os primórdios foi moldado pra ser racional e prático já que era ele que ia a caça, ele não podia ser sentimental numa hora dessas. Imagina o cara dando com o tacape num leão e chorando de peninha, (a humanidade já teria sido extinta há muito tempo, né?). E a mulher por sua vez foi talhada para ser emocional, já que a ela cabia criar, educar e mimar os filhos. Ela precisava ser mais sentimental para compreender o que a sua prole estava sentindo e suprir assim as suas necessidades. Daí vem também o fato até das mulheres interpretarem choro, expressões (físicas e faciais), timbre de voz, saberem quando alguém esta mentindo ou tendo um caso. E imagina dois brutos numa porta só, ninguém merece! A humanidade não iria reproduzir e já era! Então fomos feitos de forma com que o homem fosse o protetor (bruto, forte, mal, másculo e acéfalo) e a mulher a protegida (meiga, carente, frágil, dissimulada e cerebral). Vem disso o complexo de cinderela de muitas mulheres e geralmente os homens que fogem a essas expectativas são gays ou sofrem Bullyng no colégio.

Mas isso não é justificativa pra o cara ser um troglodita. Não estamos mais vivendo na época das cavernas e sofremos mudanças, hoje o principal sentido de uma união não é mais a reprodução e sim um modo de se completar. Antes de qualquer coisa um relacionamento se baseia em parceria, onde todos cedem um pouco para um bem estar coletivo. Um controla um pouco o seu sentimentalismo e o outro dá um pouquinho mais de carinho, por que nenhuma coisa e nem a outra vai acarretar danos a ninguém.
Esse também é um dos maiores motivos da diferença entre homens e mulheres na cama, os homens não sentem a necessidade de contato emocional antes da relação e por isso pulam ou até simplificam muito as preliminares e acabam assim não suprindo tudo o que a sua parceira gostaria. E é isso o que precisa ser mudado, porque a não ser que seja uma “rapidinha”, cama não é lugar de pressa. Como diz o ditado: “A pressa é inimiga da perfeição.” E de se fazer algo mal feito, é melhor não fazer. Sexo é uma arte e deve ser tratado como tal! É preciso paciência, tato! Por falar nisso é preciso se usar os cinco sentidos e até o sexto se o seu for bem desenvolvido. E pratique, por que a prática leva a perfeição.

E então, devemos entender, pois por mais que sejamos a raça nacional, ainda somos guiados pela natureza como os outros animais, somos guiados por nossos instintos. Podemos em parte lutar contra e tentar refrear isso, mas não poderemos o fazê-lo por completo. Mas também não podemos nos tornar animais e agir como se fossemos destituídos de cérebro. Vamos guardar nosso instinto pra nos guiar numa hora mais propicia, se é que me entendem.

Beijos cheios de carinho pra suprir a carência de vocês!
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...