Afinal, por que um corvo se parece com uma escrivaninha? – Alice e o Ocultismo por Higor Branco Gonçalves

06 agosto 2012

Quem me conhece e sabe o nome da minha filha tem noção do quanto eu sou fascinada pela Alice de Carroll. Então navegando pela web encontrei esse Blog super interessante The Bloggerworck de onde eu transcrevi esse texto maravilhoso que segue:


Logo em uma de suas primeiras falas, o Chapeleiro lança aleatoriamente esse enigma, que até hoje é motivo de mistério e objeto de teorias diversas: “Por que um corvo se parece com uma escrivaninha?”¹ [“Why is a raven like a writing-desk?”] O próprio Carroll escreveu no prefácio da edição de 1896 que originalmente essa charada não tinha resposta, mas que após ser frequentemente questionado se seria possível imaginar alguma solução, pensou em algo apropriado: “Porque pode produzir algumas notas, embora sejam muito chatas; e nunca é posto de trás para frente!”¹ [“Because it can produce a few notes, tho they are very flat; and it is nevar put with the wrong end in front.”] Há uma brincadeira na segunda parte da resposta, que infelizmente se perde com a tradução, entre as palavras “never” (nunca) e, como Carroll escolheu grafar, “nevar”, “raven” (corvo) de trás para frente.
Ao afirmar que num primeiro momento a adivinhação não tinha resposta nenhuma, Carroll implicitamente quer dizer que o intuito era justamente criar uma pergunta nonsense (sem sentido), algo que propositadamente não tivesse solução. Dessa forma, e também devido à repentinidade com que o Chapeleiro faz a pergunta e ao contexto da enunciação, uma das interpretações possíveis para o enigma é a de que ele ilustra como o mundo adulto pode parecer confuso e incoerente para uma criança, além de obviamente ajudar na constituição do clima nonsense do livro. O comentário de Alice um pouco adiante de que o tempo poderia ser usado de uma forma melhor do que sendo gasto com adivinhações que não têm resposta pode então ser lido como uma crítica mais abrangente aos adultos.
Mas como diz Fernando Pessoa, “O poeta é um fingidor”, e por isso não podemos acreditar cegamente no que dizem os autores literários. Bom escritor de literatura não dá ponto sem nó, e honestamente acho difícil de acreditar que um esteta do nível de Carroll associaria a imagem do corvo à da escrivaninha sem ter nenhuma intenção por trás dessa aproximação.
Conforme bem lembrado por Miguel Conner² em um post para o blogue Aeon Byte Gnostic Radio, Carroll acreditava na percepção extra-sensorial (PES), na psicocinese e era adepto do ocultismo, chegando inclusive a inserir esses elementos nas Alices. Por exemplo, em Alice no País das Maravilhas a Lagarta lê a mente de Alice, e no primeiro capítulo de Através do Espelho, Alice, invisível aos olhos dos habitantes da casa do espelho, escreve no bloco de notas do pequenino Rei Branco controlando o lápis que ele então segurava. Tal episódio do segundo livro remete à escrita automática, que vem a ser o uso da mão de um médium por parte de um espírito para escrever mensagens. Ainda segundo Conner, os corvos são tidos como mensageiros dos mortos, e a escrita automática, que acontece em uma mesa, também é uma forma de comunicação com o além; logo, aí estaria a ligação entre um corvo e uma escrivaninha. Vendo as coisas por essa perspectiva, temos uma resposta muito interessante (dentre várias outras possíveis) para o enigma do Chapeleiro.

Referências:
¹ CARROLL, Lewis. Alice – Edição Comentada. Notas de Martin Gardner. Tradução de Maria Luiza X. de A. Borges. 1. ed. São Paulo: Jorge Zahar Editor, 2002.
² CONNER, Miguel. “Alice no País das Maravilhas” e o Ocultismo. Disponível em: http://brasillewiscarroll.blogspot.com/2010/12/alice-no-pais-das-maravilhas-e-o.html

5 comentários:

  1. Olá, Kris,

    Sou o autor do Blogerwocky e, poxa, fiquei muito feliz de ver o texto que escrevi aqui! Aproveitando, muito obrigado também pelos elogios.

    Abraços e sucesso!

    ResponderExcluir
  2. Adorei o seu trabalho, e os elogios são sinceros. Não precisa agradecer, acompanharei seu blog mais veses achei realmente fascinante.

    ResponderExcluir
  3. eu amei o seu blog voltarei outras vzs.

    já estou seguindo vc.

    agradeço a visita o meu blog 3fasesdalua seja muito bem vinda

    bjs

    Selma

    ResponderExcluir
  4. Muito obrigado, Selma. Sinta-se bem vinda e apareça sempre que desejar!

    ResponderExcluir

Seja Bem-Vindo,
Interaja conosco, é um prazer poder saber a sua opinião.


Deixe seu link que retribuiremos a visita.
Não serão aceitos comentários ofensivos ou de span.

Volte sempre ♥